quinta-feira, 18 de dezembro de 2014.
           

Arquivo Mensal

Vigilância Sanitária orienta para as compras natalinas

Chega o final do ano e os consumidores precisam fazer as compras para a ceia de Natal e Ano Novo. É um momento muito importante, mas que requer atenção sobre o que será comprado de alimento.

A Vigilância Sanitária da Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro faz alguns esclarecimentos necessários nesta época do ano para que o consumidor tome todas as precauções possíveis e adquira produtos de qualidade.

Todos os estabelecimentos de alimentos devem apresentar, à vista do cliente, a Licença de Funcionamento expedida pela Vigilância Sanitária, que deve ser renovada a cada ano, pois a validade é anual. “A existência desta licença de funcionamento indica que o local passou por inspeção sanitária e está apto para prestar serviços à comunidade”, informa a nutricionista da Visa Mônica Marina Bonifácio da Silva.

A orientação da Vigilância Sanitária é que o consumidor observe se o estabelecimento apresenta más condições de higiene, com sujeiras no chão, mau cheiro, desorganização, presença de insetos e outros inconvenientes sanitários. A denúncia deve ser feita no 156.

Outras recomendações:

- Todos os alimentos embalados devem conter a procedência, ou seja, a embalagem deve apresentar: nome do fabricante, data de fabricação e data de validade do produto, além do peso e preço do produto, mesmo que seja de fabricação própria como bolos, biscoitos, panetones etc.

- Carnes (bovinas, suínas, peixes) devem possuir, além da procedência, o carimbo do SIF, pois isso indica que o alimento passou por inspeção federal antes de chegar ao mercado.

- Fique atento e não compre mercadorias perigosas como ovos e mel clandestinos. Como são alimentos de origem animal eles também devem apresentar o SIF, SISP ou SIM e rotulagem com todos os dados do produto.

- Jamais compre ovos com a casca trincada e/ou suja, pois os ovos podem se contaminar facilmente por ser poroso.

- Não leve para casa enlatados amassados, enferrujados ou estufados.

- Fique atento! Alimentos congelados devem estar completamente congelados, duros como pedra. Mesmo que sejam pequenas partes amolecidas, isso já altera a qualidade do produto e o alimento se estraga mais fácil.

- Alimentos secos como: farinha, fubá, feijão, arroz, entre outros, devem apresentar embalagens intactas (sem furos ou abertas).

- Frutas secas e castanhas devem apresentar a origem do produto e data de fabricação e validade, mesmo vendidas à granel.
- Alimentos estrangeiros devem apresentar rótulo em português, caso contrário não compre o produto.
- No balcão do açougue não comprar carne que já esteja moída; ela deve ser moída na presença do consumidor. Caso compre esses alimentos embalados verifique se tem prazo de validade máximo de 24 horas.

-Nunca misture alimentos com produtos de limpeza no carrinho do supermercado.

- Verifique sempre o prazo de validade dos produtos e cuidado com promoções relâmpago. Podem ser mercadorias prestes a vencer.

- Os manipuladores de alimentos devem vestir uniformes sempre limpos, não usar adornos como anéis, pulseiras, brincos e ter unhas curtas e sem esmaltes.

- Sempre peça para o funcionário limpar a esteira do supermercado antes de passar suas compras.

- Deixe para o final das compras a escolha dos alimentos perecíveis, como carnes e frios, para que não sofram alterações de temperatura por muito tempo e se estraguem antes de chegar em casa.

- Após a compra de alimentos, principalmente perecíveis (carnes e outros) vá para casa e guarde os alimentos sob refrigeração.

- Os alimentos perecíveis preparados e expostos na mesa de Natal e Ano Novo não devem permanecer de um dia para outro em temperatura ambiente. Guardá-los na geladeira e aquecê-los muito bem antes de oferecer aos familiares e amigos.