Imprensa Rio Claro SP Rio Claro adere à Rede Brasileira de Bancos de Alimentos | Imprensa da Prefeitura de Rio Claro – SP

Últimas Notícias de Rio Claro
quarta-feira, 20 de junho de 2018.

Arquivo Mensal

Rio Claro adere à Rede Brasileira de Bancos de Alimentos

O Banco de Alimentos de Rio Claro aderiu à Rede Brasileira de Bancos de Alimentos, estruturada pela Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social. “São muitas as vantagens para o município em fazer parte da rede nacional”, comenta a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Érica Belomi. “Entre elas, maior acesso a recursos federais e a sistemas de apoio à gestão”, explica, informando que a adesão também permitirá ao município participar de capacitações específicas da Rede Brasileira de Banco de Alimentos.

Em Rio Claro, o Banco de Alimentos é mantido pela parceria entre a prefeitura e a União de Amigos (Udam). “Essa parceria tem trazidos resultados altamente positivos, e agora, com participação na rede nacional, o nosso Banco de Alimentos deverá ofrecer benefícios ainda maiores à comunidade”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

O Banco de Alimentos atua no combate ao desperdício de alimentos e contribui nas ações voltadas à segurança alimentar. Além de 1.400 famílias atendidas diretamente, o Banco de Alimentos  local atende mais 450 pessoas por meio de organizações da sociedade civil, como igrejas, pastorais da criança, casas de repouso, entidades religiosas, entre outros.

“As famílias que recebem as doações contam ainda com orientações de nutricionista e assistente social para melhor aproveitamento dos alimentos recebidos”, explica a gerente municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Larissa Baungartner Zeminian, informando que são atendidas famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional, já inseridas em serviços socioassistenciais do município.

Os alimentos recebidos pelo Banco de Alimentos em boas condições para consumo passam por higienização em solução clorada, seguindo as normas de vigilância sanitária. Depois são embalados a vácuo e destinados para as organizações da Sociedade Civil cadastradas, que repassam as cestas para as famílias. Já os alimentos impróprios para consumo são destinados para ração animal e processo de compostagem, sendo depois utilizados como adubo.



astropay bozum
Imprensa Rio Claro SP