Fundo Social de Solidariedade vai distribuir mais 207 aparelhos auditivos

Aparelhos já foram adquiridos e serão entregues após o período de quarentena contra o coronavírus.

O Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Rio Claro adquiriu mais 207 aparelhos auditivos que serão entregues gratuitamente a cadastrados no Centro de Habilitação Infantil (CHI) Princesa Victória. “É um sentimento muito grande de gratidão e uma enorme satisfação ajudar a melhorar a rotina de pessoas da nossa comunidade que não têm como arcar com os custos de aparelhos como esse”, comentou a presidente do FSS, Paula Silveira Costa, ao receber os aparelhos na segunda-feira (29) junto com o prefeito João Teixeira Junior e a Assistente Social do FSS Rhaymore Roberta Mello Pereira dos Santos.

Para o prefeito Juninho, cuidar daqueles que mais precisam é gratificante e faz os esforços do governo municipal valerem a pena. “Trabalhamos muito para fazer a diferença na vida das pessoas e essa atenção do Fundo Social às famílias de baixa renda representa uma filosofia de trabalho que é de toda nossa administração”, ressalta.

De acordo com a presidente do Fundo Social de Solidariedade os aparelhos começarão a ser entregues após o relaxamento das medidas de proteção contra o novo coronavírus. “Não faremos a distribuição neste momento devido à pandemia, mas, assim que for seguro, informaremos aos beneficiados quando receberão os aparelhos auditivos”, explica, reforçando que receberão usuários do CHI previamente cadastrados.

Somente em 2019 o Fundo Social de Solidariedade distribuiu 200 aparelhos auditivos. Em 2018, foram mais de 400 aparelhos, na maior entrega desses equipamentos já feito pela prefeitura.

Com amplo trabalho voltado para as pessoas com deficiência, a prefeitura mobiliza vários setores municipais para atender essa camada da população. “É um esforço conjunto que vem rendendo muitos bons frutos e nos estimulando a continuar buscando sempre mais, pois muito ainda há para ser feito nessa área”, comenta o prefeito, que nesta segunda-feira assinou protocolo de intenções entre o município e o governo estadual para o programa Todas in-Rede com a meta de impulsionar o desenvolvimento de projetos voltados às mulheres com deficiência.

Rio Claro valoriza idosos na construção de sua história

Presidente do Fundo Social destaca importância dos idosos na construção da cidade.

Tradicionalmente o Parabéns a Você pelo aniversário de Rio Claro é cantado no baile com a presença dos idosos da cidade. Neste ano, porém, não houve baile. Em razão da pandemia de coronavírus, a prefeitura não pôde realizar eventos para comemorar o aniversário da cidade, evitando assim aglomerações de pessoas.

“Infelizmente não foi possível. O baile com os idosos é, sem dúvida, um momento de grande alegria nas comemorações do aniversário da cidade, pois eles participam com entusiasmo e demonstram aos mais jovens a importância de viver a vida”, afirma Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade, entidade que anualmente organiza o evento.

Sem festas, a comemoração neste ano vai ter que ser diferente. O atual momento apresenta à comunidade dificuldades diárias, especialmente à população idosa, que é uma das mais vulneráveis à Covid-19. “Mais do que nunca devemos cuidar de quem cuidou da gente e colocar em prática os ensinamentos de quem sempre nos incentivou a enfrentar com coragem as dificuldades”, acrescenta Paula.

A presidente do Fundo Social lembra que os idosos ajudaram a construir a história de Rio Claro e hoje são mais de 30% da população. Para cuidar destas pessoas, a prefeitura investiu na implantação de novos serviços que promovem mais segurança, saúde e bem-estar a quem tem mais de 60 anos. “O atendimento aos idosos é prioridade no nosso trabalho”, ressalta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho. Na atual administração foram criados o Núcleo de Orientação ao Idoso e uma segunda unidade do Centro Dia do Idoso, funcionando na região sul. A Patrulha do Idoso cuida da segurança dos idosos e novos grupos de terceira idade surgiram. Ao todo são mais de 80 grupos para incentivar a convivência entre os idosos e oferecer atividades para que eles se mantenham ativos. Com a pandemia, muitas destas atividades tiveram que ser suspensas para evitar a transmissão do novo coronavírus.

“Esse contato tão próximo nos deixa saudade, mas a alegria que os idosos sempre nos transmitem nos motiva a continuarmos trabalhando. Temos os desafios diários, e temos também o carinho, a amizade e a solidariedade, que têm se mostrado maiores do que nunca e nos fazem ter certeza de que este momento vai passar e que estaremos ainda mais fortalecidos no reencontro”, finaliza Paula.

Santa Casa higieniza roupas da campanha do agasalho

Fundo Social encaminha peças para higienização como medida de enfrentamento ao coronavírus.

Antes de chegarem até quem mais precisa, roupas, agasalhos e cobertores doados na Campanha do Agasalho em Rio Claro são higienizadas para reduzir riscos de transmissão do coronavírus. A Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro é parceira neste trabalho e irá contribuir com a higienização das peças.

“A campanha do agasalho ajuda muitas famílias a se protegerem do frio, por isso o nosso empenho em buscar maneiras de realizar este trabalho sem que isso represente riscos de transmissão do coronavírus”, destaca Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade. “Muitas dificuldades, inclusive financeiras, foram agravadas pela pandemia e não poderíamos permitir que justamente agora, quando as famílias mais precisam, a campanha ficasse comprometida”, acrescenta Paula.

A higienização das peças representa um cuidado a mais que está sendo adotado para que as pessoas possam retirar com segurança os itens que precisam para enfrentar as baixas temperaturas. Cerca de 200 quilos de roupas e agasalhos serão higienizados na Santa Casa de Rio Claro.

“Agradeço mais esta parceria com a Santa Casa, que prontamente atendeu o nosso pedido e se dispôs a ajudar com a higienização das peças”, ressalta o prefeito João Teixeira Junior. “Quanto mais pessoas envolvidas, maior fica a corrente de solidariedade para ajudar quem mais precisa”, acrescenta o prefeito Juninho.

Depois de receber as doações da campanha do agasalho, o Fundo Social encaminha as peças para serem higienizadas, para que então possam ser disponibilizadas para retirada. Outra frente de trabalho envolve a Secretaria de Saúde, que também contribui para que todas as peças da campanha do agasalho possam ser higienizadas.

Na campanha do agasalho podem ser doados agasalhos, roupas, calçados e cobertores em bom estado. Quem quiser contribuir pode levar as doações nos Cras (centros de referência em assistência social), Ambulatório de Especialidades Médicas (AME), empresas parceiras, NAM (Núcleo Administrativo Municipal), Barracão da Solidariedade (na Rua 1-B) e no paço municipal.

Além dos postos de coleta, pessoas que tiverem grande quantidade de itens para doar e não têm como transportar, podem ligar para o Fundo Social, telefone 3526-7171, que a entidade buscará as doações.

Fundo Social doa máscaras e alimentos para comunidade do Guanabara

Mais de mil máscaras confeccionadas por voluntários foram entregues.

Para auxiliar a comunidade no enfrentamento à pandemia de coronavírus, o Fundo Social de Solidariedade de Rio Claro e entidades parcerias providenciaram a confecção de milhares de máscaras para serem distribuídas. Na segunda-feira (22) 1.100 unidades foram doadas à Associação dos Moradores do Guanabara.

“As dificuldades são muitas e o Fundo Social vem somar esforços para ajudar a comunidade a superar este momento”, destaca Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social, reforçando que o uso da máscara é uma das medidas preventivas no combate ao coronavírus. “A distribuição também é uma maneira de conscientizarmos sobre a importância do uso da máscara”, acrescenta Paula.

O material utilizado para a confecção das máscaras foi adquirido pelo Fundo Social e a produção contou com grande corrente de solidariedade, com a participação de 80 voluntários. Secretaria do Desenvolvimento Social, União de Amigos (Udam), grupo Mais Vida e grupos de terceira idade estão colaborando com o trabalho.

“Num belo gesto de solidariedade estas pessoas dedicam seu tempo e seu trabalho para ajudarem aqueles que muitas vezes não têm condições de comprar a máscara para se protegerem e protegerem quem está ao seu redor’, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho, parabenizando a Amorg pelo trabalho que realiza com a comunidade mais carente.

Além das máscaras, o Fundo Social também doou alimentos para a entidade, que oferece alimentação para pessoas que mais precisam. “São cerca de 500 marmitas distribuídas por semana”, informa Edson Locatelli, presidente da Amorg, agradecendo as doações. “É uma ajuda necessária e muito bem-vinda”, acrescenta.

Na segunda-feira (22) também foram entregues máscaras no Residencial Quirino para serem distribuídas aos moradores. 

Fundo Social entrega máscaras a moradores do Residencial Quirino

Peças foram confeccionadas por 80 voluntários.

Na prevenção ao coronavírus, a máscara é item obrigatório. Para que todos possam fazer uso desse equipamento de proteção, o Fundo Social de Solidariedade de Rio Claro está entregando milhares de peças a pessoas mais vulneráveis socialmente. Na segunda-feira (22), 1.100 máscaras foram entregues no Residencial Quirino.

“Estamos atravessando tempos difíceis, e com a solidariedade levamos carinho para as pessoas e principalmente condições para que todos possam usar a máscara, que é um dos cuidados fundamentais para prevenir a transmissão do coronavírus”, destaca Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade.

O material utilizado para a confecção das máscaras foi adquirido pelo Fundo Social e a produção contou com grande corrente de solidariedade, com a participação de 80 voluntários. Secretaria do Desenvolvimento Social, União de Amigos (Udam), grupo Mais Vida e grupos de terceira idade estão colaborando com o trabalho.

“Essa ajuda é muito importante”, observa o prefeito João Teixeira Junior. “Essas pessoas fazem a diferença em nossa cidade, verdadeiras mãos de anjo que estão nos ajudando a cuidar das pessoas”, acrescenta o prefeito Juninho.

A síndica Marli Luzia de Oliveira agradece o apoio. “Essas máscaras ajudarão as pessoas que moram no Quirino para que todos possam se prevenir”, destaca Marli. Também participaram da entrega a subsíndica Isabel de Oliveira e Denílson Feliciano da Silva, subprefeito do Cervezão.Área de anexos

Fundo Social adquire cadeiras de rodas para emprestar para a comunidade mais carente

Também foram compradas cadeiras de banho, muletas, andadores e begalas

Atender as pessoas que mais precisam é o principal objetivo do trabalho desenvolvido pelo Fundo Social de Solidariedade de Rio Claro e isto inclui empréstimo de equipamentos para quem tem limitações físicas. São muitas as demandas que chegam e para auxiliar estas pessoas o Fundo Social adquiriu 100 itens que serão emprestados à comunidade a partir de critérios sociais.

“São equipamentos que permitirão melhor qualidade de vida às pessoas”, destaca Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social, acrescentando que isso só é possível porque a comunidade apóia e colabora com as ações desenvolvidas pelo Fundo Social para atender aqueles que mais precisam. “Neste momento de tanta dificuldade é ainda mais gratificante poder contribuir para que as pessoas tenham uma vida melhor”, observa Paula.

A entidade providenciou a compra de 25 cadeiras de rodas, 25 cadeiras de banho, 20 muletas, 20 andadores e dez bengalas de quatro pontas.  Itens que serão emprestados a pessoas previamente cadastradas no Fundo Social. O empréstimo é feito por tempo indeterminado, atendendo as necessidades do caso de cada um.

“Dentro das nossas possibilidades financeiras conseguimos ajudar as pessoas a terem mais conforto em seu tratamento de saúde”, observa o prefeito João Teixeira Junior, agradecendo a todos os parceiros e a população que colabora com o trabalho realizado pelo Fundo Social. “A união de esforços permite que essa ação tão bonita seja concretizada”, acrescenta o prefeito Juninho. 

Rio Claro perde dona Philomena Liscia, miss terceira idade

Dona Philomena também integrou o Parlamento do Idoso.

Rio Claro perdeu nesta quinta-feira (11) sua miss terceira idade, eleita em outubro na Semana do Idoso. Também foi vereadora no Parlamento do Idoso na Câmara Municipal de Rio Claro.
Dona Philomena era uma das mais antigas integrantes dos grupos de terceira idade do município e faleceu na manhã desta quinta-feira (11).
“Estamos tristes. Dona Philomena tinha sempre um sorriso no rosto e foi exemplo de vida para todos nós”, comentou Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade.
Ao receber a faixa de miss terceira idade, dona Philomena declarou que, aos 90 anos, estava emocionada e feliz, vivendo uma nova experiência.
Dona Philomena será velada no velório municipal a partir das 13 horas e seu corpo será sepultado às 16 horas no Cemitério Municipal São João Batista, em Rio Claro.

Grupo Gelog doa 40 cestas básicas ao Fundo Social

Alimentos serão destinados a famílias financeiramente mais afetadas pela pandemia.

Neste momento de grande dificuldade para todos, a boa notícia fica por conta da solidariedade que não para de crescer em Rio Claro. O Fundo Social de Solidariedade do Município recebeu na quarta-feira (10) 40 cestas básicas doadas pelo Grupo Gelog.

“Com a pandemia, muitas pessoas perderam sua fonte de renda, com o desemprego e queda da atividade informal, o que ampliou a demanda por atendimentos sociais”, observa Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social. “É muito gratificante constatar que em meio a tantos fatos negativos podemos contar com a contribuição e a solidariedade das pessoas que se propõem a ajudar o próximo”, acrescenta Paula.

Esses alimentos serão destinados ao atendimento de famílias que mais precisam, conforme vem sendo feito pelo Fundo Social desde o início da pandemia.“O nosso agradecimento a todas as empresas e à comunidade que vem colaborando com o poder público para que consigamos ajudar essas pessoas”, ressalta o prefeito João Teixeira Junior. “Com a ajuda de todos conseguiremos vencer o coronavírus”, acrescenta o prefeito Juninho.

Fundo Social recebe doação de agasalhos da Semprel Segurança

Campanha do agasalho prossegue no município. Distribuição de itens coletados começa na quarta-feira.

Milhares de itens de vestuário e cobertores foram entregues na segunda-feira (8) ao Fundo Social de Solidariedade de Rio Claro. A doação, feita pelo Grupo Semprel Segurança Empresarial, foi recebida pela presidente da entidade, Paula Silveira Costa, e pelo prefeito João Teixeira Junior, e vai somar às demais doações da campanha do agasalho que prossegue no município. “Mais uma vez a Semprel faz diferença na vida de muitas famílias, tornando mais aquecido o inverno dos menos favorecidos”, comenta a presidente do Fundo Social de Solidariedade. “Gestos como esse, de atenção e zelo pelo próximo, representam o melhor da população rio-clarense e garantem o sucesso das campanhas que realizamos em prol das famílias de baixa renda”, acrescenta.

O prefeito Juninho e a presidente do Fundo Social foram recebidos na Semprel pelo gerente de operações Marcelo Pires, pelo gerente comercial Vinícius Bracali e pela diretora financeira Larissa Fonseca. Para o prefeito Juninho, o exemplo da empresa endossa as qualidades do trabalho conjunto e da união de esforços em prol do município. “Colaborações como essa mostram grande alcance da mobilização pelo bem comum e como o amor ao próximo é efetivo para reduzir o sofrimento dos mais necessitados”, observa.

Segundo o gerente de operações da Semprel, o grupo realiza a campanha Doe Amor, Doe Calor há cinco anos. “Por conta da pandemia, tínhamos receio de que as doações neste ano fossem menores, mas felizmente fomos surpreendidos e tivemos participação mais ativa de nossos parceiros e colaboradores”, aponta Marcelo Pires. De acordo com ele, a empresa começou a arrecadação há 45 dias e foram coletados blusas, cobertores, toucas, calças e sapatos. “São itens masculinos, femininos e infantis, todos em perfeito estado”, explica, destacando a importância da atuação do Fundo Social de Solidariedade. “É uma entidade que conhece as necessidades da população e com a qual só temos a agradecer a parceria”, salienta.

A campanha do agasalho 2020 organizada pelo Fundo Social prossegue com doações sendo recebidas nos Cras (centros de referência em assistência social), Ambulatório de Especialidades Médicas (AME), empresas parceiras, NAM (Núcleo Administrativo Municipal), Barracão da Solidariedade (na Rua 1-B) e no paço municipal. Podem ser doados agasalhos, roupas, calçados e cobertores em bom estado.

Além dos postos de coleta, pessoas que tiverem grande quantidade de itens para doar e não têm como transportar, podem ligar para o Fundo Social, telefone 3526-7171, que a entidade buscará as doações. Os agasalhos começarão a ser entregues na quarta-feira (10) no Barracão da Solidariedade, na Rua 1-B, 411, Cidade Nova.

Fundo Social de Solidariedade inicia campanha do agasalho

Paula Silveira Costa, presidente da entidade, destaca o empenho da comunidade nas campanhas filantrópicas.

A Campanha do Agasalho 2020 está sendo realizada em Rio Claro e as doações podem ser feitas nos Cras (centros de referência em assistência social), Ambulatório de Especialidades Médicas (AME), empresas parceiras, NAM (Núcleo Administrativo Municipal), Barracão da Solidariedade (na Rua 1-B) e no paço municipal.

“Cada doação, mesmo que pequena, é importante para ajudar as famílias que mais precisam neste momento de baixas temperaturas”, afirma Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social. “O agasalho que está sobrando no guarda roupa de alguns certamente servirá para aquecer crianças e adultos e amenizar as dificuldades neste momento”, acrescenta Paula. Ela também lembra que a pandemia prejudicou financeiramente muitas famílias e que a solidariedade dos rio-clarenses certamente mais uma vez representará o sucesso da campanha.

Podem ser doados agasalhos, roupas, calçados e cobertores em bom estado. Além dos postos de coleta, pessoas que tiverem grande quantidade de itens para doar e não têm como transportar, podem ligar para o Fundo Social, telefone 3526-7171, que a entidade buscará as doações.

“Nossa prioridade é cuidar das pessoas e em campanhas como essa o apoio da população, comércio e entidades sempre se mostra imprescindível para que possamos levar um pouco de conforto às famílias de baixa renda”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, agradecendo a presteza e espírito solidário da população rio-clarense.

Os agasalhos começarão a ser entregues na próxima quarta-feira (10) no Barracão da Solidariedade, na Rua 1-B, no bairro Cidade Nova.