Centro Dia do Idoso passa a ser local de apoio para pessoas em situação de rua

Iniciativa é mais uma medida da prefeitura para combater e diminuir os riscos de disseminação do coronavírus.

A prefeitura de Rio Claro está acolhendo pessoas em situação de rua como medida para reduzir os riscos de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). Os prédios dos centros dia do idoso (CDI), localizados na Vila Operária e no Jardim Esmeralda, estão acolhendo esse público oferecendo higienização, alimentação e dormitório. As pessoas que vivem nas ruas são abordadas pelas equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas) e, caso aceitem, são levadas para a Casa de Passagem e de lá para o CDI onde ficam em isolamento social conforme recomendação das autoridades de saúde.

O prefeito João Teixeira Junior visitou o CDI da Vila Operária nesta quarta-feira (1º). O prédio está abrigando dez pessoas em situação de rua. “Esses espaços que eram usados por nossos idosos, que estão protegidos em suas casas, agora oferecem abrigo temporário para as pessoas em situação de rua, em mais uma medida da prefeitura para combater a pandemia de coronavírus”, destaca Juninho.

A iniciativa foi aprovada por quem está recebendo o atendimento. “É uma boa medida que nos ajuda a enfrentar essa situação”, diz Dalmon Celso Sassi. Para Wagner Marcelo Sérgio esse acolhimento representa uma nova oportunidade de vida depois de dois meses morando na rua. “Fui muito bem acolhido e quero aproveitar essa chance para mudar de vida, quem sabe conseguir um emprego e um local para morar”, comenta. Já Cláudio Aparecido de Souza conta que não aceitou o acolhimento na primeira abordagem e mudou de opinião ao refletir sobre o assunto. “Estou sendo bem atendido por pessoas boas em local limpo e tranquilo”, avalia.

O serviço de acolhimento a pessoas em situação de rua está sendo realizado pela prefeitura em parceria com o Instituto Viver e Conviver (IVC). “Os espaços foram preparados para receber essas pessoas que são acolhidas nesse momento de pandemia do coronavírus e atendidas em suas necessidades”, explica a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Érica Belomi, informando que cada CDI tem capacidade para atender 20 pessoas sem que ocorra aglomeração.

A assistente social do Seas, Maria Carolina Luna, reforça que as equipes do Seas continuam trabalhando nas ruas fazendo abordagens sociais e tentando convencer mais pessoas a aceitar o abrigo. Além disso, o trabalho na Casa de Passagem prossegue e o local é a porta de entrada para o atendimento social às pessoas em situação de rua durante a pandemia do novo coronavírus.


Juninho defende dinheiro eleitoral no combate ao coronavírus

Prefeito defende que os R$ 3 bilhões dos fundos de campanha e partidário devem ser usados durante a pandemia.

Com uma série de medidas tomadas nos últimos dias para garantir a saúde da população de Rio Claro frente ao coronavírus, o prefeito João Teixeira Junior também defende que os recursos nacionais do Fundo de Campanha e do Fundo Partidário sejam integralmente utilizados para reduzir os efeitos da pandemia. “São três bilhões de reais que farão enorme diferença em vidas salvas durante esse momento tão crítico para o país e o mundo”, ressalta Juninho. “Agora é hora de todos darem sua contribuição, inclusive os partidos políticos”, frisa.

O prefeito de Rio Claro lembra que o município também está fazendo sua parte. “Todo o orçamento está sendo revisto, com o apoio da Câmara Municipal, com o objetivo de enfrentar a pandemia. Saúde sempre foi prioridade e, neste momento, ainda mais”, ressalta.

Somente o Fundo de Campanha concentra R$ 2 bilhões em recursos, enquanto que o Fundo Partidário representa mais R$ 1 bilhão, dinheiro que seria de grande ajuda para que o país amplie os leitos de UTI e supere a falta de equipamentos como respiradores, entre outras aplicações diretamente ligadas à crise da Covid-19. “A prioridade total tem que ser a vida das pessoas e, para isto, as ações na saúde precisam de grandes investimentos financeiros”, acentua Juninho.

No Fundo de Campanha estão as verbas repassadas pelo Tesouro Nacional para apoio às candidaturas. Já o Fundo Partidário é utilizado para despesas com atividades das legendas. Segundo o prefeito Juninho, nada disso é mais importante que a vida humana. “É com solidariedade e ajuda mútua que vamos conseguir passar pelo coronavírus, com menores perdas”, finaliza.

Juninho antecipa pagamento dos servidores municipais

Pagamento cai na conta no início da noite dessa 5ª-feira, antes do quinto dia útil, que será na próxima 3ª-feira.

O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, anunciou nesta quarta-feira (1) que está antecipando o pagamento dos servidores públicos municipais. Os vencimentos pagos em abril estarão na conta do funcionalismo no início da noite de quinta-feira (2). Pela lei, a prefeitura deve pagar os servidores até o quinto dia útil, que neste mês será na próxima terça-feira, dia 7.

“Desde que assumimos a prefeitura o pagamento dos servidores nunca atrasou e, quando foi possível, pagamos adiantado”, recorda Juninho. “Neste momento de grande preocupação e incertezas devido ao coronavírus, entendemos ser necessário mais do que nunca redobrar esforços no sentido de tranquilizar nossos servidores e, com muito trabalho, conseguimos antecipar em alguns dias o pagamento deste mês”, acrescenta.

De acordo com o secretário municipal de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich, o valor líquido das folhas de pagamentos de abril da prefeitura da Fundação Municipal de Saúde somam quase R$ 20 milhões.

Desde que o coronavírus chegou ao país a prefeitura de Rio Claro vem tomando uma série de medidas em várias áreas para reduzir os efeitos da pandemia no município. No caso do funcionalismo municipal, o governo municipal antecipou em quase um mês o pagamento do cartão alimentação de abril. Os valores, com reajuste de quase 14%, foram creditados no dia 20 de março, sendo que o vencimento é no próximo dia 14.

Ainda no último dia 20 a prefeitura depositou na conta dos servidores municipais a diferença de 4,19% referente aos salários do mês de março, pois o reajuste salarial que entrou em vigor naquele mês foi aprovado após o pagamento dos funcionários. A diferença seria paga neste mês, mas foi antecipada.

O prefeito Juninho reforça os compromissos da atual administração para valorizar os servidores municipais. “Estamos no quarto ano consecutivo em que reajustamos os salários sem haver perdas salariais aos servidores”, destaca.

A prefeitura também aumentou em quase 75% o valor do vale alimentação, que foi de R$ 280,00 em 2016, na administração passada, para R$ 490,00 em 2020. O projeto aprovado pela Câmara Municipal neste ano elevou em quase 14% o vale alimentação que era de R$ 430,00 desde o ano passado.

Cultura de Rio Claro mostra exposições na internet durante pandemia

A cada mês novas exposições serão disponibilizadas na página da Secretaria da Cultura.

O isolamento social e demais medidas adotadas para conter o novo coronavírus inviabiliza a visitação de exposições de arte. Para levar à comunidade opções culturais que podem ser acessadas em casa, Rio Claro lança exposições virtuais.

“São exposições que estavam programadas para serem montadas em espaços físicos da Secretaria da Cultura e disponibilizamos as obras virtualmente para que a comunidade tenha essa opção cultural neste momento”, observa Daniela Ferraz, secretária da Cultura.

A expectativa é de que a cada mês três exposições sejam lançadas na página da Secretaria da Cultura (cultura.rc.sp.gov.br), no link Expo Online. A comunidade já pode conferir a exposição Andrômeda, de Rico Pace. Nesta exposição o pintor usa de símbolos, carimbos, grafismos, cores e contrastes. São pinturas em pinceladas afirmativas e quase gráficas numa coloração tendente ao contraste. Andrômeda se apresenta na liberdade de voar no imaginário.

Em breve na página também poderão ser acessadas as exposições Universo Paralelo, de Patylene e Quotidiano de Aline Pascholati, além de obras de realismo de Jonas Gomes.  

Rio Claro faz nova higienização nas ruas para combate ao coronavírus

Desinfecção foi realizada no entorno de unidades de saúde e locais com grande fluxo de pessoas.

A prefeitura de Rio Claro fez nova higienização de locais que recebem grande fluxo de pessoas nesta terça-feira (31), repetindo ação já realizada na sexta-feira (27). A iniciativa é mais uma medida adotada pelo município para combate e enfrentamento ao novo coronavírus, que causa a doença Covid-19. A aplicação é feita com produto desinfetante antibactericida aprovado pelos sistemas de qualidade, que tem eficiência de mais de 99% na remoção de bactérias.

“Rio Claro tem apenas um caso confirmado da Covid-19 e estamos trabalhando para que a doença não se espalhe em nossa cidade, tomando medidas preventivas”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, lembrando que a população deve colaborar com as ações seguindo as recomendações das autoridades de saúde. “Se todos trabalharmos juntos, vamos vencer essa pandemia”, destaca.

O produto foi aplicado nas ruas próximas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Avenida 29, UPA do Cervezão, Unidade Básica de Saúde (UBS) do Cervezão, Santa Casa de Misericórdia, Santa Casa Saúde, Hospital São Rafael, Instituto do Rim, Abrigo da Velhice São Vicente de Paulo, Hospedaria de Emaús, terminal urbano de ônibus na antiga estação ferroviária, Ambulatório Médico de Especialidades (AME), Centro Dia do Idoso do Jardim Esmeralda e também no entorno das unidades de saúde dos bairros Palmeiras, Guanabara, Brasília, Jardim Novo e Terra Nova.

A próxima higienização está programada para sexta-feira (3) quando serão novamente atendidas as UPAs e as unidades de saúde que ainda não foram contempladas com o serviço. “Nosso objetivo é higienizar o entorno de todas as unidades de saúde e outros locais que recebem muita gente”, informa o diretor municipal de Resíduos Sólidos, William de Oliveira.

Além da higienização, a prefeitura vem realizando outras ações para diminuir os riscos de propagação da Covid-19 no município. As aulas foram suspensas na rede municipal de ensino, determinou o fechamento de estabelecimentos comerciais não essenciais seguindo decreto estadual, afastou servidores municipais com mais de 60 anos, prorrogou por 30 dias o corte de água, suspendeu o atendimento presencial nas repartições públicas municipais, criou um serviço de telemedicina, o Tele Corona (2111-6999), para orientar a população sobre o novo coronavírus, entre outras medidas.

Rio Claro faz campanha de alimentos durante pandemia

Iniciativa do município é para atender famílias em dificuldade financeira.

O município de Rio Claro inicia nesta quarta-feira (1) uma campanha de alimentos para auxiliar famílias que estão em dificuldades financeiras nesta pandemia do coronavírus. Toda a arrecadação será entregue ao Banco de Alimentos do município, gerenciado pela União de Amigos (Udam), que fará a distribuição aos necessitados.

“Nossa expectativa é de mais uma vez contar com o apoio da comunidade e conseguir um grande número de alimentos, podendo assim atender mais famílias”, avalia Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade do Município, entidade que está coordenando a campanha juntamente com o gabinete do prefeito.

“É um momento difícil para muitos pais de família, especialmente aqueles que são autônomos, não têm uma reserva financeira e neste momento estão sem trabalhar por causa da quarentena do coronavírus”, afirma o prefeito João Teixeira Junior.

As doações podem ser feitas até o próximo dia 12 diretamente no Paço Municipal ou nos demais pontos de arrecadação. Em caso de doação de grande quantia de itens, o doador pode entrar em contato com o Fundo Social pelo telefone 3526-7171 para a retirada no local. Devem ser doados alimentos não perecíveis, por exemplo: arroz, macarrão, feijão, óleo, fubá, leite, trigo e açúcar. 

Locais de arrecadação: Paço Municipal (Rua 3), Núcleo Administrativo Municipal (NAM – Rua 6), CEU Mãe Preta, subprefeitura do Cervezão, Udam +, supermercado Furquim, supermercado Irmãos Casagrande, supermercado Examine, varejão Horti Mais, Mercadão das Frutas e supermercado Tropical.

Rio Claro reduz expediente nas repartições municipais

Medida tem como objetivo reduzir custos em momento de menor frequência de público.

O município de Rio Claro está adotando nova medida administrativa em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O prefeito João Teixeira Junior assinou decreto que determina a redução do expediente de trabalho nas repartições públicas municipais a partir desta terça-feira (31).

O novo horário de funcionamento será das 7 às 13 horas, não incluindo na alteração os serviços considerados essenciais, como os de segurança e saúde.

De acordo com o decreto, a redução no expediente se faz necessária em razão das dificuldades financeiras pelas quais passa o município, exigindo medidas de contenção de despesas.

Em razão da pandemia do novo coronavírus, a prefeitura tomou uma série de providência para enfrentamento à doença. As aulas foram suspensas na rede municipal de ensino, servidores municipais com mais de 60 anos foram afastados do serviço, portaria municipal determinou o fechamento de estabelecimentos comerciais não essenciais seguindo decreto estadual, prorrogou por 30 dias os cortes de água que estavam programados, criou um serviço de telemedicina (2111-6999) para orientar a população, suspendeu o atendimento ao público nas repartições municipais para evitar aglomerações de pessoas, reduziu o número de ônibus em circulação do transporte coletivo, entre outras iniciativas.

No primeiro dia, médicos orientam 15 pessoas por telefone contra coronavírus

Serviço de telemedicina atende pelo telefone (19) 2111-6999.

Ao sentir os sintomas característicos da Covid-19, causada pelo novo coronavírus, o paciente muitas vezes fica inseguro sobre qual o momento de procurar atendimento médico. Agora em Rio Claro isso pode ser feito sem que a pessoa precise sair de casa, pelo Tele Corona. Por telefone, médicos orientam e informam sobre transmissão e sintomas da doença. Em seu primeiro dia de funcionamento, o serviço de telemedicina atendeu 15 pessoas.  

“Com o Tele Corona possibilitamos que as pessoas se mantenham em isolamento social, evitando que procurem desnecessariamente a unidade de saúde e se exponham ao risco de contaminação”, destaca Maurício Monteiro, secretário de Saúde.

O serviço, realizado em parceria da prefeitura com a faculdade de Medicina do Centro Universitário Claretiano, começou a atender na segunda-feira (30) e conta com cinco médicos. “A partir do que é relatado por quem faz a ligação, o médico orienta sobre o que o paciente deve fazer e se é necessário procurar uma unidade de saúde ou mesmo uma unidade de pronto atendimento”, observa Jair Verginio Junior, médico pneumologista diretor médico de atenção à saúde.  “Muitas vezes será necessário apenas o isolamento e, neste caso, o próprio sistema do Tele Corona apontará a necessidade de fazer contato com o paciente após certo período, dando continuidade ao atendimento médico e acompanhando a evolução do quadro clínico do paciente”, acrescenta Jair.

O Tele Corona atende pelo telefone (19) 2111-6999, das 8 às 14 horas, de segunda a sexta-feira. “Essa é mais uma ferramenta de que o município dispõe para atender à comunidade e se soma a outras medidas que foram adotadas para minimizar os riscos de contaminação”, ressalta o prefeito João Teixeira Junior, reafirmando que a prioridade é a saúde das pessoas. “O mais importante neste momento é preservar vidas”, resume o prefeito Juninho.

O isolamento social vem sendo apontado pelas autoridades de saúde mundiais como a melhor maneira de conter a evolução rápida no número de casos da Covid-19. “O controle de transmissão dá capacidade ao serviço de saúde de acolher e tratar da melhor forma quem for acometido pela doença. Casa haja algum óbito, que seja pela gravidade da doença e não por falta de atendimento ou falta de estrutura”, frisa Jair, reforçando que o isolamento é o melhor a se fazer no momento.

Juninho cobra em São Paulo rapidez nos testes de coronavírus

Prefeito de Rio Claro esteve no Instituto Adolfo Lutz na tarde desta segunda-feira (30).

Após ter cobrado providências na semana passada por telefone e se manifestado sobre o assunto na teleconferência com prefeitos paulistas na sexta-feira (27), o prefeito João Teixeira Junior decidiu ir pessoalmente ao Instituto Adolfo Lutz para cobrar rapidez na divulgação dos testes de coronavírus.

“Em Rio Claro temos mais de 40 casos suspeitos e os resultados não chegaram ainda. Os pacientes e seus familiares cobram uma resposta que, infelizmente, até agora o Adolfo Lutz não tem conseguido passar de maneira rápida”, afirmou o prefeito.

Em São Paulo, Juninho foi atendido por Paulo Rossi Menezes, coordenador estadual de Saúde, e também se reuniu com Cláudia Passara Saraceni, diretora de TI e Comunicação. A informação é que o governo estadual está credenciando novos laboratórios para a realização dos testes e o Instituto Adolfo Lutz está implantando uma segunda unidade para ampliar o número de resultados diários, uma vez que o instituto atende os 645 municípios paulistas e no momento tem milhares de testes aguardando resultado.“A expectativa é de que nesta semana o ritmo de divulgação dos resultados de coronovírus passe a ser bem mais rápido”, informou o prefeito Juninho.


Vacinação contra a gripe prossegue na terça-feira em Rio Claro

Município está recebendo mais 7.200 doses para atendimento a idosos e profissionais de saúde.

Rio Claro terá nesta terça-feira (31) novas doses de vacina contra a gripe para atender idosos e profissionais de saúde. A aplicação de 7.200 doses será realizada nas unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família, exceto as unidades do Santa Elisa, Jardim Brasília e Vila Cristina. Não haverá vacinação em drive-thru.

“Esta primeira etapa da campanha de vacinação é destinada exclusivamente aos idosos com mais de 60 anos e aos profissionais de saúde”, destaca Maurício Monteiro, secretário de saúde, observando que a campanha vai até o dia 22 de maio e se estenderá aos demais grupos prioritários.

A Vigilância Epidemiológica orientou os profissionais de saúde das unidades sobre os cuidados preventivos que devem ser tomados durante a vacinação para evitar o contágio pelo novo coronavírus (Covid-19). A orientação inclui evitar aglomeração de pessoas nas unidades e formação de filas e, se houver fila, que seja mantido distanciamento de no mínimo um metro entre uma pessoa e outra. Cada coordenador de unidade deve adequar as medidas de prevenção de acordo com o espaço e infraestrutura disponíveis.

O atendimento é feito de acordo com o horário de funcionamento de cada unidade. A relação de unidades, endereços e telefones pode ser consultada no site da Fundação Municipal de Saúde (www.saude-rioclaro.org.br).

Este será o terceiro lote de vacinas disponibilizado ao município pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Piracicaba, órgão da Secretaria de Estado de Saúde. Na semana passada 19.300 doses foram aplicadas.

A segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe ocorrerá entre 16 de abril e 8 de maio. Nessa etapa serão vacinados os professores das escolas públicas e particulares, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade, além dos profissionais das forças de segurança e salvamento, mediante comprovação de que faz parte desse grupo.

De 9 a 22 de maio será realizada a terceira fase da campanha para vacinação de crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes (em qualquer período gestacional), puérperas (até 45 dias após o parto), população indígena, indivíduos de 55 a 59 anos, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, e pessoas com deficiência.