Prefeito Juninho faz homenagem ao médico Creso Dias Peixoto

Prefeito foi salvo pelo pediatra na infância.

O prefeito de Rio Claro realizou nesta quinta-feira (12) homenagem ao médico pediatra Creso Dias Peixoto por relevantes serviços prestados à comunidade. Durante décadas de exercício da profissão, o pediatra salvou muitas crianças, inclusive a do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, ao socorrê-lo prontamente durante um mal súbito na infância, quando tinha apenas 21 dias de vida.

“Bati à porta da casa do doutor Creso tarde da noite com meu filho nos braços e ele rapidamente nos atendeu e nos levou em seu carro para a Santa Casa salvando a vida do meu filho, sem cobrar nada pelo serviço”, contou Maria Aparecida Teixeira, mãe do prefeito. “Graças a Deus e a ele meu filho está aqui forte e saudável, e fico muito feliz em participar dessa homenagem”, acrescentou.

O prefeito Juninho da Padaria entregou placa de gratidão e reconhecimento ao médico, além de dois registros históricos providenciados pelo Arquivo Público: um prontuário de atendimento médico e uma foto de campanha na área da saúde realizada em 1969 da qual Creso participou ativamente. “É uma homenagem singela a esse grande médico que é um exemplo de profissional e cidadão. Minha família tem um carinho especial por ele, pelo ato realizado há 39 anos que hoje estamos publicamente agradecendo. Obrigado dr. Creso”, disse Juninho.

O filho Creso de Franco Peixoto falou em nome da família. “É uma satisfação imensa para nossa família receber essa homenagem que coroa o trabalho de décadas do meu pai. Agradeço a atenção e o reconhecimento”, declarou.

Companheira de Creso há 68 anos, sendo cinco de namoro e 63 de casamento, Maria Aparecida Franco Peixoto, agradeceu esses anos de união e companheirismo. “O Creso é um homem, marido, pai e médico maravilhoso. Mais que um profissional, ele é um missionário da medicina, que dedicou sua vida a essa profissão em benefício de seus pacientes”, informou.

Também participaram do evento familiares do médico: Maria Aparecida (filha), Vanessa e Rafaela (netas), Giselda (nora) e Carlos Eduardo (amigo); e os secretários municipais Paulo Roberto de Lima (Obras), Jean Scudeller (Administração), Ricardo Gobbi e Silva (Governo, Desenvolvimento Econômico e Planejamento), Érica Belomi (Desenvolvimento Social) e Monica Frandi Ferreira, superintendente do Arquivo Público.

Câmara aprova e prefeito assina lei para prédio abandonado abrigar nova escola

Medida vai recuperar prédio que representava desperdício de dinheiro público e vai abrigar projeto inovador.

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, sancionou na tarde de quinta-feira (12) lei doando prédio escolar abandonado na administração anterior para que Rio Claro tenha unidade da escola Maria Peregrina, que não cobra mensalidade dos alunos. O imóvel ainda não está concluído e receberá as adequações da entidade privada de educação. A proposta, de autoria do prefeito, foi aprovada em sessão extraordinária da Câmara Municipal, também nesta quinta-feira.

“Novamente vamos transformar um problema herdado em solução, o apoio dos vereadores foi fundamental para mais esse avanço que trará benefícios para a população neste setor tão importante que é a educação”, comenta o prefeito Juninho, destacando o alto nível de ensino proporcionado pela escola Maria Peregrina. “Com as parcerias, quem ganha é a comunidade”, acrescenta o prefeito, lembrando que as parcerias em Rio Claro estão dando excelentes resultados, como mostra a implantação de espaços família, nova iluminação do Jardim Público e a reforma de unidades de saúde com o curso de medicina.

A lei sancionando a doação do prédio foi assinada no gabinete do prefeito com a presença do vice-prefeito e Secretário Municipal de Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário, Marco Antonio Bellagamba, e dos vereadores André Godoy, presidente da Câmara Municipal, Adriano La Torre, Thiago Yamamoto, Val Demarchi, Geraldo Voluntário, Hernani Leonhardt, Seron, Irander Augusto, Júlio Lopes e Ney Paiva.

O presidente da Câmara Municipal, André Godoy,  frisa que a união de esforços tem permitido que Rio Claro se firme cada vez mais como um município realizador, em que benefícios nas mais diversas áreas se concretizam e não ficam apenas no papel. “Não basta ter projetos, é preciso união, vontade, empenho e dedicação para transformá-los em realidade”, afirma. “A Câmara Municipal está comprometida com a população rio-clarense e continuará apoiando todas as iniciativas visando o bem da comunidade”, acrescenta, reforçando que, novamente, o município transforma o que era um problema, em solução.

De acordo com o fundador da escola Maria Peregrina, Max Wada, a intenção é iniciar as obras do prédio após os trâmites burocrático. “Agradeço o prefeito Juninho e da Câmara Municipal por confiarem no projeto, unidos vamos alcançar grandes objetivos”, destacou.

Segundo o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira, a doação do prédio à escola Maria Peregrina também vai colocar fim ao desperdício que representa o prédio abandonado na gestão anterior. “Hoje, essa obra é exemplo de como a falta de planejamento dilapida recursos públicos e prejudica a população”, destaca. “Com nossa iniciativa, queremos reverter esse quadro e transformar o que antes era dinheiro jogado fora em mais vagas de ensino para o município”, completa.

O prédio começou a ser construído em 2011 para abrigar novas instalações da escola Sueli Marin. A obra foi paralisada em meados de 2016 pela administração municipal anterior. No final de 2016, ainda na gestão passada, o contrato com a construtora foi rescindido, após gastos de aproximadamente R$ 3,5 milhões.

De acordo com o prefeito, seria necessário um alto investimento para concluir a obra e refazer serviços que foram danificados. “Nossa prioridade é a manutenção das escolas já em funcionamento, ampliação do acesso às creches e criação de novas vagas no Ensino Fundamental, tanto que já entregamos três novas escolas e temos sete unidades em construção, algo inédito na história recente de Rio Claro”, destaca Juninho.

O prédio abandonado na administração anterior fica na Rua M-22 com a Avenida M-35, Jardim Ipanema.

A escola Maria Peregrina é uma instituição de ensino particular sem vínculos com o poder público e que não cobra mensalidade dos alunos. A escola trabalha com pedagogia de projetos cujo tema de estudo é escolhido pelas crianças. A partir dele os tutores vão inserindo as disciplinas obrigatórias como matemática, ciências, história etc.

A escola oferece ensino desde a educação infantil até o ensino médio. A metodologia de ensino inovadora é tema frequente de teses e dissertações e já recebeu vários prêmios importantes. Em 2016, por exemplo, foi reconhecida pelo Ministério da Educação como “Instituição de Referência para Inovação e Criatividade na Educação Básica do Brasil” e, em 2010, ficou entre as 17 melhores escolas particulares do Brasil.

A metodologia da escola foi apresentada ao prefeito Juninho da Padaria e secretários municipais em reunião no paço municipal realizado em fevereiro. A reunião foi um desdobramento da visita à sede da escola na cidade de São José do Rio Preto, feita pelo prefeito Juninho a convite do vereador Thiago Yamamoto.

Juninho assina lei que põe fim à taxa de iluminação

Prefeito Juninho sancionou lei aprovada por unanimidade pelos vereadores.

A partir do mês que vem, Rio Claro não terá mais CIP (Contribuição de Iluminação Pública), a taxa de iluminação. Criada em 2014 no governo anterior, a taxa foi extinta conforme lei aprovada pela Câmara Municipal e sancionada nesta terça-feira (10) pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. A última conta a ser paga referente à taxa será em janeiro, dos custos referentes ao mês de dezembro.

“Mesmo não pagando mais a taxa, a população continuará sendo beneficiada com ampliação dos serviços de iluminação”, afirmou o prefeito ao assinar a lei. “Quando a lei que criou a taxa passou pela Câmara Municipal em 2014, eu era vereador e votei contra. Depois apresentei um projeto para que a lei fosse extinta, mas o projeto não prosperou nas comissões”, relembrou Juninho. “Agora, como prefeito, tenho a satisfação de pôr fim a esta taxa”.

O projeto de lei sobre a extinção da taxa foi aprovado em segunda discussão por unanimidade pelos vereadores na sessão de segunda-feira (9). A proposta foi apresentada pelo presidente da Câmara Municipal, André Godoy, e pelos vereadores Adriano La Torre, Carol Gomes, Geraldo Voluntário, Hernani Leonhardt, Irander Augusto, José Pereira, Júlio Lopes, Ney Paiva, Paulo Guedes, Ruggero Seron e Val Demarchi.

“Buscamos um mecanismo legal para revogar a CIP e desonerar a população que já padece com uma carga tributária elevada o suficiente para ter de arcar com mais uma taxa, ainda que denominada contribuição”, pontuou André Godoy. Da solenidade desta terça-feira (10) também participou o vereador Thiago Yamamoto.

Diante da revogação da taxa, a prefeitura buscará outros meios para custear os serviços de iluminação pública e dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito desde o início do atual governo, em janeiro de 2017. Nos últimos três anos vários bairros foram atendidos com eliminação de pontos escuros, com implantação de nova iluminação, ou ampliação do serviço já existente para melhorar a eficiência e aumentar a sensação de segurança da comunidade.

Exemplo disso é o trevo da rodovia Rio Claro-Piracicaba, no Jardim Novo, que foi recentemente iluminado, como também foi feito em trecho da Avenida Tancredo Neves da Rodovia Fausto Santomauro até a Chácara Lusa, no Jardim Inocoop. Outros pontos atendidos foram a Rua Jacutinga, Rua 30 do Jardim Paulista 1, Jardim Novo, trecho da Avenida 54 no Jardim Paulista II, praça na Vila Olinda (ruas 14 e 15 com Rua Jacutinga), Vila Alemã (Rua 3-A entre as avenidas 32-A e 24-A), Avenida Marginal do Jardim Novo, área da antiga Vila Stecca, trecho do bairro Bonsucesso, entre outros locais.

Símbolo da República, nova Árvore da Liberdade será plantada sábado

Novo exemplar é originário da antiga, que completa 130 anos.

Um dos símbolos da República brasileira está em Rio Claro e fará 130 anos no próximo sábado (14). A Árvore da Liberdade será celebrada com plantio de novo exemplar, originário da antiga. O evento a partir das 9 horas será na Praça da Liberdade, em frente ao Fórum. “O resgate de tradições, símbolos e história de Rio Claro é trabalho que realizamos com muito carinho e orgulho, pois sabemos que olhar para o passado nos dá as referências necessárias para a construção de um futuro melhor”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, destacando o importante papel de Rio Claro em um momento tão especial da história do País que foi a proclamação da República.

A Árvore da Liberdade original foi plantada no dia 14 de dezembro de 1889, um mês após o Brasil se tornar uma república. Foi o modo dos rio-clarenses festejarem o novo regime e destacarem o pioneirismo da cidade na campanha republicana, já que Rio Claro foi um dos primeiros municípios a se engajarem pelo fim da monarquia e implantação da República. Devido a sua idade avançada, a Árvore da Liberdade está sucumbindo ao tempo. “Mas a partir de sábado o clone que será plantado ao lado ajudará a estender seu significado pelas décadas vindouras”, frisa Juninho.

O plantio da nova Árvore da Liberdade será realizada poucos dias após o prefeito de Rio Claro anunciar a troca do telhado da antiga estação ferroviária, na Rua 1, onde está localizado o terminal de ônibus urbano. Também centenário, o prédio é tombado como patrimônio histórico terá mantidas suas características. Também recentemente a prefeitura entregou a nova iluminação do Jardim Público, outra importante referência urbana e histórica do município, assim como o museu Amador Bueno da Veiga, que ficou uma década fechado após ser quase totalmente destruído por um incêndio. Neste ano o atual governo finalizou a restauração e entregou o prédio à comunidade.

Rio Claro receberá R$ 250 mil para recapear trechos do Cervezão, Ipanema e Hipódromo

Recursos são oriundos do governo estadual. Contrapartida da prefeitura será de R$ 35 mil.

Os esforços de Rio Claro na busca de recursos em benefício da população trazem mais um resultado positivo. O município receberá R$ 250 mil do governo estadual para obras de recapeamento. A confirmação foi feita ao prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, nesta semana. “É outra excelente notícia para a cidade neste final de ano e mais um exemplo de como a boa articulação de Rio Claro com as outras esferas de governo está rendendo melhorias e conquistas para a comunidade”, destaca Juninho.

Os R$ 250 mil chegam ao município a partir de emenda parlamentar do deputado Cauê Macris, atendendo solicitação do vereador Paulo Guedes. “O trabalho conjunto de nossa administração com o Poder Legislativo e os esforços de vereadores e deputados pela cidade de Rio Claro são exemplos de como acertamos ao focar nosso trabalho nas parcerias, seja com o setor privado, com outros Poderes ou outras instâncias administrativas”, afirma o prefeito, destacando a atenção que a prefeitura vem recebendo do governador João Dória.

Esses recursos serão usados para recapear trechos dos bairros Ipanema, Cervezão e Hipódromo. Na Avenida M-29 serão recapeados os trechos entre as ruas M-22 e 6; M-18 e M-22; e entre as ruas M-7 e M-6. Já a Rua M-22 será recapeada entre as avenidas M-27 e M-29. Além dos R$ 250 mil oriundos do governo do estado a obra terá contrapartida do município no valor de aproximadamente R$ 35 mil.

Se lei for aprovada, Juninho porá fim à taxa de iluminação

Projeto de lei está em análise na Câmara Municipal e, se aprovado, será sancionado pelo prefeito.


Serviços como a iluminação no trevo da na estrada Rio Claro-Piracicaba continuarão sendo feitos.

O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, está aguardando a votação na Câmara Municipal e, se o projeto de lei que extingue a taxa da iluminação for aprovado pelos vereadores, vai sancionar a lei e esse tributo deixará de ser cobrado no município. “Sempre fui contrário a essa cobrança, inclusive votei contra a taxa de iluminação quando era vereador”, relembra Juninho, confirmando que, havendo decisão do legislativo nesse sentido, vai colocar fim à Contribuição de Iluminação Pública (CIP), que ficou conhecida como “taxa da iluminação”.

A taxa foi criada em 2014 pela administração municipal anterior. O projeto de lei complementar que revoga a CIP foi protocolado por um grupo de vereadores na segunda-feira (25). “Quando eu fui vereador, apresentei projeto de lei idêntico ao atual que está sendo avaliado na Câmara Municipal”, relembra Juninho. “Infelizmente, na época, minha proposta não avançou nas comissões legislativas”, recorda.

Desta vez, o projeto de lei que pede o fim da CIP foi apresentado pelo presidente da Câmara Municipal, André Godoy, e pelos vereadores Adriano La Torre, Carol Gomes, Geraldo Voluntário, Hernani Leonhardt, Irander Augusto, José Pereira, Júlio Lopes, Ney Paiva, Paulo Guedes, Ruggero Seron e Val Demarchi.

Melhorias

O prefeito Juninho também é enfático ao afirmar que, mesmo com o eventual fim da CIP, a população continuará sendo atendida pela prefeitura na área da iluminação pública. “Desde que iniciamos nossa administração, fizemos muitas melhorias nesse setor e eliminamos vários pontos escuros pela cidade, garantindo mais segurança para pedestres e motoristas, além de mantermos um serviço constante de manutenção da iluminação”, comenta Juninho. A prefeitura mantém contrato com a Selt Engenharia para serviços de manutenção da iluminação pública na cidade.


Iluminação na Avenida 54, no Paulista 2, foi realizada com recursos da CIP.

Juninho anuncia que Avenida 1 no Jardim Público permanecerá fechada

Prefeitura já vem tomando medidas para revitalizar principal praça da cidade.

A proposta de abertura do trecho do Jardim Público para o trânsito de veículos, na altura da Avenida 1, não está mais nos planos da prefeitura de Rio Claro. Uma das principais referências urbanas do Centro Histórico, a praça terá mantido seu desenho atual que compreende, sem interrupções, a área da Avenida 3 até a Avenida 2 e as ruas 3 e 4. Segundo o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, a decisão foi tomada após análise da ideia, lançada como uma das muitas propostas para a revitalização do local.

“Já estamos adotando uma série de medidas para melhorar o Jardim Público e devolver à comunidade esse que é um dos espaços mais tradicionais de Rio Claro”, comenta Juninho. “Após conversar com pessoas da comunidade e analisar tecnicamente, chegamos à conclusão de que abrir a praça na Avenida 1, embora seja um assunto que há tempos mobiliza opiniões favoráveis e contrárias, não é no momento a melhor opção tanto para o local em si quanto para as milhares de pessoas que circulam pelo Centro diariamente”, acrescenta.

Entre as medidas em andamento para revitalizar o Jardim Público está a renovação do sistema de iluminação pública. A praça será a primeira de Rio Claro a ter lâmpadas de led. Nesta terça-feira (26) começou a colocação dos 80 postes que sustentarão as 180 novas luminárias a serem instaladas. O projeto, executado em parceria com a empresa Rio Claro Empreendimentos Imobiliários, inclui troca de fiação e iluminação especial em monumentos e principais árvores do Jardim.

A recuperação e preservação do patrimônio urbano, histórico e cultural de Rio Claro tem sido uma das prioridades da atual administração municipal de Rio Claro. Na região central, a prefeitura entregou neste ano a restauração do Museu Histórico e Pedagógico “Amador Bueno da Veiga”, que foi destruído em incêndio no ano de 2010. O paço municipal, que completou 50 anos em julho, ganhou reforma nos sanitários e da sala do Cadastro Único. As imediações do terminal de ônibus urbano ganharam sanitários e um dos cruzamentos mais movimentados do Centro Histórico, na Rua 1 com Avenida 7, agora tem semáforos. Na antiga estação ferroviária a prefeitura implantou uma das duas centrais de segurança integrada do município.

“Sempre trabalhamos no sentido de aliar preservação histórica e adequação às necessidades da população, levando em conta o crescimento da cidade, a segurança e fatores técnicos e legais”, finaliza o prefeito Juninho.

Tiro de Guerra de Rio Claro formou 98 atiradores

Prefeito Juninho participou da entrega de certificados de reservista no sábado.

O Tiro de Guerra de Rio Claro realizou no sábado (23) cerimônia de formatura final de mais uma turma de atiradores que concluíram curso de formação no serviço militar neste ano. Esse feito foi realizado por 98 jovens matriculados em 2019. O evento contou com a presença do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e grande público composto por integrantes da corporação, pais e familiares dos formandos, autoridades e convidados. A atividade marca o encerramento das atividades do Tiro de Guerra que entrega aos formandos o certificado de reservista.

“É uma grande honra participar desse belíssimo evento que coroa o bom trabalho realizado pelo Tiro de Guerra na formação de nossos jovens”, destacou o prefeito Juninho da Padaria, que cumprimentou os formandos e agradeceu o apoio das famílias. “Parabéns aos jovens atiradores por concluírem com brilhantismo mais esta etapa de suas vidas. Um agradecimento especial aos familiares pelo incentivo e apoio oferecido durante todo este ano no Serviço Militar”, disse o prefeito que fez um agradecimento especial ao subtenente Wagner Firmino da Silva, chefe de Instrução do TG; ao instrutor da turma, subtenente Robinson Alexandre Boeck; e ao 1º tenente Dennis de Sousa Ferreira, delegado da 7ª Delegacia do Serviço Militar de Rio Claro. A solenidade também contou com a participação do vereador Geraldo Voluntário.

O Tiro de Guerra 02-032 de Rio Claro é destinado à formação de reservistas para o Exército Brasileiro. Para o cumprimento de sua missão, seleciona jovens em idade de prestação do serviço militar obrigatório. As atividades realizadas são voltadas ao aprimoramento do caráter, desenvolvimento da capacidade física e do conhecimento da profissão militar.

Novos postes e luminárias começam a ser instalados no Jardim na próxima semana

Nova iluminação deixará o Jardim Público mais seguro e mais bonito.

A revitalização de toda a iluminação do Jardim Público de Rio Claro está cada vez mais próxima de ser concluída. Na sexta-feira (22) foram entregues os 80 postes e as 180 luminárias que darão nova cara para um dos locais mais movimentados do município.

A instalação dos novos equipamentos começam na semana que vem. “Estamos tratando o Jardim Público como merece esse importante patrimônio cultural”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Assim como várias obras que estamos realizando nos bairros, as melhorias ao Jardim Público são um antigo pleito da comunidade que estamos atendendo, valorizando esse que é um dos principais cartões postais do município”, observa Juninho, acrescentando que a nova iluminação vai marcar as noites desse final de ano no Centro da cidade e será um passo decisivo para que as famílias voltem a frequentar o Jardim Público. A entrega da nova iluminação deverá ser feita em dezembro.

Os antigos postes já estão sendo removidos. Os novos postes ornamentais e as luminárias garantirão à centenária e tradicional praça a posição de primeira da cidade a ter lâmpadas de led, que são mais econômicas, duráveis e eficientes. Além disso, os monumentos históricos vão receber iluminação especial para torná-los mais atrativos ao público.

A nova iluminação do jardim está sendo implantada em parceria com a iniciativa privada, através de contrapartida da empresa Rio Claro Empreendimentos Imobiliários. “Nossa empresa fica feliz em contribuir com a revitalização desse espaço histórico com esse novo projeto de iluminação que vai trazer mais segurança e reforçar a beleza do Jardim”, comenta Belmir Menegatti, proprietário da empresa, informando que as árvores mais importantes da praça também serão iluminadas com luz diferenciadas, na cor verde.

O prefeito Juninho ressalta a sensibilidade do empresário, que incluiu no projeto a iluminação especial de 11 monumentos do Jardim Público e de árvores, valorizando ainda mais o patrimônio cultural e ambiental da cidade. “Esse é um excelente exemplo de como as parcerias com o setor privado trazem benefícios para a cidade, e esperamos que outras empresas sigam esse exemplo”, finaliza.

Rio Claro terá unidade da escola Vivo

Colégio irá funcionar a partir do ano que vem em prédio no Jardim São Paulo.

A partir do ano que vem o município de Rio Claro terá mais uma instituição de ensino. A cidade passará a contar com unidade do Colégio Vivo, que já tem três unidades funcionando em Piracicaba. O prédio para abrigar a escola está sendo construído na Avenida Marginal no Jardim São Paulo. A unidade terá capacidade para atender dois mil alunos da educação infantil, ensino fundamental I e II e ensino médio.

“Sempre fico muito feliz quando o município recebe investimentos no setor de educação. Acredito no poder transformador da educação e desejo sucesso a esse colégio que escolheu Rio Claro para se instalar”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que visitou as obras nesta quinta-feira (14).

O proprietário da escola, Osvaldo Aparecido San Juan, informa que o colégio será bilíngue com metodologia baseada no programa escola da inteligência, voltado para o desenvolvimento socioemocional dos alunos. San Juan foi um dos empresários que neste ano assinou contrato de Proderc (Programa de Desenvolvimento de Rio Claro) para investimentos de R$ 3 milhões no município.

Também acompanharam a visita ao prédio da escola o pastor Artur Colla e o chefe de Obras, Sidney Francisco Ferraz.