Juninho alerta para a necessidade de prevenção mesmo se Rio Claro for para fase laranja

Expectativa é que município avance para a fase laranja do plano de flexibilização do governo estadual.

Rio Claro pode avançar nos próximos dias para a fase laranja, a segunda no plano de flexibilização da quarentena. Isso possibilitaria a reabertura do comércio e a retomada da economia, tão aguardada pelos comerciantes e pela população. A decisão do município dependerá do governo estadual, que deve se manifestar na sexta-feira (7) sobre o avanço ou não da região de Rio Claro para a próxima fase. Prefeito de Rio Claro deverá se manifestar logo em seguida sobre o assunto.

“Já estivemos na fase laranja antes e tivemos que regredir porque parte da população insistiu em não cumprir as regras”, observou o prefeito João Teixeira Junior, que anunciou o posicionamento do município em transmissão on-line realizada na quinta-feira (6). “Aguardamos a decisão estadual e temos a expectativa de que o município possa ter o comércio reaberto, contando com a responsabilidade que todos devem ter”, acrescenta o prefeito Juninho.

O município tem tido desaceleração no crescimento de casos. Boletim divulgado na quinta-feira (6) pela Vigilância Epidemiológica aponta 3.061 casos confirmados da Covid-19 em Rio Claro e 86 óbitos. O índice de ocupação de leitos é de cerca de 80%. Em uma comparação com os dados de 15 dias atrás, houve um crescimento de 34% no número de casos e de 36% no número de óbitos. Já o número de internações caiu em 10%. No período anterior, de 7 a 21 de julho, o crescimento registrado foi de 64% no número de casos e de 50% no número de óbitos e o número de internações também crescia em 15%.

“Para que essa tendência de queda se concretize é fundamental que a comunidade siga as restrições da quarentena e mantenha cuidados preventivos, especialmente a higienização correta e o uso de máscaras, além de evitar aglomerações”, observa Maurício Monteiro, secretário de Saúde.

O município teve sua estrutura de atendimento aos casos de Covid-19 reforçada, com a implantação do Hospital de Campanha e consequente ampliação na quantidade de leitos para atender casos da doença. Atualmente 15 dos 23 leitos estão em funcionamento no hospital e a expectativa é de que em breve o serviço esteja com todos os leitos em funcionamento. Para isso, na segunda-feira (3) Hospital de Campanha passou a contar com novo sistema de fornecimento de oxigênio, em que tanque substituiu cilindros.

Rio Claro esteve na fase 2 da flexibilização, a laranja, de 1º a 24 de junho, período em que o comércio funcionou com restrições. Desde o dia 25 o município está na fase 1, a vermelha, com funcionamento apenas dos comércios e serviços essenciais.

Prefeitura retira 100 toneladas de sujeira das águas do Lago Azul

Limpeza foi concentrada nas margens do lago e fez parte de uma série de ações de revitalização do parque.

O Lago Azul de Rio Claro está recebendo uma série de ações de revitalização providenciadas pela prefeitura. Um dos cartões-postais do município, o local ganhou na quinta-feira (6) ampla limpeza nas margens da lagoa que caracteriza o parque, fechado à visitação devido ao coronavírus. Até o meio da tarde, quase 100 toneladas de lixo já haviam sido retiradas. “Mesmo com a quarentena não deixamos de providenciar melhorias para essa referência de lazer da nossa cidade, pois queremos que a população tenha um Lago Azul mais bonito e atraente”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, informando que, assim que for seguro, o parque será reaberto. “Nossa preocupação prioritária com a saúde não nos impede de investir e cuidar dessa importante referência de lazer em Rio Claro”, acrescenta Juninho.

O secretário municipal de Cultura, Ricardo Naitzke, que acompanhou os trabalhos de limpeza do lago junto com o prefeito, informa que até o meio da tarde de quinta-feira oito caminhões cheios de lixo já haviam sido retirados das margens da lagoa, o equivalente a 96 toneladas de sujeira. “É material que chega arrastado pelas águas de vários bairros localizados acima do Lago Azul”, explica. Boa parte da sujeira descartada incorretamente de locais como Distrito Industrial, Vila Martins, Jardim Portugal, Floridiana e Vila Operária desemboca no lago. “Retiramos garrafas de vidro, garrafas pet, panos, embalagens, recipientes descartáveis para marmita e vários outros tipos de descarte”, comenta Naitzke, reforçando a orientação para que a comunidade colabore e faça a destinação correta de materiais.

O trabalho de limpeza nas águas do Lago Azul está sendo realizado em conjunto com equipes da Secretaria Municipal de Obras. Outras intervenções, como a poda ornamental de árvores do parque, são realizadas pela Secretaria Municipal de Agricultura e Manutenção. Já o Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae) está trabalhando na comporta e providenciando ações para melhorar a oxigenação da água do Lago Azul.

Além da ampla manutenção, o parque também está ganhando calçamento na orla, que ficará mais bonita e segura para os usuários que utiliazam a pista para caminhar. As quadras de futsal e basquete estão sendo reformadas e uma quadra de futebol society será instalada.

Essas e outras melhorias estão sendo possíveis porque a atual administração conseguiu regularizar o terreno do Lago Azul, obtendo a escritura da área por meio de ação judicial de usucapião. Depois de décadas em condição irregular, o Centro Cultural “Roberto Palmari” e toda a área do Lago Azul agora passou a pertencer legalmente ao município.

Rio Claro tem 86 óbitos por coronavírus e 3.067 positivos

Número de internados permanece em 80, com 29 pacientes em UTI.

Uma idosa que estava hospitalizada é a mais recente vítima fatal da Covid-19 em Rio Claro. O município tem 86 óbitos provocados pela doença e 3.067 casos positivos. Boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Rio Claro informa que na quinta-feira (6) foram confirmados seis casos do novo coronavírus, sendo que três destas pessoas estão hospitalizadas.

O número de internados permanece em 80, incluindo casos suspeitos, sendo 36 pacientes em leitos públicos e 44 em leitos particulares. Deste total, 29 pessoas estão em tratamento em unidade de terapia intensiva (UTI), com 19 pacientes na rede pública e 10 na rede privada.

Rio Claro tem 2.110 pessoas recuperadas da Covid-19.

Cemitério municipal de Rio Claro não vai abrir no Dia dos Pais

Medida visa prevenir contágio pelo coronavírus evitando a aglomeração de pessoas.

O cemitério municipal São João Batista de Rio Claro permanecerá fechado ao público no Dia dos Pais, comemorado no próximo domingo, 9 de agosto. A decisão tem como objetivo evitar aglomeração de pessoas como medida de prevenção ao novo coronavírus.

O cemitério municipal está fechado ao público desde  o dia 26 de março. “Nossa vontade era que a comunidade pudesse prestar sua homenagem como acontecia tradicionalmente no Dia dos Pais, mas infelizmente a pandemia impõe procedimentos que devemos respeitar para que esta fase de restrições possa ser superada o quanto antes”, explica o prefeito João Teixeira Junior, que solicita a compreensão e colaboração da comunidade. “É uma medida de segurança para a proteção de todos”, frisa Juninho.

No momento o cemitério municipal funciona apenas para enterros. Medidas de restrição também foram adotadas no velório municipal. Informativo com as regras foi afixado na porta de entrada do velório. Uma delas restringe a dez o número de pessoas por sala, sendo que a permanência no espaço é de no máximo cinco minutos.

Hospital de Campanha de Rio Claro tem aprovação do governo estadual

Município fica mais próximo de credenciamento para receber recursos federais.

Rio Claro recebeu na quarta-feira (5) a boa notícia de que o Hospital de Campanha montado para atender pacientes com Covid-19 tem suas instalações e sistema de funcionamento aprovados pelo governo estadual. Com isso, o município dá um passo importante para credenciar o serviço no Ministério da Saúde e, assim, receber mais repasse financeiro do governo federal na pandemia. Mesmo antes da auditoria, o hospital tinha condições legais de funcionamento.

“Isso nos mostra que estamos no caminho certo, trabalhando para oferecer à comunidade rio-clarense o melhor atendimento”, destaca o prefeito João Teixeira Junior, acrescentando que o hospital de campanha é um reforço importante na estrutura de atendimento da saúde, inclusive no período pós pandemia. “Quando a Covid-19 tiver sido superada, o Hospital de Campanha será transformado no centro hospitalar da região norte”, acrescenta Juninho.

O hospital tem 15 leitos em funcionamento e esse número seria ampliado para 26. A auditoria estadual que aprovou o hospital também solicitou uma adequação na quantidade de leitos. Serão 23 leitos, sendo 20 de longa permanência e três de urgência, todos com equipamentos de UTI. O posto de enfermagem também será ampliado. “Iremos acatar essas recomendações do governo estadual e daremos seguimento ao trâmite para o credenciamento do Hospital de Campanha no governo federal, o que representará mais recursos para a saúde no município, um ganho muito importante”, observa Maurício Monteiro, secretário de Saúde.

A partir do credenciamento no Ministério da Saúde, o valor do repasse se dá de acordo com o tipo de tratamento realizado. No caso da síndrome gripal respiratória grave, em que estão incluídos os atendimentos de Covid-19, esse valor é de cerca de 1.600 reais por dia a cada leito de UTI ocupado. Desde que entrou em funcionamento, no dia 15 de julho, o Hospital de Campanha tem se mostrado importante no trabalho do município no atendimento de pessoas contaminadas pelo coronavírus. Já foram atendidos cerca de 90 pacientes que precisaram de internação.

Na segunda-feira (3) a estrutura do Hospital de Campanha passou a contar com novo sistema de fornecimento de oxigênio. O tanque de oxigênio instalado fornece oxigênio para pacientes com necessidade suplementar. Antes isso era feito por meio de cilindros, o que exigia constantemente equipe para manutenção e troca dos cilindros. O tanque permite aumentar a potência do fornecimento do oxigênio e tem capacidade para atender todos os leitos da unidade com vazão e pressão adequadas.

Vigilância Sanitária sai do aluguel para funcionar em prédio próprio

Por conta da mudança, não haverá atendimento presencial desta quinta-feira (6) até terça-feira (11).

A Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Rio Claro a partir da semana que vem passa a atender em novo endereço. O serviço municipal está sendo transferido para prédio da prefeitura, na Avenida 2, 238, entre ruas 3 e 4, onde funcionará a partir de quarta-feira (12).

“É mais um serviço que funcionava em prédio alugado que passa a atender em prédio público, gerando economia aos cofres municipais”, observa o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho. A transferência irá gerar economia de quase 66 mil reais por ano.

O espaço na Avenida 2 recebeu adequações e melhorias para abrigar a Visa, incluindo pintura e manutenção nas redes elétricas e de telefonia. “O local conta com melhor estrutura para a realização do trabalho, já que as adequações foram pensadas para o acolhimento às equipes, além de ter melhor localização, na área central, facilitando o acesso da comunidade”, destaca Maurício Monteiro, secretário de Saúde.

Para que a mudança seja realizada, a Vigilância Sanitária não terá atendimento presencial desta quinta-feira (6) até a terça-feira (11). Nestes quatro dias úteis quem precisar dos atendimentos da Visa deve ligar para o número 3533-1275. O horário de atendimento é das 8 às 16 horas.

De acordo com o planejamento do município, outros serviços devem ser transferidos para o prédio da Avenida 2, onde já estão a coordenação da rede de Atenção Básica e dispensário de medicamentos de alto custo. Também devem ser transferidos para o imóvel o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador Regional (Cerest) e a Comissão de Ética Médica.

Rio Claro tem 85 óbitos por coronavírus e 3.061 positivos

Total de internados é 80, com 28 pessoas em UTI.

Rio Claro confirmou 85 mortes em decorrência da Covid-19, conforme boletim divulgado na quarta-feira (5) pela Secretaria Municipal de Saúde. A mais recente vítima é um idoso que estava hospitalizado. O total de casos subiu em 65 e o município tem agora 3.061 confirmações da doença. Dos novos casos, quatro pessoas estão hospitalizadas.

O número de internados está menor do que na terça-feira (4), quando havia 85 pessoas hospitalizadas por coronavírus, incluindo casos suspeitos. Nesta quarta-feira são 80 internações, sendo 35 em leitos públicos e 45 em leitos particulares. Deste total, 28 pessoas estão em tratamento em unidade de terapia intensiva (UTI), com 17 pacientes na rede pública e 11 na rede privada.

Rio Claro tem 2.056 pessoas recuperadas da Covid-19.

Juninho entrega registros de imóveis a moradores do residencial Jasmim

Entrega do documento era esperada há sete anos.

Após sete anos de espera, os moradores do conjunto residencial Jasmim, em Rio Claro, estão recebendo os registros de seus imóveis. Na terça-feira (4) o prefeito João Teixeira Junior esteve no condomínio localizado na Vila Cristina para fazer a entrega dos 15 primeiros documentos, de um total de 112. “Colocar em dia a documentação é dar mais segurança aos moradores a respeito das suas residências”, comenta o prefeito Juninho. “Em nossa administração assumimos o compromisso de redobrar esforços para deixar em ordem a documentação de moradias que há anos estavam com pendências e mais um passo nesse sentido está sendo dado no Residencial Jasmim”, observa.

A secretária municipal da Habitação, Luana Pezzotti de Freitas, que também esteve no Residencial Jasmim, explica que os demais condôminos receberão os documentos a partir da semana que vem. “Faremos a entrega no próprio local, mas de maneira individual, para evitar aglomerações e reduzir riscos de contágio pelo novo coronavírus”, esclarece. Na terça-feira receberam os registros o síndico, os 12 conselheiros do residencial e mais dois moradores.

De acordo com a Secretaria Municipal da Habitação, o registro de cartório é o primeiro documento dos mutuários após a assinatura do contrato. A matrícula registrada em cartório atesta a posse do imóvel.

Em ações similares recentes, no mês de junho a prefeitura começou a entregar os contratos de promessa de venda e compra de imóveis para os mutuários do bairro Bom Retiro.

Em abril, o prefeito Juninho compareceu ao 21º cartório em São Paulo para lavrar a escritura de reversão de doação do terreno feita de forma irregular na década de 1990 para regularizar a quadra G, no bairro Jardim Novo II, onde residem 66 famílias que aguardam há 23 anos pelo documento legal de posse de suas casas.

A prefeitura também trabalha em parceria com o governo do estado, por intermédio do programa Cidade Legal, para regularizar imóveis no Jardim Santa Maria, onde 98 famílias esperam pela escritura de seus imóveis, algumas há décadas.

Daae realiza melhorias na parte elétrica da ETA 1 na madrugada de 5ª para 6ª-feira

Manutenção preventiva será feita em horário em que há menor consumo de água.

O Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgoto) de Rio Claro segue realizando melhorias para aperfeiçoar o fornecimento de água no município.

Na madrugada de quinta para sexta-feira (7), a autarquia vai realizar manutenção preventiva promovendo melhorias na parte elétrica da Estação de Tratamento de Água (ETA) 1. O serviço terá início às 23 horas de quinta-feira (6), com previsão de término para até as 3 horas de sexta-feira (7), horário em que há menor consumo de água.

A ETA 1 está localizada anexa à sede do Daae, no bairro Cidade Nova, e abastece 40% da cidade. Os outros 60% são abastecidos pela ETA2, que fica na estrada municipal que liga o Distrito Industrial ao distrito de Ajapi e seguirá funcionando normalmente.

A paralisação da ETA 1 deverá causar baixa pressão ou interrupção temporária no fornecimento de água nos bairros Bela Vista, Cidade Nova, Vila Alemã, Santa Cruz, Santana, Centro, Cidade Jardim, Saúde, Copacabana, Bairro do Estádio, Cidade Claret, Vila do Rádio, Inocoop, Jardim Mirassol, Jardim Novo, Jardim Anhanguera, Jardim Kennedy, Jardim Donângela, Jardim Conduta, Jardim do Trevo, Jardim Nova Veneza, Vila Operária, Vila Paulista, Vila Santo Antônio, Vila Indaiá, Vila Aparecida, Vila do Horto, Consolação, Parque Flórida, São Benedito, Itapuã, bairro Olímpico, Porto Fino e bairros próximos.

Assim que retomado o abastecimento, serão realizadas descargas na rede. Pode haver casos pontuais de cor escura na água, que devem ser relatados à Central de Atendimento do Daae pelo telefone 0800-505-5200, que funciona 24 horas e atende ligações de telefone fixo e celulares.

Nesse período, embora o consumo seja menor, o Daae orienta que os consumidores façam uso racional da água. A autarquia reforça a importância de os moradores terem caixa d’água em seus imóveis, já que durante os serviços de manutenção os imóveis que possuem caixa d’água não sofrem com eventual falta d’água, o que reduz transtornos em casos de interrupção no fornecimento.

O Daae informa ainda que ao restabelecer o abastecimento há um aumento temporário na pressão em alguns pontos da rede, o que pode deixar a água com um aspecto “esbranquiçado”. Neste caso, a água está apenas cheia de ar, podendo ser consumida normalmente.

Área verde na Castelo Branco terá pista de caminhada e iluminação

Serviços serão implantados em parceria da prefeitura com a Churrascaria Caçador.

A área verde localizada entre a Avenida Castelo Branco e a Avenida 12, no Jardim São Paulo, passará por uma reurbanização para ganhar pista de caminhada, iluminação pública e paisagismo.

“A prefeitura está cuidando da cidade e oferecendo possibilidade para que mais pessoas façam suas atividades físicas, e parcerias com a iniciativa privada tem permitido ampliar as ações neste sentido”, disse o prefeito João Teixeira Junior ao assinar termo de parceria com a Churrascaria Caçador na manhã desta quarta-feira (5). “Quando passar a quarentena, a comunidade poderá voltar a usar os espaços públicos, como as praças e espaços família”, destacou o prefeito Juninho.

De acordo William Dalmoro, da Churrascaria Caçador, o objetivo do projeto na Castelo Branco é criar um local naquela região de grande desenvolvimento para que as pessoas possam se reunirem e desenvolver suas atividades físicas. Um estudo detalhado na área irá definir todas as melhorias que serão providenciadas na parceria do Programa Adote uma Praça.

O secretário municipal de Governo, Ricardo Gobbi e Silva, ressaltou que quanto mais a iniciativa privada se manifestar interessada nas parcerias com a prefeitura mais a comunidade sai ganhando. “São espaços públicos que ganham uma nova configuração e passam a ser atrativos para as famílias”, destaca Gobbi. O vereador Seron também apoiou a iniciativa de parceria para a revitalização da área na Avenida Castelo Branco.