Estudante apresenta projeto de educação ambiental ao prefeito

Projeto de alunos rio-clarenses visa o uso consciente de materiais plásticos.

O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, recebeu na sexta-feira (7) representantes do colégio Koelle para discutir ações voltadas ao meio ambiente.

A partir de proposta da Organização das Nações Unidas (ONU), o colégio desenvolve com os alunos o projeto Koelle Sustentável, que aborda o descarte correto de materiais e uso consciente, principalmente do plástico. A intenção agora é expandir as ações para além dos muros da escola, beneficiando toda a comunidade.

“O município está à disposição sempre que o trabalho for em benefício da população e esse é um assunto de total interesse da prefeitura, tanto que ações neste sentido já vêm sendo desenvolvidas”, observou o prefeito Juninho, lembrando da coleta seletiva e educação ambiental realizada nas escolas municipais.

“O foco principal do projeto é a importância da redução do uso do plástico, chamando a atenção para o impacto ambiental que pode ser provocado por esse material”, disse Maurício Soave Chiodine, aluno do segundo ano do ensino médio, que apresentou o projeto ao prefeito. “Na escola o resultado com os demais alunos vem sendo muito positivo”, frisou Maurício.

Ao todo vinte e oito alunos do oitavo ano do fundamental ao segundo ano do ensino médio participam ativamente do projeto. “Eles atuam como multiplicadores, levando para os colegas as informações adquiridas e desenvolvendo ações que beneficiam toda a comunidade escolar”, explicou Rodolfo Biazotto, professor de Geografia, que juntamente com as professoras Daniela Tura de Almeida (Ciências) e Caroline Florindo (Educação Tecnológica), é orientador do projeto. O trabalho realizado na escola inclui elaboração de livro e encaminhamento de material para a ONU.

“O trabalho de educação ambiental e conscientização, especialmente das crianças, é fundamental para que possamos ter avanços e isso não pode ser restrito à sala de aula”, disse o prefeito parabenizando a escola pela iniciativa. Da reunião também participou José Rosa Garcia, representando o vereador André Godoy, presidente da Câmara Municipal.  

Rio Claro recebe cursos técnicos gratuitos do programa Novotec

Cursos são destinados para alunos do ensino médio da rede estadual.

O município de Rio Claro foi contemplado pelo programa Novotec, lançado neste ano pelo governo estadual para oferecer ensino técnico profissionalizante aos alunos do ensino médio. As aulas serão ministradas simultaneamente ao curso regular, dando aos estudantes a oportunidade de saírem com dois diplomas. O programa é desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com o Centro Paula Souza.

“É uma grande oportunidade de qualificação profissional para os jovens que vão ingressar no mercado de trabalho”, observa o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que discutiu o assunto na terça-feira (4) com os secretários estaduais Rossieli Soares da Silva (Educação) e Patricia Ellen da Silva (Desenvolvimento Econômico).

O governo vai oferecer 26 mil vagas para o segundo semestre deste ano em duas modalidades: presencial (Novotec Expresso) e a distância (Novotec Virtual). As inscrições para os cursos presenciais começaram na segunda-feira (3) e vão até 16 de junho. Já as inscrições para o Novotec Virtual estarão abertas de 24 de junho a 7 de julho. Os interessados devem se inscrever pelo site http://novotec.sp.gov.br.

Em Rio Claro os cursos serão ministrados nas escolas estaduais Odilon Correa, João Batista Leme e Armando Bayeux da Silva. Os cursos presenciais disponíveis para o município são Práticas de Gestão de Pessoas (escola Odilon); e Auxiliar de Logística, Gestão de Pequenos Negócios e Criação de Sites e Plataformas Digitais (Batista Leme); e Práticas de Gestão de Pessoas (Bayeux).

Também participaram da reunião em São Paulo a secretária municipal da Cultura, Daniela Ferraz, e os vereadores Geraldo Voluntário e Thiago Yamamoto.

Unesp comemora 50 anos do curso de geologia em RC

Curso de geologia da Unesp está entre os melhores do país.

A Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Rio Claro, realizou evento nesta sexta-feira (31) para comemorar o aniversário de 50 anos do curso de geologia da universidade. A festa do Jubileu de Ouro reuniu professores, geólogos, estudantes e pessoas ligadas à área.

“Cumprimento a Unesp pelo aniversário de 50 anos do curso de geologia. A Unesp é um orgulho para a cidade pela formação de excelência de profissionais e pelo trabalho que desenvolve em prol da comunidade”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que no evento desta sexta-feira foi representado pelo secretário municipal da Educação, Adriano Moreira. A atividade também contou com a presença da secretária da Cultura, Daniela Ferraz.

O professor José Alexandre Perinotto, diretor do Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), ressaltou que o curso de geologia é fruto do amor e do trabalho de um grupo de docentes. “Hoje é uma oportunidade de ouro de celebrarmos esse jubileu do curso de geologia, um empreendimento que deu certo e frutificou com gerações e gerações de bons geólogos, além de centenas de mestres e doutores”, disse Perinotto, observando que mais de 1.100 profissionais foram formados no curso de geologia da Unesp de Rio Claro, que figura entre os melhores do país.

Aplaudido de pé pelos participantes, o professor doutor Paulo Milton Barbosa Landim relembrou o início do curso que enfrentou a difícil tarefa de criar um currículo diferente, inovador e com características próprias para se destacar dos demais. A opção foi criar um curso prático voltado para o mercado de trabalho e, segundo ele, a escolha foi acertada.

O evento teve apresentação de projetos, visitas a unidades e palestra do professor Paulo César Soares, da Universidade Federal do Paraná, com o tema “Ensinando Geologia, para qual futuro?”.

Reforma em escola avança com troca de telhado

Prefeitura está investindo R$ 353,3 mil na obra.

A reforma em um dos blocos da escola municipal “Sueli Maria Proni Cerri”, localizada na Vila Cristina em Rio Claro, avança rapidamente. No momento está sendo retirado o telhado antigo que será substituído por telhas sanduíche, que são termoacústicas e possuem propriedades que isolam a temperatura e o som. Além da troca do telhado, as obras incluem reforma na parte elétrica, reforço da fundação, reparo nas infiltrações com impermeabilização, pintura do prédio, entre outras melhorias. A prefeitura está investindo R$ 353,3 mil no serviço.

“Investir na educação é uma das nossas prioridades. Estamos construindo novas escolas e melhorando a infraestrutura das escolas já existentes para oferecer maior conforto para nossos alunos, professores e funcionários”, destaca o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que acompanhou o andamento dos trabalhos nesta quarta-feira (29) junto com o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira. “Além das obras realizadas por empresas contratadas também fazemos serviços com equipe própria da secretaria”, informa o secretário.

Além dessa escola, a prefeitura realiza melhorias em outras unidades de ensino. Reforma também está sendo realizada na escola “Luiz Martins Rodrigues Filho”, no bairro Novo Wenzel, com investimentos de R$ 251,3 mil. Os serviços incluem construção de muro, colocação de portões, instalação de piso em salas de aula, troca de portas e pintura do prédio escolar.

Equipe de manutenção da Secretaria Municipal da Educação faz pintura interna e externa da escola “Monteiro Lobato”, com apoio da unidade escolar. A creche Francisca Coan está ganhando melhorias nos banheiros, cozinha, despensa, além de colocação de grelhas e pisos. Benfeitorias também estão sendo realizadas na escola “Sérgio Hernani Fitipaldi”, “Sylvio de Araújo” e “Clara Freire Castelano”. Além das reformas, a prefeitura tem sete escolas em construção e mais uma deve começar em breve.

Aulas na escola Marrote foram retomadas nesta terça-feira

Escola ficou sem energia devido a problemas na rede elétrica. Aulas não realizadas serão repostas.

Após trabalho intenso da equipe de manutenção da Secretaria Municipal de Obras, ficaram prontos na tarde desta segunda-feira (27) os serviços de reparo no padrão de energia e caixa de distribuição da Escola Municipal “Antonio Maria Marrote”, localizada no Bairro do Estádio, que sofreram danos na sexta-feira (24). A Elektro religou o prédio à rede pública no final da noite de segunda-feira (27).

“O padrão foi totalmente danificado pelo fogo e tivemos que comprar um novo equipamento para restabelecer a energia elétrica na escola”, explica o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira. O investimento foi de R$ 1.385,00. “Nossa maior preocupação é com a segurança dos alunos, professores e funcionários. Felizmente o incidente não causou danos às pessoas nem aos equipamentos escolares”, destaca.

Após a conclusão do serviço na parte interna, a concessionária de energia foi acionada para religar a rede do prédio escolar à rede pública de energia e concluiu o serviço no final da noite de segunda-feira (27). Com a energia restabelecida na escola, as aulas foram retomadas nesta terça-feira (28) em horário normal, após terem sido suspensas na tarde de sexta-feira e nesta segunda-feira.

De acordo com a Secretaria da Educação, as aulas serão repostas para que não haja prejuízo ao aprendizado dos alunos.

Faculdade Anhanguera terá clínica de psicologia para atendimento gratuito

Início do serviço está previsto para agosto deste ano.

A população de Rio Claro terá em breve mais um serviço gratuito para atendimento na área de psicologia. A Faculdade Anhanguera está abrindo clínica que irá atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) encaminhados pela rede pública municipal de saúde. O anúncio foi feito ao prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, nesta segunda-feira (27), pelo professor Renato Cividini Matthiesen, diretor da instituição.

“A clínica de psicologia será aberta no segundo semestre e o início dos atendimentos está previsto para agosto”, informa o diretor, que participou da reunião junto com as consultoras comerciais da Faculdade Anhanguera, Milene Martinez e Grazieli Coelho.

O novo serviço irá funcionar nos moldes da clínica de fisioterapia da faculdade, que desde 2010 presta atendimento gratuito à população, sob a supervisão de profissionais especializados. “Parcerias como essa são importantes porque ampliam o atendimento à população”, destaca o prefeito Juninho da Padaria. “Serviços como esse, para atender pacientes do SUS, têm grande valor para o município e a comunidade”, reforçou a secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer.

Além da nova clínica, Matthiesen também anunciou a abertura de novos cursos: Direito, Educação Física e Engenharia de Produção. A faculdade tem parceria com o município e oferece bolsas com 40% de desconto nas mensalidades de cursos para os servidores municipais. As inscrições para o vestibular estão abertas e os interessados podem obter informações pelo site www.vestibulares.com.br/anhanguera/.

Prefeitura investe R$ 353,3 mil em reforma de escola na Vila Cristina

Obras eram muito aguardadas pelos pais e comunidade escolar.

Mais uma escola da rede municipal de ensino de Rio Claro está recebendo melhorias. A prefeitura iniciou reforma no prédio da Escola Municipal “Sueli Maria Proni Cerri”, no bairro Vila Cristina. A prefeitura vai investir R$ 353,3 mil na reforma muito aguardada pelos pais e toda a comunidade escolar.

“Felizmente conseguimos realizar essa obra muito aguardada pela escola. Mesmo com dificuldades financeiras, a prefeitura tem conseguido melhorar a infraestrutura das escolas municipais com reformas e manutenções”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, destacando que nos últimos dois anos a prefeitura investiu mais de R$ 32,5 milhões em reformas e construções de prédios escolares. No total são 42 obras realizadas pelo município. “Temos sete escolas em construção e vamos iniciar mais uma em breve”, ressalta o prefeito.

O telhado da Escola Sueli Maria Proni Cerri está sendo trocado e substituído por telhas sanduíche. Também será feita reforma na parte elétrica e outros serviços como reforço da fundação, reparo nas infiltrações com impermeabilização, pintura do prédio, entre outras melhorias. As obras estão sendo realizadas no bloco mais antigo da escola.

A prefeitura solicita a compreensão dos pais por eventuais transtornos que possam ser causados pelas obras. “As aulas não serão interrompidas e contamos com apoio da escola ao lado para conseguir atender as crianças sem prejudicar o ano letivo”, explica o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira.

Durante a reforma, crianças de duas salas terão aulas na Escola Municipal “Ephraim Ribeiro dos Santos”. A merenda também será servida no refeitório da escola vizinha. “É um inconveniente necessário para melhorar a estrutura da escola e oferecer mais conforto para alunos e professores”, ressalta Moreira.


Escola Marrote não terá aula na segunda-feira

A suspensão das aulas se deve a problemas elétricos na rede que abastece o prédio.

Em razão de problemas na rede de energia elétrica registrados na manhã desta sexta-feira (24), a Escola Municipal “Antonio Maria Marrote” não terá aulas na próxima segunda-feira (27).

“Estamos acompanhando o assunto de perto e nos empenhando ao máximo para que o fornecimento de energia elétrica à escola seja restabelecido o quanto antes, para que as aulas sejam retomadas com total segurança aos alunos”, afirma o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira, acrescentando que “estamos em contato com a concessionária Elektro para que a empresa realize o religamento à rede pública tão logo tenhamos concluído os serviços na parte interna”.

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, esteve na escola na tarde desta sexta-feira (24) e conversou com funcionários que estão trabalhando nos reparos. De acordo com o prefeito, é importante que os serviços sejam feitos de forma rápida, no entanto ressaltou que as aulas só serão retomadas quando houver plenas condições de utilização do prédio.

O secretário da Educação informou que as aulas serão repostas para que não haja prejuízo ao aprendizado dos alunos.

Rio Claro lança Projeto Mentes Brilhantes em quatro escolas

Projeto estimula aprendizado dos alunos por meio da arte.

A prefeitura de Rio Claro, em parceria com o Instituto Neoenergia da Elektro, inaugurou nesta sexta-feira (24) o Projeto Mentes Brilhantes na Escola Municipal “Profª. Diva Marques Gouvea”. O projeto busca potencializar o desenvolvimento de competências socioemocionais dos alunos por meio da arte e será desenvolvido em mais três escolas municipais: Jardim das Palmeiras – Caic, Victorino Machado e Darci Reginatto.

“É uma forma diferente de ensinar, utilizando o lúdico para orientar nossas crianças e formar cidadãos de bem”, disse o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, durante o lançamento do projeto. “Esse é mais um investimento da prefeitura na educação porque acreditamos que o ensino é uma ferramenta importante de transformação social”, acrescentou Juninho, ressaltando que a prefeitura está providenciando dez escolas para o município, sendo que sete estão em construção e mais uma deve começar em breve.

Para a realização do Projeto Mentes Brilhantes, as escolas ganharam sala própria totalmente preparada para o desenvolvimento das atividades. Um espaço colorido, climatizado e com objetos que estimulam o desenvolvimento pedagógico. “Agradecemos o apoio da Elektro que investiu no projeto para atender as crianças”, destacou o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira.

Eduardo Zornoff, especialista comercial da Elektro, agradeceu a prefeitura por receber o projeto de braços abertos. “Sem o engajamento e o empenho de todos isso não seria possível. Acredito que o poder público tem que andar de mãos dadas com a iniciativa privada para materializar ações como essa”, assinalou.

A disposição de Rio Claro também foi ressaltada por Diego de Souza, gerente do projeto. “É um orgulho inaugurar esse projeto em Rio Claro que começou em Andradina e já colhe resultados extremamente positivos”, declarou Souza, que teve suas palavras reforçadas por Daniela Bontempi, coordenadora pedagógica do projeto. “O Mentes Brilhantes vai além da sala de aula. Ele usa a arte como ferramenta pedagógica, em consonância com outras atividades da escola, para potencializar o aprendizado e promover o desenvolvimento humano de forma integral”, afirma.

A professora Andrea de Andrade Marangoni Rodrigues, diretora da escola, ressalta a inovação do projeto. “É muito importante participar de algo novo, especialmente atividades que possam complementar a educação e a formação das crianças”, pontua.

O lançamento do projeto contou com participação de professores das quatro escolas que vão desenvolver as atividades.