Prefeitura atualiza cadastro para regularização de casas no Santa Maria

Procedimento é mais um passo para que os moradores tenham a posse legal de suas casas.

Mais uma etapa para a regularização de imóveis no Jardim Santa Maria, em Rio Claro, está sendo cumprida, tornando mais próxima a realização do sonho de 98 famílias de terem a escritura de suas residências. A prefeitura iniciou nesta semana atualização de cadastro desses moradores e quase todos já comparecerem à Secretaria Municipal da Habitação. “Várias dessas pessoas aguardam há décadas pela escritura de suas casas e com mais esse passo estão mais perto dessa importante conquista”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, que esteve terça-feira (18) na Secretaria da Habitação conversando com moradores do Santa Maria que atualizavam seus cadastros. O vereador Julinho Lopes também esteve presente.

De acordo com a secretária municipal de Habitação, Luana Pezzotti, os dados cadastrais atualizados dos moradores do Jardim Santa Maria serão encaminhados ao governo do estado, que é parceiro do município nesse trabalho por meio do programa Cidade Legal, vinculado à pasta estadual da Habitação. “Outras etapas serão cumpridas em âmbito da administração do estado”, explica.

No início deste ano a prefeitura realizou o levantamento topográfico para a regularização dos 98 imóveis no bairro Santa Maria. “Já avançamos muito nesse processo e continuamos trabalhando para que as escrituras sejam liberadas o mais rápido possível”, frisa o prefeito Juninho. “Ter a documentação do imóvel, que é uma garantia para a família, é tão importante como ter a casa própria”, salienta.

Moradores da região do Santa Elisa vão ganhar quadra poliesportiva

Quadra será construída em terreno na Rua 25 com as avenidas 48, 50 e 52.

Os moradores da região do bairro Santa Elisa em Rio Claro vão ganhar uma nova quadra poliesportiva. Contrato para construção do equipamento foi assinado nesta sexta-feira (28) pelo prefeito João Teixeira Junior no paço municipal. A quadra será construída em área localizada na Rua 25 com as avenidas 48, 50 e 52, que fica próxima à unidade de saúde do bairro, inaugurada pela prefeitura em fevereiro de 2018. A obra será realizada pela Construtora Vale do Rio Claro, que venceu licitação realizada pela prefeitura. O município vai investir R$ 239 mil na obra com recursos oriundos o Fundo Estadual da Habitação (FEH).

“Esse é mais um investimento que estamos fazendo para ampliar as opções de lazer e esporte para a população”, destaca o prefeito Juninho, lembrando que a prefeitura, em parceria com a iniciativa privada, está revitalizando praça e quadra no Santa Elisa. “Agradeço o governo estadual por contemplar Rio Claro com essa verba e os vereadores que intercederam pelos recursos”, acrescenta o prefeito.

A construção da quadra é fruto de um esforço conjunto da prefeitura, do vice-governador Rodrigo Garcia e da bancada do Democratas na Câmara Municipal formada pelo presidente André Godoy e os vereadores Ney Paiva, Ruggero Seron, Geraldo Voluntário e Val Demarchi. Além da quadra no Santa Elisa, o município também foi contemplado com convênio para construção de equipamento social na região do bairro Terra Nova.

“Os recursos para execução da obra já foram depositados na conta do município e a construtora já pode iniciar os trabalhos”, informa a secretária municipal de Habitação, Luana Pezzotti de Freitas. Também participaram da assinatura do contrato os vereadores Geraldo Voluntário e Júlio Lopes.

Feira solidária será realizada neste sábado no Terra Nova

Artesanato e itens de culinária serão comercializados por empreendedores do Jardim das Nações 1.

Neste sábado (29) tem feira de empreendedorismo no Centro Social e Esportivo Claretiano – Bairro Terra Nova, em Rio Claro. A atividade está programada para ser realizada das 10 às 16 horas e todos estão convidados a prestigiar o trabalho desenvolvido por moradores do Jardim das Nações 1.

Vários itens de artesanato e culinária poderão ser comprados pelo público. Para animar o evento, a Feira Solidária das Nações terá presença musical do grupo LP7 no período da tarde.

A organização da feira é da prefeitura de Rio Claro por intermédio da Secretaria da Habitação, Secretaria  do Desenvolvimento Social e programa municipal de Economia Solidária. O município conta com parceria da Clarb Consultoria nesse projeto. O Centro Social e Esportivo Claretiano fica na Avenida Marco Antonio Padula, 1043, Terra Nova.

Feira solidária será realizada sábado no Terra Nova

Artesanato e itens de culinária serão comercializados por empreendedores do Jardim das Nações 1.

Sábado (29) tem feira de empreendedorismo no Centro Social e Esportivo Claretiano – Bairro Terra Nova, em Rio Claro. A atividade está programada para ser realizada das 10 às 16 horas e todos estão convidados a prestigiar o trabalho desenvolvido por moradores do Jardim das Nações 1.

Vários itens de artesanato e culinária poderão ser comprados pelo público. Para animar o evento, a Feira Solidária das Nações terá presença musical do grupo LP7 no período da tarde.

A organização da feira é da prefeitura de Rio Claro por intermédio da Secretaria Municipal da Habitação, em parceria com a Clarb Consultoria. O Centro Social e Esportivo Claretiano fica na Avenida Marco Antonio Padula, 1043, Terra Nova.

Prefeitura faz levantamento topográfico para regularização de 98 casas no bairro Sta. Maria

Procedimento é mais um passo para que os moradores tenham a posse legal de suas casas.

A prefeitura de Rio Claro iniciou nesta terça-feira (14) o levantamento topográfico para a regularização de 98 imóveis no bairro Santa Maria. Esse é mais um passo para que os moradores possam obter as escrituras de suas casas. O processo de regularização está sendo feito através do programa Cidade Legal do governo estadual.

“Já avançamos muito nesse processo e estamos trabalhando para que em breve os moradores possam ter a titularidade de suas casas”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que acompanhou a execução dos trabalhos nesta terça-feira (14) acompanhado da secretária municipal de Habitação, Luana Pezzotti, e do vereador Júlio Lopes. “Assim que concluirmos o levantamento topográfico vamos fazer a vistoria complementar para coleta de documentos e cumprimento das exigências finais do processo de regularização”, explica Luana.

A regularização vai contemplar 98 residências que fazem parte do projeto embrião do residencial. São 98 famílias que esperam a escritura de suas casas há pelo menos 30 anos. “Tão importante como ter uma casa própria é ter a documentação do imóvel, uma garantia para a família”, observa o prefeito Juninho da Padaria, ressaltando que a administração municipal vem trabalhando em outras frentes para a regularização de imóveis, como no Conjunto Habitacional Oreste Armando Giovani e no Jardim Bandeirantes.

Em 3 anos prefeitura forneceu 115 mil tijolos e 30 mil telhas a famílias de baixa renda

Prefeitura fornece cesta básica de materiais de construção a partir de critérios sociais.

A atenção às famílias de baixa renda tem sido um dos destaques da prefeitura de Rio Claro nos últimos três anos. Além da pasta do Desenvolvimento Social e do Fundo Social de Solidariedade, outros setores também prestam atendimento àqueles que mais precisam. É o caso da Secretaria Municipal da Habitação, que desde 2017 forneceu 30 mil telhas cerâmicas e 115 mil tijolos para auxiliar, a partir de critérios sociais, na construção ou reforma de residências.

“Nosso foco principal é o ser humano, nossos esforços, investimentos e ações têm como meta colaborar para que a população como um todo tenha uma vida melhor”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Nesse sentido, ajudar as pessoas a terem ou melhorarem sua moradia é algo que nos enche de alegria”, acrescenta.

De acordo com a secretária municipal da Habitação, Luana Pezzotti, os itens fornecidos gratuitamente pela prefeitura fazem parte da cesta básica de materiais de construção. “É um atendimento àqueles que realmente necessitam, baseado em rigorosa análise social”, ressalta, informando que, além de entrevista com assistente social, os procedimentos de liberação do benefício inclui visita técnica de engenheiro para verificar se o imóvel atende os critérios da prefeitura.

Além das 30 mil telhas, 100 mil tijolos baianos e 15 mil tijolos comuns, desde 2017 a prefeitura forneceu para famílias de baixa renda 1.020 sacos de cimento e materiais como areia grossa, média e fina, ripas, caibros cumeeiras, cal, ferro, pedra ½, pregos e outros itens. O atendimento é voltado para pessoas com até um salário e meio de renda familiar e cada imóvel beneficiado deve ter até 70 metros quadrados de área construída.

Casos excepcionais e emergenciais também são atendidos pela prefeitura , em análises caso a caso. Na quinta-feira (9), por exemplo, foram entregues materiais fornecidos pelo governo municipal para a vítima de incêndio registrado no dia 26 de dezembro no bairro Bandeirantes. O fogo destruiu parte do imóvel, consumiu móveis e eletrodomésticos e causou queimaduras em 40% do corpo do morador Celso Alves de Oliveira. Para auxiliar, a prefeitura providenciou 1.300 telhas cerâmicas, três maços de prego, ripas, caibros, caixa d’água, areia grossa e fina, ferro e tijolos baianos. “Desejamos força para a família e que eles superem o mais rápido possível esse momento de adversidade”, comenta o prefeito Juninho, que visitou o residência incendiada junto com a secretária da Habitação na quinta-feira.

Atendimento

Para ter acesso à cesta básica de materiais de construção, as famílias que se encaixam nos critérios do município devem fazer a solicitação no Atende Fácil. É preciso apresentar toda documentação pessoal, como CPF, RG, título de eleitor, extrato do INSS (quando for beneficiário), certidão de nascimento ou casamento, certidão de óbito (quando for o caso), cartão do Bolsa Família e de outros benefícios, comprovante de residência, recibo de aluguel, holerite e carnê do IPTU.

Os itens são fornecidos para construção e reforma de imóveis, excluindo muros, garagens ou andar superior (sobrado). Famílias já contempladas com imóveis em programas habitacionais do município não podem receber a cesta básica de materiais para construção, excetuando situações excepcionais e emergenciais que são analisadas separadamente. Os itens fornecidos pela prefeitura devem ser retirados pelos beneficiados nos barracões da Secretaria Municipal da Habitação.


Nesta quinta-feira, 9, a prefeitura entregou materiais de construção para vítima de incêndio no bairro Bandeirantes.

Prefeitura discute em São Paulo imóveis do Oreste Giovanni

Reunião foi realizada nesta quinta-feira na Secretaria Estadual da Habitação.

Representantes da prefeitura de Rio Claro participaram nesta quinta-feira (12) de reunião na Secretaria Estadual de Habitação para novos encaminhamentos na regularização de imóveis do Conjunto Habitacional Oreste Armando Giovanni.

“Fomos muito bem recebidos e orientados e, agora, vamos fazer a notificação das 647 famílias para encaminhamento da legitimação fundiária”, informa a secretária municipal de Habitação, Luana Pezzotti. O assunto, que vem sendo acompanhado de perto pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, também tem a atenção do vereador Paulo Guedes, que esteve na audiência em São Paulo. “Essa regularização dará tranquilidade para centenas de famílias”, destaca Paulo Guedes.

De acordo com Alessander Kemp Marrichi, Procurador Geral do Município, com base na lei 13.465 de 2017, a prefeitura fará o encaminhamento das documentações para que os moradores possam realizar o sonho de terem em mãos a escritura de seus imóveis.

Da reunião também participaram Roger Willians, chefe de gabinete do deputado Cauê Macris, presidente da Assembleia Legislativa, Alexandre Robim, assessor da Secretaria Estadual da Habitação, e Ana Vicakas, técnica do programa Cidade Legal.

Jardim das Nações I ganha jardim sensorial

Inauguração do espaço será no sábado (7) a partir das 9 horas.

O residencial Jardim das Nações I, localizado na região do Jardim Novo em Rio Claro, está ganhando um jardim sensorial. O jardim está sendo construído na área de lazer do conjunto habitacional, próximo ao ponto de ônibus em frente ao condomínio Holanda. O espaço é destinado aos moradores, pessoas da comunidade e também pessoas com limitações físicas (pessoas cegas e/ou com baixa visão e cadeirantes). O jardim sensorial será inaugurado sábado (7), às 9 horas, e a participação é gratuita.

O projeto foi idealizado pela arquiteta Raquel Rolim e está sendo realizado pela prefeitura, por meio das secretarias de Habitação e Agricultura, em parceria com a Clarb Consultoria. “O jardim sensorial é formado por canteiros com plantas e elementos que estimulam cada um dos sentidos humanos”, explica Emilio Cerri, secretário municipal de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção, cuja secretaria realizou a abertura dos berços para as mudas, além de orientar sobre plantio e cuidados com as plantas.

No jardim foram plantadas mudas de estrelícia, dama da noite, moréia, lavandas, alecrim, erva-doce, arrudas, hortência, azaleia, cróton, lírio da paz, cabeludinha, pitanga, amora e maracujá. As mudas são oriundas do viveiro municipal e a variedade de plantas visa estimular os sentidos. As pessoas poderão estimular o olfato com as plantas aromáticas, o tato com a água da fonte e plantas de texturas diferentes, a visão com flores coloridas, o paladar com plantas comestíveis e a audição com elementos que produzem sons.

O jardim possui ainda a trilha sensorial dos pés, que consiste na disposição de diferentes texturas no chão onde os visitantes poderão caminhar descalços. “Para as pessoas que não podem caminhar as texturas estão dispostas em pneus ao alcance das mãos”, explica a secretária municipal da Habitação, Luana Pezotti.

A implantação do jardim sensorial faz parte do trabalho social pós-ocupação, no eixo educação ambiental, previsto no projeto do conjunto habitacional. No Jardim das Nações I residem 928 famílias.

Prefeitura concede “habite-se” para residencial que atenderá 192 família

De acordo com a construtora Domus Populi, unidades começam a ser entregues na semana que vem.

Cento e noventa e duas famílias estão mais perto de realizar o sonho da casa própria. A prefeitura de Rio Claro concedeu o “habite-se” para o empreendimento imobiliário Acapulco, para famílias com renda de zero a seis salários, que a construtora Domus Populi começa a entregar na semana que vem. A certidão do município atestando que os imóveis estão prontos para serem habitados foi assinada nesta semana, em evento na Acirc (Associação Comercial e Industrial de Rio Claro), com presença do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria,   mutuários e representantes da construtora. “É mais uma excelente notícia para o nosso município e uma felicidade muito grande poder participar dessa grande conquista para essas quase 200 famílias, o  que também ajuda a reduzir o déficit habitacional da cidade”, comenta o prefeito Juninho, destacando a importância das parcerias da prefeitura com a iniciativa privada.

Agora, a empresa providenciará as obras viárias necessárias para a interligação do residencial com as vias públicas, como alça de retorno e área de aceleração e desaceleração.

A advogada Daniela Miranda, da construtora, explica que o residencial Acapulco fica a cerca de 200 metros da nova rotatória que a prefeitura concluiu semana passada na confluência entre os bairros Esmeralda, Palmeiras e Guanabara. “É uma grande melhoria em termos de infraestrutura para quem vai morar naquelas imediações”, comenta. De acordo com ela, a construtora já entregou, ao lado  do “Acapulco”, o residencial “Monte Rei”. Outro empreendimento vizinho, o “Cancun”, será lançado em breve e atenderá mais 176 famílias.

O secretário municipal de Obras, Paulo Roberto de Lima, que participou da assinatura do “habite-se”, lembra que a região sul da cidade é uma das que mais crescem no município, e que a prefeitura vem trabalhando para garantir estrutura necessária para acompanhar o aumento populacional naquela região da cidade. “Escola, posto do Samu, trechos de pavimentação e nova unidade de saúde estão entre as melhorias feitas naquela região nos últimos três anos”, comenta.

Também presente ao evento na Acirc, o secretário municipal de Governo, Desenvolvimento Econômico e Planejamento, Ricardo Gobbi, destaca que o mais importante é ver a felicidade dos mutuários. “É gratificante testemunhar essas pessoas entrando nessa importante etapa de suas vidas”, comenta.

Com apoio da prefeitura, a iniciativa privada tem viabilizado vários conjuntos residenciais para Rio Claro. No final do mês passado, 42 famílias assinaram contrato com a Caixa Econômica Federal e a Construtora For Casa para terem apartamentos no Residencial For Life Cristal, que está sendo construído na Chácara Lusa, com 288 unidades. Em breve, também deverão ser iniciadas as obras de construção de 96 unidades habitacionais no Recanto Paraíso, pela Brumati Engenharia, e 180 na Estrada dos Costas, pela Caprem Construtora, totalizando 564 imóveis.

O secretário municipal da Habitação, José Ricardo Lemes, o Ricardo Campeão, ressalta que a administração municipal tem dado incentivo e apoio aos projetos habitacionais para Rio Claro e destaca que o prefeito Juninho tem insistido para que sejam construções de qualidade. “Além disso, muitos desses empreendimentos são feitos em vazios urbanos, o que é um ganho para o município”, afirma.

Rio Claro está ganhando 564 unidades habitacionais

Três novos empreendimentos estão sendo iniciados no município.

Quarenta e duas famílias assinaram nesta segunda-feira (30) contrato com a Caixa Econômica Federal e a Construtora For Casa para terem apartamentos no Residencial For Life Cristal, que está sendo construído na Chácara Lusa, com 288 unidades.

“É gratificante ver que vocês estão conseguindo realizar o sonho da casa própria”, disse o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que acompanhou parte do atendimento às famílias realizado na Secretaria Municipal da Habitação. “Espero que esta conquista seja o início de mais coisas boas em suas vidas”, afirmou Juninho.

Os apartamentos, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro, deverão ser entregues em junho de 2021. Em breve, também deverão ser iniciadas as obras de construção de 96 unidades habitacionais no Recanto Paraíso, pela Brumati Engenharia, e 180 na Estrada dos Costas, pela Caprem Construtora, totalizando 564 imóveis.

O secretário municipal da Habitação, José Ricardo Lemes, o Ricardo Campeão, ressalta que a administração municipal tem dado incentivo e apoio aos projetos habitacionais para Rio Claro e destaca que o prefeito tem insistido para que sejam construções de qualidade. “Além disso, nestes três casos, são empreendimentos feitos em vazios urbanos, o que é um ganho para o município”, afirma.