Sábado comércio funcionará das 9h30 às 13h30 em Rio Claro

Inicialmente horário seria outro, mas pedido de mudança foi atendido pelo prefeito Juninho.

O prefeito João Teixeira Junior anunciou que os estabelecimentos comerciais que foram autorizados a funcionar em Rio Claro terão expediente das 9h30 às 13h30 neste sábado.

Inicialmente o horário de atendimento das lojas seria outro, mas o prefeito Juninho anunciou a alteração após se reunir com representantes do Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio) e com o vereador Julinho Lopes, que solicitaram a alteração.

“Assim, vamos ter a padronização no horário, já que de segunda a sexta-feira também o funcionamento está sendo das 9h30 às 13h30”, afirma o vereador.

Shopping Rio Claro abre ao público no próximo dia 8

Funcionamento será das 15 às 19 horas. Praça de alimentação, Poupatempo, academia e cinema permanecem fechados.

Com várias atividades comerciais em Rio Claro retornando às atividades que estavam suspensas devido à pandemia do coronavírus, o shopping Rio Claro também volta a abrir as portas nos próximos dias. Após reunião com o prefeito João Teixeira Junior e equipe de governo da prefeitura, o shopping voltará a receber o público no próximo dia 8, uma segunda-feira. “Trata-se de um importante pólo comercial da cidade, que mobiliza comércio e grande público e, embora ainda não seja possível a retomada plena do funcionamento, será um importante marco da retomada da economia em nossa cidade”, comenta o prefeito Juninho.

Neste primeiro momento, o shopping Rio Claro vai abrir, a partir do dia 8, das 15 às 19 horas, todos os dias da semana. Por enquanto, permanecem fechados a praça de alimentação, o Poupatempo e a academia e cinema instalados no shopping.

O gerente-geral do shopping Rio Claro, Everton Rondini, explica que todas as providências estão sendo tomadas para reduzir risco de contágio no retorno às atividades. “Haverá álcool em gel para os clientes, faremos higienização com bactericida, teremos sinalização de distanciamento, proteção acrílica entre os caixas eletrônicos, alternância de boxes nos banheiros e faremos testes do Covid-19 em todos os funcionários do shopping que, assim como os colaboradores e gerentes das lojas aqui instaladas, deverão usar máscaras”, enumera. “Temos expectativa para as próximas fases de flexibilização da quarentena definidas pelo governo do estado e esperamos retomar o funcionamento integral do shopping o quanto antes”, acrescenta.

Rio Claro irá discutir na 5ª-f plano para retomada da economia

Entidades serão chamadas para definir ações do Plano Rio Claro.

Na próxima quinta-feira (28), às 16 horas, a prefeitura de Rio Claro realizará videoconferência para discutir as estratégias de retomada da economia após a flexibilização ou fim da quarentena, esperada para o início de junho. “Queremos envolver as entidades rio-clarenses nesta discussão, pois é um assunto que diz respeito a todos e sabemos o quanto a questão econômica impacta a vida das pessoas”, afirma o prefeito João Teixeira Junior.

Além de membros da administração municipal, a prefeitura irá convidar para a videoconferência representantes do comércio e indústria e de prestadores de serviços atingidos pela crise provocada pela pandemia.

“Dependemos das diretrizes e normas do governo estadual, mas já temos nosso plano estruturado para que possamos iniciar a retomada das atividades o quanto antes”, afirma o secretário municipal de Governo, Desenvolvimento Econômico e Planejamento, Ricardo Gobbi e Silva.

A expectativa é de que, até o início de junho, o índice de isolamento social e os números da pandemia sejam favoráveis ao município para receber aval do governo estadual no sentido de reabertura do comércio e adoção de outras medidas para a retomada da economia.

Prefeitura fará reunião para discutir retomada da economia

Entidades serão chamadas para definir ações do Plano Rio Claro.

Na próxima quarta-feira (27) a prefeitura de Rio Claro realizará reunião para discutir as estratégias na retomada da economia após a flexibilização ou fim da quarentena, esperada para o início de junho. “Queremos envolver as entidades rio-clarenses nesta discussão, pois é um assunto que diz respeito a todos e sabemos o quanto a questão econômica impacta a vida das pessoas”, afirma o prefeito João Teixeira Junior.

Além de membros da administração municipal, a prefeitura irá convidar para a reunião representantes do comércio e indústria e outros setores atingidos pela crise provocada pela pandemia.

“Dependemos das diretrizes e normas do governo estadual, mas já temos nosso plano estruturado para que possamos iniciar a retomada das atividades o quanto antes”, afirma o secretário municipal de Governo, Desenvolvimento Econômico e Planejamento, Ricardo Gobbi e Silva.

A expectativa é de que, até o início de junho, o índice de isolamento social e os números da pandemia sejam favoráveis ao município para receber aval do governo estadual no sentido de reabertura do comércio e adoção de outras medidas para a retomada da economia.

Seguro-desemprego e auxílio emergencial podem ser solicitados no PAT

Atendimentos são feitos a partir de agendamento telefônico.

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Rio Claro agora realiza atendimentos para solicitação de seguro-desemprego e de auxílio emergencial. Serão 20 atendimentos diários para cada um dos dois serviços.

A medida atende pedido do governo estadual, que informou sobre a crescente demanda por estes atendimentos. Após analisar o pedido, o PAT de Rio Claro entendeu como possível incorporar os novos atendimentos sem que seja necessário alterar a jornada de trabalho.

Para evitar aglomerações, os atendimentos são realizados com hora marcada. Os agendamentos podem ser feitos pelos telefones 3524-0504 e 3536-3245.

RC cria normas para o funcionamento de salões de beleza na pandemia

Cabeleireiras, barbeiros, esteticistas, manicures e pedicures poderão funcionar desde que adotem medidas de prevenção.

A prefeitura de Rio Claro criou normas para o funcionamento de salões de beleza, lojas de “1,99” e outros estabelecimentos comerciais durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). As regras constam de documento que será publicado no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (13) e que determinar atividades que continuam suspensas como em academias e clubes. O anúncio foi feito pelo prefeito João Teixeira Junior em live realizada no final da tarde desta terça-feira (12), da qual também participaram os secretários Maurício Monteiro (Saúde) e Ricardo Gobbi e Silva (Governo).

A prefeitura ressalta que a autorização de funcionamento é temporária e pode ser revista, caso as medidas resultem em impacto negativo para diminuir a propagação do coronavírus na cidade, como a redução do isolamento social. “Não somos contra o comércio, mas nossa prioridade é salvar vidas e para isso as restrições são necessárias”, disse Juninho, lembrando que para funcionar os estabelecimentos devem seguir as recomendações das autoridades de saúde. “Vamos fiscalizar e agir com a força da lei se necessário”, frisou.

As igrejas poderão funcionar desde que obedeçam alguns critérios. Um deles é limitar a lotação em 25% da capacidade máxima do estabelecimento. Além disso, é preciso demarcar os bancos para que haja distanciamento mínimo de 1,5 metro entre um frequentador e outro. Os fiéis precisam usar máscaras e as igrejas precisam higienizar objetos e superfícies, oferecer álcool em gel e local para higienização das mãos, bem como evitar a presença de pessoas sintomáticas e com mais de 60 anos.

Consultórios e salões de beleza também poderão funcionar com agendamento prévio para evitar aglomeração de pessoas; higienização dos espaços, objetos, superfícies e instrumentos; uso obrigatório de máscaras para funcionários e clientes. Também podem funcionar as lojas de “1,99”, desde que comercializem itens alimentícios essenciais ou produtos de higiene e limpeza, e lojas de conveniência de postos de gasolina.

O documento também traz lista dos estabelecimentos autorizados a funcionar em sistemas de drive-thru e delivery. São eles: lanchonete, bar, restaurante/rotisserie (exceto aqueles que se localizam em postos de gasolina ao longo de rodovias), depósito de água, depósito de gás, depósito de bebidas, comércio ambulante de alimentos, lojas de tecidos e armarinhos, lojas de roupas, lojas de sapatos, perfumarias e lojas de presentes. “Estas modalidades não permitem que o cliente adentre ou consuma no local, devendo criar dispositivo que indique claramente esta limitação”, frisa o secretário municipal de Saúde, Maurício Monteiro.

Já academias, clubes, boates, casas noturnas, cinemas e cursos profissionalizantes não têm o funcionamento permitido. O texto do documento poderá ser conferido na íntegra no Diário Oficial do Município que está disponível no site da prefeitura (www.rioclaro.sp.gov.br).

O secretário Gobbi confirmou que o município irá elaborar e pôr em prática o Plano Rio Claro para retomada gradual da economia com a participação de todos os setores do comércio, indústria e prestadores de serviços.

Juninho reforça necessidade de elevar taxa de isolamento em Rio Claro

Índice mínimo exigido pelo governo estadual para flexibilização é de 55%.

O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, reforça pedido à população para que cumpra o isolamento social nesta quarentena. O município seguirá a determinação do governo estadual que prorrogou a quarentena até o dia 31 de maio. “Infelizmente ocorreu o que esperávamos. Com a taxa de isolamento em baixa foi preciso manter a quarentena para salvar vidas, visto que o sistema de saúde tem capacidade limitada e não tem condições de atender a todos”, comenta Juninho, que acompanhou a coletiva do governador João Doria com o secretário de Governo, Ricardo Gobbi e Silva.

Dados divulgados pelo governo do estado apontam que o ritmo de crescimento de casos de coronavírus no estado de São Paulo cresceu 3.300% em abril, e a taxa de contágio continua em ascensão. A taxa de ocupação de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) passa de 70%, daí a importância de não perder o controle da pandemia diminuindo a curva de contágio da Covid-19, e isso se faz com isolamento social e uso de máscaras. “Nossa taxa de isolamento está abaixo de 50% e peço à população que nos ajude a aumentar esse índice para que possamos agilizar a flexibilização da quarentena e iniciar o quanto antes a retomada da economia”, destaca Juninho.

O governo estadual trabalha com taxa mínima de isolamento de 55% para flexibilização, mas ressalta que o ideal seria índice de 70%. Com esse índice, a taxa de contágio ficaria em 0,87, ou seja, cada pessoa doente poderia contaminar apenas uma pessoa, em média. Para que haja flexibilização o estado terá que manter uma redução sustentada do número de casos por 14 dias e taxa de ocupação de leitos de UTI inferior a 60%.

O secretário estadual da Fazenda, Henrique Meirelles, observou que há um equívoco em culpar a quarentena pela crise na economia. “A crise é causada pela pandemia e não pelo isolamento social. Tanto que o setor de serviços domésticos foi um dos mais afetados e não há restrição para essa atividade”, disse Meirelles na coletiva, frisando que a experiência de outros países demonstra que “quanto mais rigorosa e disciplinada for a quarentena, mais rápida será a recuperação da economia”.

Prefeito anuncia em live plano de retomada da economia

Algumas medidas, como moratória fiscal, já foram adotadas pela prefeitura.

O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, anunciou nesta quinta-feira (7) que o município adotará um Plano de Retomada e Fomento das Atividades Econômicas para recuperação da economia local afetada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O anúncio foi feito na live realizada pelo prefeito para falar sobre a flexibilização do comércio que está fechado desde o dia 24 de março com exceção das atividades essenciais. De acordo com Juninho, o plano terá a participação de vários segmentos sociais e entidades.

“A flexibilização não depende só do prefeito, existem etapas que precisam ser cumpridas e todos têm que colaborar para que Rio Claro atinja o índice de isolamento exigido pelo governo do estado”, destacou Juninho, lembrando que o Ministério Público se posicionou contra a flexibilização da quarentena em consulta feita pela prefeitura. Vários municípios paulistas que tentaram reabrir o comércio durante a quarentena tiveram o decreto anulado pela Justiça. “O índice de isolamento está muito baixo e é fundamental que as pessoas fiquem em casa e só saiam para atividades essenciais”, frisou Juninho, ressaltando ainda a importância de colaboração dos comerciantes mantendo suas lojas fechadas.

A prefeitura aguarda publicação do decreto do governo estadual sobre a flexibilização da quarentena para definir as regras do plano municipal. No momento, o plano prevê a possibilidade de mediação de contratos, via Procon, entre comerciantes e empresários e bancos, donos de imóveis e outros segmentos. Também prevê a manutenção da moratória fiscal já adotada pela prefeitura, com a suspensão por 105 dias do pagamento de tributos, além da futura consolidação da economia por meio de ampliação do Proderc e outros programas de incentivos fiscal e tributário.

“É necessário trabalhar agora para a retomada gradual das atividades”, assinalou o secretário municipal de Governo, Ricardo Gobbi e Silva. “É importante que o município esteja enquadrado nos requisitos para a flexibilização e a sociedade pode nos ajudar mantendo o isolamento social”, disse.

André Godoy observou que esse é um momento difícil para o gestor público que tem que se preocupar com a vida da população, mas também com a economia, o comércio e a indústria. “Representantes dos segmentos comerciais querem uma decisão que não depende apenas da prefeitura, mas também de outras instâncias”, pontuou.

O prefeito Juninho mostrou preocupação com o sistema de saúde, que não conseguirá atender a todos se houver muitos casos de coronavírus, e com a taxa desfavorável de mortalidade, com sete óbitos. “Para muitas pessoas pode significar apenas um número, mas para mim são vidas importantes que foram perdidas”, assinalou Juninho, observando que o momento não é de dividir e sim somar esforços para vencer a pandemia.

Juninho discute com governador e prefeitos novas ações na pandemia

Reunião virtual foi coordenada pelo governador João Dória.

O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, participou na manhã desta terça-feira (28) de reunião virtual com o governador João Dória, secretários estaduais e prefeitos de 35 municípios paulistas (com mais de 200 mil habitantes) para discutir novas ações e a situação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “É importante que os municípios estejam articulados para maior eficácia das medidas preventivas ao coronavírus”, salientou Juninho, acrescentando que “a solidariedade entre os municípios é muito importante neste momento de tantas dúvidas e dificuldades”.

A reunião foi realizada por videoconferência coordenada pelo governador e teve participação do secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi; da secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen; do secretário da Saúde, José Henrique Germann; da secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes; e do coordenador do Comitê de Saúde, David Uip.

Dória observou que a pandemia impôs aos gestores três grandes desafios: saúde, economia e social. O governador recomendou aos municípios de uma mesma região que sejam solidários no isolamento para evitar prejuízos mútuos. Segundo ele, o governo paulista está pensando numa volta gradual da quarentena, sempre baseado em dados epidemiológicos. De acordo com o governo estadual, “não haverá flexibilização aleatória”.

Patrícia Ellen destacou a necessidade de acompanhar a curva de desenvolvimento da pandemia e salientou que sem o isolamento social o número de óbitos seria muito maior. A secretária Célia Parnes falou sobre o Programa Alimento Solidário, realizado em parceria com a iniciativa privada, que pretende entregar um milhão de cestas de alimentos com reforço proteico a pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social.

Ao final da reunião, o governador Dória anunciou que o índice de isolamento no estado de São Paulo na segunda-feira (27) foi de 48%, abaixo dos 58% registrados anteriormente. Dória divulgou também os municípios paulistas com melhores índices de isolamento social e Rio Claro, que há 15 dias apareceu com 61%, desta vez não conseguiu pontuação entre os primeiros no respeito à quarentena. A flexibilização prevista para maio pelo governo estadual prevê critérios como o índice de adesão ao isolamento social, o que poderá ser um complicador para o município de Rio Claro se os índices continuarem baixos.

Acompanharam o prefeito Juninho na videoconferência o secretário municipal de Saúde, Maurício Monteiro; o vice-prefeito e secretário de Segurança, Marco Antonio Bellagamba; o secretário de Governo, Ricardo Gobbi e Silva; e o presidente da Câmara Municipal, vereador André Godoy.

Floresta Estadual está fechada para visitações

Decisão foi divulgada pelo governo do estado de São Paulo.

Conforme divulgação do governo estadual, a Floresta Estadual “Edmundo Navarro de Andrade”, em Rio Claro, está com visitações suspensas. A medida está em vigor desde sábado (21) e foi adotada em todas as unidades de conservação do estado para conter a propagação do novo coronavírus.

“Recebemos a informação do governo estadual e estamos repassando à comunidade”, observa Ricardo Gobbi e Silva, secretário de Governo, Desenvolvimento Econômico e Planejamento.

De acordo com as recomendações das autoridades de saúde, esta medida faz parte de um conjunto de ações que tem o objetivo de restringir a propagação do coronavírus em ambientes de acesso público.