Imprensa Rio Claro SP Paulinho da Viola ganha homenagem nesta 3ª-feira no Casarão da Cultura | Imprensa da Prefeitura de Rio Claro – SP

Últimas Notícias de Rio Claro
segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018.

Arquivo Mensal

Paulinho da Viola ganha homenagem nesta 3ª-feira no Casarão da Cultura

Nessa terça-feira, dia 12 de junho, às 20h30, o Casarão da Cultura de Rio Claro apresenta o Projeto Viva Brasil – O Brasil em Composições, homenageando o compositor Paulinho da Viola. O evento é uma realização da Prefeitura de Rio Claro, por intermédio9 da Secretaria de Cultura, e Orquestra Filarmônica de Rio Claro, com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo, Jog Music, Loc-Tok eventos, Fricock e BetaPlan.

O projeto tem a coordenação artística do músico e cantor Thiago Gama, que pretende divulgar o trabalho de consagrados compositores brasileiros antigos e contemporâneos pela sua qualidade musical, e apresentar o legado do rico acervo da história da música popular brasileira. Além disso, reunir o maior número possível de músicos de Rio Claro através de apresentações acústicas, nas quais esses profissionais possam expressar e traduzir a obra dos artistas, cada um a sua maneira e estilo.

Aproximadamente oitenta músicos já participaram do projeto.Já foram homenageados Noel Rosa e Marisa Monte. O evento em homenagem a Paulinho da Viola conta com a cenografia do publicitário e designer Fábio Cristofoletti da Loc-Tok eventos, que também apresentará o resumo da vida, carreira e obra do artista, juntamente com a modelo Carina Caetano.

Paulinho da Viola

Paulo César Ramos de Faria, Paulinho da Viola, nasceu no Rio de Janeiro, no bairro de Botafogo, em 12 de novembro de 1942, e é um dos grandes compositores brasileiros contemporâneas pela forma e conteúdos únicos que criou, através da fusão de sons que se casam harmoniosamente em suas experimentações, fruto da junção  da estética e sofisticação da zona sul carioca dos anos 50 e 60 e da vibração dos subúrbios cariocas. O samba é a forma principal, maternal, do artista; o choro é herança do pai, um sofisticado estilo instrumental, quase erudito, e a experimentação é traço do artista.

Como definiu Nelson Sargento “mais humilde que a humildade, assim chegava Paulo César no morro da Mangueira, o menino portelense de 14 anos.”

Onze apresentações com um representativo repertório da obra de Paulinho seguirão a seguinte ordem nesta terça-feira no Casarão da Cultura:

1. Ariana Pieroni, Rogério Cerri, Mário Pieroni e Edu Barsotti

Nova Ilusão e Brancas e Pretas

2. Emílio Moreira e Edu Barsotti

Itanhangá e Romanceando

3. Ariane e William Nagib, Andinho Rossetti e Everton Nardini.

Foi um rio que passou em minha vida e Pecado Capital

4. Grupo Chororô

Choro Negro e Beliscando

5. Acusticanos

Timoneiro e No Pagode do Vavá

6. Narciso Trevilatto e Andinho Rossetti

Novos Rumos e Argumento

7. Isabela Lima e Narciso Junior

Meu mundo é Hoje e Dança da Solidão

8. Adriana César e Fernando Gonçalves

Roendo as Unhas e Cadê a Razão

9. Grupo Choro Largado

Sarau para Radamés e Coração Imprudente

10.  Tika, João Rodrigo, Vitor Bortolin, Guilherme e Garça

Sei lá Mangueira, Coração Leviano, Pressentimento e Para um amor no Recife

11. Miltinho, Leonel Luz, Pilé, Jonas Moncaio, Lincoln e Fernando

Eu Canto Samba, Onde a Dor não tem Razão e Coisas do Mundo, Minha Nêga

O Casarão da Cultura localiza-se na av. 3 n. 568, centro, esquina com a rua 7 e a entrada é franca.



astropay bozum
Imprensa Rio Claro SP