Rio Claro vacinou nesta semana 7.336 pessoas contra Covid

Até o momento, 85,99% da população foi vacinada com ao menos uma dose.

A Fundação de Saúde de Rio Claro divulgou nesta sexta-feira (28) levantamento que aponta os números da vacinação contra a Covid no município. Até o momento, 180.205 pessoas, ou seja, 85,99% da população, receberam ao menos uma dose de vacina.

O total de pessoas vacinadas com as duas doses ou dose única é de 163.868, o que equivale a 78,20% da população. E 35,65% dos rio-clarenses tomaram também a dose de reforço. O total de doses aplicadas desde o início da campanha de vacinação é de 413.721, sendo que nesta semana foram aplicadas 7.336 doses.

Os percentuais são calculados com base em números do IBGE, que estima que a população de Rio Claro é de 209.548 pessoas.

Três idosos morrem de Covid em Rio Claro

Ocupação de leitos é de 69%, com 63 pacientes hospitalizados.

Rio Claro registrou 597 óbitos por Covid nesta pandemia, sendo que três mortes foram confirmadas em boletim divulgado nesta sexta-feira (28) pela Fundação Municipal de Saúde. As mais recentes vítimas fatais da doença são três idosos. O boletim também aponta 341 novos casos da doença, elevando o total a 25.222.

Entre os infectados, 23.294 pessoas estão recuperadas e 1.273 estão em isolamento domiciliar, com sintomas leves ou sem sintomas de Covid. O município tem 63 pacientes hospitalizados e índice de ocupação de leitos de 69%, dados que incluem internações nas redes de saúde pública e privada. Deste total, 34 pessoas recebem atendimento em leitos de UTI.

A Fundação Municipal de Saúde alerta a população para a importância da vacinação e para que mantenha os cuidados preventivos, com uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos.

Rio Claro vacina na segunda-feira crianças de 5 anos

Atendimento será das 8 às 16 horas no salão da igreja Boa Morte.

Chegou a vez das crianças de 5 anos serem vacinadas contra a Covid em Rio Claro. A vacinação nesta segunda-feira (31) será das 8 às 16 horas no salão da igreja Boa Morte, que fica na Rua 10, entre as avenidas 7 e 9.

As crianças devem estar acompanhadas de um responsável com mais de 18 anos, portando CPF e cartão SUS da criança. O cadastro antecipado no site vacinaja.sp.gov.br é fundamental para agilizar o atendimento.

A primeira dose é para todos com mais de 5 anos que ainda não foram vacinados. Também serão aplicadas segundas doses e doses de reforço. As segundas doses nesta segunda-feira serão para quem foi vacinado com Pfizer ou Coronavac até 10 de janeiro ou com a Astrazeneca até 3 de janeiro. Os maiores de 18 anos que tomaram a segunda dose em setembro devem comparecer para a dose de reforço. Também são vacinadas com mais uma dose as pessoas que tomaram dose da Janssen há no mínimo dois meses.

A Fundação Municipal de Saúde reforça o alerta à população sobre a importância da vacina no enfrentamento do coronavírus. De acordo com o mais recente levantamento da Vigilância Epidemiológica, divulgado na quarta-feira (26), 11.029 pessoas não compareceram para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid e outras 47.197 doses de reforço também não foram aplicadas por ausência dos interessados.

Caminhada reforça cuidados com a saúde mental e prevenção à hanseníase

Atividade foi realizada na sexta-feira (28) no Lago Azul.

A importância dos cuidados com a saúde física e mental foi tema de atividade realizada nesta sexta-feira (28) pela Fundação de Saúde de Rio Claro. Janeiro é o mês escolhido para duas campanhas de saúde. O Janeiro Branco tem como mote a saúde mental e emocional e o Janeiro Roxo aborda a prevenção à hanseníase.

Para chamar a atenção da comunidade para essas duas campanhas, uma caminhada no Lago Azul foi realizada. Com faixas e cartazes, os participantes alertaram para a necessidade de cuidar do corpo e da mente.

“Promover espaços de convivência, que possibilitem a troca de experiências entre as pessoas, também é uma forma de promover saúde mental, especialmente após o longo período de isolamento imposto pela pandemia”, destaca Nathália Almeida Rodrigues, que coordena o setor de saúde mental na Fundação de Saúde.

Empreendedores da Economia Solidária estiveram no local para comercializar seus produtos. Além do Desenvolvimento Social, participaram representantes das secretarias de Esportes, Turismo, Cultura, Educação e do Desenvolvimento Social.

“As ações de busca são intensificadas neste mês e realizadas o ano todo”, destaca Vaniele de Souza, interlocutora municipal dos programas de controle de tuberculose e hanseníase da Vigilância Epidemiológica. A orientação é para que em caso de sintomas de hanseníase a pessoa procure a unidade de saúde mais próxima da residência.

Para mais informações sobre questões relacionadas à saúde mental, a comunidade conta com rede de atenção psicossocial, composta pelo Caps III (Rua M-9, 66, Cervezão); Caps Álcool e Drogas (Avenida 4, 1.171, Vila do Rádio); Caps Infantojuvenil (Rua 15, 51, Bairro do Estádio).

Oficinas da Rumo irão permanecer em Rio Claro

Em ofício ao prefeito Gustavo, Ministério da Infraestrutura libera permanência da Rumo em Rio Claro, no Jardim Guanabara.

O prefeito Gustavo recebeu ofício do Ministério da Infraestrutura com informação que, conforme explica o prefeito, resolve duas questões importantes para o desenvolvimento do municio de Rio Claro: a permanência das oficinas mecânicas da Rumo em Rio Claro e sua transferência para o Jardim Guanabara, fora do centro histórico.

“O edital de renovação da concessão da Rumo Malha Paulista prevê que as novas oficinas da concessionária serão implantadas até 2025. Portanto, o próximo passo é ouvir seus representantes para saber quando serão iniciadas das obras”, afirma Gustavo.

Em outubro do ano passado a Rumo Logística, concessionária responsável pela malha ferroviária paulista e que chegou a anunciar que sairia de Rio Claro, reviu sua decisão. “A deliberação final caberá ao prefeito e ao Ministério de Infraestrutura”, informou à época Rodrigo Verardino De Stéfani, relações institucionais e governamentais da Rumo.

Dias após, o prefeito Gustavo manifestou oficialmente ao Ministério da Infraestrutura a sua posição favorável à permanência da Rumo, em ofício assinado também pelos vereadores rio-clarenses.

No ofício encaminhado semana passada ao prefeito, a Secretaria Nacional de Transportes Terrestres afirma que não vê impedimento ao pleito da Prefeitura para que as oficinas da Rumo sejam transferidas para o Jardim Guanabara.

“Queremos manter a tradição ferroviária em Rio Claro, com a manutenção das oficinas e a geração de novos postos de trabalho e ampliação da receita. Para isto, pretendemos oferecer suporte para que as empresas fornecedoras da Rumo também se instalem no município, com o compromisso de priorizarem a contratação de rio-clarenses”, explica o prefeito.

Neste sentido, ganham força os projetos para a instalação de um terminal de carga em Rio Claro para a ligação do eixo de produção industrial da região com os estados do centro-norte do Brasil e para a instalação de um porto seco (terminal rodoferroviário), assuntos que também vêm sendo tratados pelo prefeito Gustavo.

Rio Claro tem dois óbitos e 185 novos casos de Covid

Das 71 pessoas internadas, 39 estão em UTI.

Boletim divulgado no final da tarde desta quinta-feira (27) pela Fundação Municipal de Saúde registra dois óbitos de idosos por Covid. Com isso, Rio Claro passa a ter 594 mortes em decorrência de infecção pelo coronavírus. Doze óbitos foram registrados neste mês de janeiro.

O boletim também aponta 185 novos casos de Covid, totalizando 24.881 e 22.889 pessoas recuperadas. A ocupação de leitos que era de 73% chegou a 78%, com 71 pessoas hospitalizadas, sendo 39 em UTI e 32 em enfermeira. Rio Claro tem 1.335 pessoas em isolamento domiciliar por estarem infectadas e apresentarem sintomas leves de Covid ou não apresentarem sintomas.

A Fundação Municipal de Saúde alerta a população para a importância da vacinação e para que mantenha os cuidados preventivos, com uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos. 

Rio Claro vacina adultos e crianças no salão da Boa Morte

Nesta sexta-feira atendimento será das 8 às 16 horas.

A vacinação em Rio Claro nesta sexta-feira (28) será das 8 às 16 horas no salão da igreja Boa Morte, que fica na Rua 10, entre as avenidas 7 e 9.

No local são aplicadas primeiras, segundas e doses de reforço. A primeira dose é para pessoas a partir de 6 anos que ainda não foram vacinadas.

As crianças devem estar acompanhadas de um responsável com mais de 18 anos, portando CPF e cartão SUS da criança. No caso de primeira dose, o cadastro antecipado no site vacinaja.sp.gov.br é fundamental para agilizar o atendimento.

As segundas doses nesta sexta-feira serão para quem foi vacinado com Pfizer ou Coronavac até 7 de janeiro ou com a Astrazeneca até 31 de dezembro. Os maiores de 18 anos que tomaram a segunda dose em setembro devem comparecer para a dose de reforço. Também são vacinadas com mais uma dose as pessoas que tomaram dose da Janssen há no mínimo dois meses. O município aguarda o envio pelo governo estadual de novas doses da Pfizer para vacinar as crianças de 5 anos, já que é a única vacina aprovada para esta faixa etária.

A Fundação Municipal de Saúde reforça o alerta à população sobre a importância da vacina no enfrentamento do coronavírus. De acordo com o mais recente levantamento da Vigilância Epidemiológica, divulgado na quarta-feira (26), 11.029 pessoas não compareceram para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid e outras 47.197 doses de reforço também não foram aplicadas por ausência dos interessados.

Daae remove reservatório desativado no Jd. Guanabara

Equipamento feito de aço estava há mais de 20 anos sem uso e apresentava riscos estruturais.

Na última semana o Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgoto) de Rio Claro, fez a remoção de um reservatório sem condições de uso no bairro Jardim Guanabara.

Desativado há mais de 20 anos, o equipamento feito de aço estava com vários pontos de corrosão, apresentando riscos estruturais.

Para a retirada do reservatório, que tinha capacidade para 80 mil litros de água, foi necessário remover a escada e pequenas tubulações no entorno da estrutura, além de cortar partes do reservatório com maçarico, principalmente o topo, bastante danificado pela ação do tempo. Depois, com o auxílio de dois caminhões Munck (guindastes compostos por braço hidráulico de içamento), as demais partes foram retiradas.

A operação contou com o apoio da Guarda Municipal e da Defesa Civil, que isolou o local como forma de segurança e proteção aos munícipes.

“Era uma ação necessária que envolveu bastante estudo, destreza e capacidade dos responsáveis e operadores para que a retirada de toda a estrutura fosse bem-sucedida, sem oferecer riscos”, comenta o superintendente do Daae, Osmar Junior.

Ainda de acordo com o superintendente, próximo ao local há outros reservatórios maiores e melhores e a retirada do velho reservatório, que há décadas estava desativado, não vai interferir no abastecimento daquela região.

Rio Claro está em alerta para a dengue

Levantamento larvário realizado pela Fundação Municipal de Saúde aponta índice 3,66.

O primeiro levantamento deste ano para a Análise de Densidade Larvária (ADL) de Rio Claro foi concluído nesta semana pela Fundação Municipal de Saúde, com resultado de 3,66. Este índice, conforme classificação da Organização Mundial de Saúde, aponta situação de alerta para a dengue no município.

“Todos devem fazer a sua parte no controle da doença e, neste período de chuvas com os números apontando situação de alerta, aumenta a responsabilidade de cada um de nós”, observa Giulia Puttomatti, presidente da Fundação Municipal de Saúde.

Para o levantamento, os agentes do Centro de Controle de Zoonoses visitaram 2.462 imóveis, coletando amostras para análise. O trabalho foi realizado de 10 a 21 de janeiro. O índice anterior, de outubro, foi de 0,60, situação satisfatória.

“Essa análise é importante para mapear a situação do município e nortear as ações de combate ao Aedes aegypti”, pontua Pedro Buzzá, chefe do CCZ.

Com as chuvas a quantidade de água parada aumenta e o calor pode acelerar o ciclo do mosquito, fazendo com que as larvas desenvolvam-se mais rapidamente.

“O trabalho preventivo vem sendo feito, e é importante que a população também esteja engajada na eliminação dos criadouros, que é a principal medida preventiva”, observa Valdirene Bordin, responsável pelo setor de combate a endemias do CCZ.

Boletim da Vigilância Epidemiológica desta quinta-feira (27) registrou quatro casos de dengue em Rio Claro, totalizando sete neste ano. Além da dengue, o Aedes transmite chikungunya, zika vírus e febre amarela, e o município não teve casos destas doenças neste ano. 

Rio Claro registra óbito de idosa por Covid

Ocupação de leitos é de 73%, com 71 pacientes internados.

O boletim divulgado nesta quarta-feira (26) pela Fundação de Saúde de Rio Claro registra o óbito de uma idosa, vítima da Covid. Nesta pandemia, o município chega a 592 vidas perdidas por conta da doença.

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 177 novos casos de infecção pelo coronavírus, totalizando 24.696 casos da Covid. O total de pessoas recuperadas é de 22.681 e 1.363 estão em isolamento domiciliar.

O município tem ocupação de leitos Covid de 73%, incluindo UTI e enfermarias das redes de saúde pública e particular. São 71 pacientes hospitalizados, sendo 38 em UTI.

A Fundação Municipal de Saúde alerta a população para a importância da vacinação e para que mantenha os cuidados preventivos, com uso de máscara, distanciamento social e higienização frequente das mãos.