Imprensa Rio Claro SP Rio Claro ganha Observatório Social para acompanhar gastos públicos | Imprensa da Prefeitura de Rio Claro – SP

Últimas Notícias de Rio Claro
domingo, 21 de outubro de 2018.

Arquivo Mensal

Rio Claro ganha Observatório Social para acompanhar gastos públicos

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, recebeu nesta sexta-feira (16) no paço municipal integrantes da diretoria do Observatório Social de Rio Claro que está iniciando atividades no município. Um dos objetivos da entidade é monitorar as compras públicas e colaborar no controle social dos gastos públicos.

“Há cerca de um ano estamos divulgando as atividades do Observatório e agora que ele foi formalmente constituído achamos por bem levar ao conhecimento da prefeitura o início dos trabalhos”, informa o presidente do Observatório Social, Nelson Trevilatto. “Nosso trabalho não é fiscalizar e sim observar e acompanhar as contas públicas, apontar eventuais falhas e sugerir melhorias que podem ser realizadas”, acrescenta.

O prefeito Juninho da Padaria destacou a importância das parcerias que visam trabalhar para o bem comum. “Estamos abertos à participação de pessoas que venham somar com a administração para garantir que o dinheiro público, que é escasso, seja bem aplicado em benefício da população e naquilo que é prioridade”, declara.

Para André Godoy, presidente da Câmara Municipal, é gratificante verificar o interesse da sociedade civil em participar dos assuntos relativos à cidade. “É uma colaboração importante para a proposta do governo municipal de transparência e economicidade”, assinala.

O secretário de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich, comenta que a proposta do Observatório Social reforça o trabalho que já vem sendo realizado pelo município focado no corte de gastos e economia de recursos. “Implantamos a Central de Compras com esse objetivo e estamos obtendo resultados positivos”, afirma.

O Observatório Social é uma entidade presente em mais de 120 cidades brasileiras, como Americana, Limeira, Leme, Araraquara, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Nelson Trevilatto explica que o primeiro Observatório Social foi criado no município de Maringá (PR) em 2004 que na época enfrentava problemas com denúncias de desvio de recursos da prefeitura. De lá se espalhou para várias cidades em diferentes estados.

A ONG tem várias atribuições. Uma delas é acompanhar as licitações analisando os editais para verificar se os preços praticados estão compatíveis com o mercado. “As divergências encontradas são informadas ao órgão competente que pode tomar as providências cabíveis”, explica Trevilatto.

Outro ponto de verificação é a prestação de contas da prefeitura. O Observatório também tem um viés educacional que consta em ministrar palestras em escolas sobre a importância do recolhimento dos impostos e como é feita a distribuição do dinheiro. Além disso, a ONG também atua na preparação e orientação das micros e pequenas empresas para que elas possam participar dos processos licitatórios.

Todos os integrantes do Observatório Social são voluntários. Para participar da entidade não pode ter vínculos políticos e partidários, nem ser funcionário público municipal. A entidade está aberta a novos participantes.

Também participaram da reunião Carlos Augusto Báccaro, Arlindo José Romani Filho, Maria Antonia de Oliveira Bueno, Levi Martins, Leonardo dos Santos Clemente e Clóvis Delboni, todos integrantes da diretoria do Observatório Social.



astropay bozum
Imprensa Rio Claro SP