Rio Claro faz nova higienização nas ruas para combate ao coronavírus

Desinfecção foi realizada no entorno de unidades de saúde e locais com grande fluxo de pessoas.

A prefeitura de Rio Claro fez nova higienização de locais que recebem grande fluxo de pessoas nesta terça-feira (31), repetindo ação já realizada na sexta-feira (27). A iniciativa é mais uma medida adotada pelo município para combate e enfrentamento ao novo coronavírus, que causa a doença Covid-19. A aplicação é feita com produto desinfetante antibactericida aprovado pelos sistemas de qualidade, que tem eficiência de mais de 99% na remoção de bactérias.

“Rio Claro tem apenas um caso confirmado da Covid-19 e estamos trabalhando para que a doença não se espalhe em nossa cidade, tomando medidas preventivas”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, lembrando que a população deve colaborar com as ações seguindo as recomendações das autoridades de saúde. “Se todos trabalharmos juntos, vamos vencer essa pandemia”, destaca.

O produto foi aplicado nas ruas próximas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Avenida 29, UPA do Cervezão, Unidade Básica de Saúde (UBS) do Cervezão, Santa Casa de Misericórdia, Santa Casa Saúde, Hospital São Rafael, Instituto do Rim, Abrigo da Velhice São Vicente de Paulo, Hospedaria de Emaús, terminal urbano de ônibus na antiga estação ferroviária, Ambulatório Médico de Especialidades (AME), Centro Dia do Idoso do Jardim Esmeralda e também no entorno das unidades de saúde dos bairros Palmeiras, Guanabara, Brasília, Jardim Novo e Terra Nova.

A próxima higienização está programada para sexta-feira (3) quando serão novamente atendidas as UPAs e as unidades de saúde que ainda não foram contempladas com o serviço. “Nosso objetivo é higienizar o entorno de todas as unidades de saúde e outros locais que recebem muita gente”, informa o diretor municipal de Resíduos Sólidos, William de Oliveira.

Além da higienização, a prefeitura vem realizando outras ações para diminuir os riscos de propagação da Covid-19 no município. As aulas foram suspensas na rede municipal de ensino, determinou o fechamento de estabelecimentos comerciais não essenciais seguindo decreto estadual, afastou servidores municipais com mais de 60 anos, prorrogou por 30 dias o corte de água, suspendeu o atendimento presencial nas repartições públicas municipais, criou um serviço de telemedicina, o Tele Corona (2111-6999), para orientar a população sobre o novo coronavírus, entre outras medidas.

No primeiro dia, médicos orientam 15 pessoas por telefone contra coronavírus

Serviço de telemedicina atende pelo telefone (19) 2111-6999.

Ao sentir os sintomas característicos da Covid-19, causada pelo novo coronavírus, o paciente muitas vezes fica inseguro sobre qual o momento de procurar atendimento médico. Agora em Rio Claro isso pode ser feito sem que a pessoa precise sair de casa, pelo Tele Corona. Por telefone, médicos orientam e informam sobre transmissão e sintomas da doença. Em seu primeiro dia de funcionamento, o serviço de telemedicina atendeu 15 pessoas.  

“Com o Tele Corona possibilitamos que as pessoas se mantenham em isolamento social, evitando que procurem desnecessariamente a unidade de saúde e se exponham ao risco de contaminação”, destaca Maurício Monteiro, secretário de Saúde.

O serviço, realizado em parceria da prefeitura com a faculdade de Medicina do Centro Universitário Claretiano, começou a atender na segunda-feira (30) e conta com cinco médicos. “A partir do que é relatado por quem faz a ligação, o médico orienta sobre o que o paciente deve fazer e se é necessário procurar uma unidade de saúde ou mesmo uma unidade de pronto atendimento”, observa Jair Verginio Junior, médico pneumologista diretor médico de atenção à saúde.  “Muitas vezes será necessário apenas o isolamento e, neste caso, o próprio sistema do Tele Corona apontará a necessidade de fazer contato com o paciente após certo período, dando continuidade ao atendimento médico e acompanhando a evolução do quadro clínico do paciente”, acrescenta Jair.

O Tele Corona atende pelo telefone (19) 2111-6999, das 8 às 14 horas, de segunda a sexta-feira. “Essa é mais uma ferramenta de que o município dispõe para atender à comunidade e se soma a outras medidas que foram adotadas para minimizar os riscos de contaminação”, ressalta o prefeito João Teixeira Junior, reafirmando que a prioridade é a saúde das pessoas. “O mais importante neste momento é preservar vidas”, resume o prefeito Juninho.

O isolamento social vem sendo apontado pelas autoridades de saúde mundiais como a melhor maneira de conter a evolução rápida no número de casos da Covid-19. “O controle de transmissão dá capacidade ao serviço de saúde de acolher e tratar da melhor forma quem for acometido pela doença. Casa haja algum óbito, que seja pela gravidade da doença e não por falta de atendimento ou falta de estrutura”, frisa Jair, reforçando que o isolamento é o melhor a se fazer no momento.

Juninho cobra em São Paulo rapidez nos testes de coronavírus

Prefeito de Rio Claro esteve no Instituto Adolfo Lutz na tarde desta segunda-feira (30).

Após ter cobrado providências na semana passada por telefone e se manifestado sobre o assunto na teleconferência com prefeitos paulistas na sexta-feira (27), o prefeito João Teixeira Junior decidiu ir pessoalmente ao Instituto Adolfo Lutz para cobrar rapidez na divulgação dos testes de coronavírus.

“Em Rio Claro temos mais de 40 casos suspeitos e os resultados não chegaram ainda. Os pacientes e seus familiares cobram uma resposta que, infelizmente, até agora o Adolfo Lutz não tem conseguido passar de maneira rápida”, afirmou o prefeito.

Em São Paulo, Juninho foi atendido por Paulo Rossi Menezes, coordenador estadual de Saúde, e também se reuniu com Cláudia Passara Saraceni, diretora de TI e Comunicação. A informação é que o governo estadual está credenciando novos laboratórios para a realização dos testes e o Instituto Adolfo Lutz está implantando uma segunda unidade para ampliar o número de resultados diários, uma vez que o instituto atende os 645 municípios paulistas e no momento tem milhares de testes aguardando resultado.“A expectativa é de que nesta semana o ritmo de divulgação dos resultados de coronovírus passe a ser bem mais rápido”, informou o prefeito Juninho.


Vacinação contra a gripe prossegue na terça-feira em Rio Claro

Município está recebendo mais 7.200 doses para atendimento a idosos e profissionais de saúde.

Rio Claro terá nesta terça-feira (31) novas doses de vacina contra a gripe para atender idosos e profissionais de saúde. A aplicação de 7.200 doses será realizada nas unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família, exceto as unidades do Santa Elisa, Jardim Brasília e Vila Cristina. Não haverá vacinação em drive-thru.

“Esta primeira etapa da campanha de vacinação é destinada exclusivamente aos idosos com mais de 60 anos e aos profissionais de saúde”, destaca Maurício Monteiro, secretário de saúde, observando que a campanha vai até o dia 22 de maio e se estenderá aos demais grupos prioritários.

A Vigilância Epidemiológica orientou os profissionais de saúde das unidades sobre os cuidados preventivos que devem ser tomados durante a vacinação para evitar o contágio pelo novo coronavírus (Covid-19). A orientação inclui evitar aglomeração de pessoas nas unidades e formação de filas e, se houver fila, que seja mantido distanciamento de no mínimo um metro entre uma pessoa e outra. Cada coordenador de unidade deve adequar as medidas de prevenção de acordo com o espaço e infraestrutura disponíveis.

O atendimento é feito de acordo com o horário de funcionamento de cada unidade. A relação de unidades, endereços e telefones pode ser consultada no site da Fundação Municipal de Saúde (www.saude-rioclaro.org.br).

Este será o terceiro lote de vacinas disponibilizado ao município pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Piracicaba, órgão da Secretaria de Estado de Saúde. Na semana passada 19.300 doses foram aplicadas.

A segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe ocorrerá entre 16 de abril e 8 de maio. Nessa etapa serão vacinados os professores das escolas públicas e particulares, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade, além dos profissionais das forças de segurança e salvamento, mediante comprovação de que faz parte desse grupo.

De 9 a 22 de maio será realizada a terceira fase da campanha para vacinação de crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes (em qualquer período gestacional), puérperas (até 45 dias após o parto), população indígena, indivíduos de 55 a 59 anos, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, e pessoas com deficiência.

Rio Claro coloca médicos para orientar por telefone sobre coronavírus

Serviço de telemedicina começa a funcionar na segunda-feira para esclarecer dúvidas da comunidade.

A prefeitura de Rio Claro está lançando novo canal de atendimento à comunidade para falar sobre o novo coronavírus (Covid-19). A partir de segunda-feira (30) quem tiver dúvidas sobre a transmissão e sintomas do coronavírus terá as perguntas respondidas por médicos via telefone, através do serviço de telemedicina.

”Cinco médicos estão sendo treinados para dar à comunidade os esclarecimentos necessários sobre o coronavírus”, destaca Maurício Monteiro, secretário municipal de Saúde, acrescentando que a informação é uma arma importante para se conter a propagação do vírus.

Além do esclarecimento de dúvidas em geral sobre o assunto, o atendimento inclui orientações a pessoas que eventualmente apresentem sintomas da Covid-19. A partir do relato do paciente ou familiar o médico irá orientar o que deve ser feito.

O Tele Corona atenderá pelo telefone (19) 2111-6999, das 8 às 14 horas, de segunda a sexta-feira. A iniciativa é uma parceria da prefeitura de Rio Claro com o Centro Universitário Claretiano, que cedeu instalações, equipamentos e sistemas para viabilizar o serviço junto à Secretaria de Saúde.

O treinamento da equipe médica já foi iniciado e prosseguirá neste fim de semana para que todos estejam devidamente preparados para operar equipamento e sistema em que serão lançados os atendimentos.

“Estamos unindo esforços e atuando em diferentes frentes com foco principal na saúde pública, visando salvar vidas”, ressalta o prefeito João Teixeira Junior. “A colaboração da comunidade é de suma importância nesse trabalho”, acrescenta Juninho.

Outra fonte de informação é o site da Secretaria de Saúde (www.saude-rioclaro.org.br), onde a comunidade pode acessar o guia de prevenção ao novo coronavírus.

O Tele Corona também será usado pelos médicos para monitorar pacientes em tratamento permanente no Centro de Especialidades e Apoio Diagnóstico (Cead).

Rio Claro faz higienização no entorno de unidades de saúde e espaços públicos

Ação é mais uma medida de prevenção de contágio ao novo coronavírus.

A prefeitura de Rio Claro realizou nesta sexta-feira (27) higienização no entorno de unidades de saúde, hospitais e espaços públicos. A ação de limpeza e desinfecção é mais uma medida de combate e enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

O prefeito João Teixeira Junior acompanhou a execução do serviço nas proximidades da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Avenida 29, no Bairro do Estádio. “Essa é mais uma medida de prevenção que estamos realizando com o objetivo de conter a disseminação da doença em nossa cidade. Mas é importante que cada morador faça sua parte e cuide de sua higienização pessoal e da casa”, comenta Juninho.

As ruas do entorno da UPA foram lavadas com produto desinfetante antibactericida que vem sendo utilizado em ações similares na capital paulista. “Esse produto é aprovado pelos sistemas de qualidade e tem eficiência de mais de 99% na remoção de bactérias”, explica o engenheiro Gabriel Alves, da empresa Sustentare Saneamento, responsável pela aplicação.

Além do entorno da UPA da 29, a higienização também foi realizada em frente ao Pronto Socorro Municipal Integrado (PSMI) da Avenida 15, da Santa Casa de Misericórdia, da maternidade, do Hospital São Rafael, nas imediações da UPA do Cervezão, da unidade de saúde do Jardim Novo, no espaço livre da Avenida Visconde do Rio Claro, no terminal urbano de ônibus na antiga estação ferroviária e no Jardim Público. “Estamos higienizando locais que recebem grande número de pessoas para diminuir os riscos de propagação”, informa o diretor municipal de Resíduos Sólidos, William de Oliveira.

Produtores decidem manter fechamento de feiras livres em RC

A saúde da população e dos próprios feirantes está sendo colocada em primeiro lugar.

As feiras livres de Rio Claro permanecem suspensas, conforme decisão tomada na sexta-feira (27) em reunião do prefeito João Teixeira Junior com representantes dos produtores rurais do município.

“Diante da atual situação, entendemos que esta é a melhor decisão para preservar a saúde dos feirantes e da população”, observa Fátima Moreira, da feira de São Benedito.

Também estiveram representadas as feiras Corujão (Vila Martins), por Fernanda Aparecida Vertini, e do Cervezão, por Fábio Alves. Todos concordaram com a permanência do fechamento das feiras. “Vamos manter a quarentena e no momento oportuno, gradativamente, discutiremos a reabertura das barracas”, informa Fernanda.

“Agradeço a sensibilidade destas pessoas que entendem que o mais importante é preservar a saúde, salvar vidas, e que juntos vamos superar este momento”, destaca o prefeito Juninho.

Para auxiliar na decisão, o secretário de saúde Maurício Monteiro informou sobre o coronavírus e sua transmissão.

A Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção apoia a decisão tomada. “Os produtores têm o nosso apoio e continuamos à disposição para auxiliá-los no que for possível”, afirma Emílio Cerri, secretário da pasta. Quem também esteve presente foi o vereador Julinho Lopes, que está sempre acompanhando as questões relacionadas aos produtores rurais no município.

Enquanto as feiras livres permanecem fechadas os produtores se organizaram para continuar atendendo os consumidores, e passaram a fazer vendas via internet. As mercadorias são entregues na casa dos compradores.

Sábado tem mutirão contra a dengue no Jardim Independência

Agentes percorrerão o bairro das 8 às 13 horas.

O Jardim Independência, na região do Grande Cervezão, é o bairro que recebe o mutirão de combate ao Aedes aegypti nesse sábado (27). Ações do tipo vêm sendo realizadas todos os sábados nos bairros de Rio Claro e fazem parte da mobilização da prefeitura no combate à dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito.

“Pedimos a colaboração dos moradores dos bairros visitados recebendo as nossas equipes, que removem potenciais criadouros e orientam sobre cuidados contra o Aedes”, destaca o secretário municipal de Saúde, Maurício Monteiro.

Os agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) percorrerão o bairro das 8 às 13 horas, vistoriando residências e recolhendo objetos que podem acumular água parada, onde o mosquito transmissor da dengue se reproduz.

Em 2020, Rio Claro soma 276 casos registrados da doença, conforme boletim divulgado nesta semana pela Vigilância Epidemiológica.

“O engajamento da população contra o mosquito no dia a dia também é imprescindível”, comenta o gerente do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Diego Reis, lembrando que os focos mais frequentemente encontrados de potenciais criadouros estão nos imóveis habitados. “Por isso é necessário que as pessoas eliminem em suas casas tudo o que puder acumular água parada, mantenham quintais sempre em ordem e façam o descarte correto de materiais”, frisa, acrescentando que o Aedes também transmite zika vírus, chikungunya e febre amarela.

Rio Claro não terá vacinação contra a gripe nesta sexta-feira

Com doses esgotadas, município aguarda governo estadual encaminhar nova remessa de vacinas.

Unidades de saúde de Rio Claro não irão vacinar contra a gripe nesta sexta-feira (26), já que o segundo lote de vacinas disponibilizado ao município pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Piracicaba, órgão da Secretaria de Estado de Saúde, se esgotou. Ao todo foram vacinados 9.900 idosos e profissionais de saúde na quinta-feira (26). Além das unidades de saúde, o sistema de drive-thru também não vacinará contra a gripe na sexta-feira.

“Para vacinar mais pessoas, o município depende da liberação das vacinas por parte do governo estadual”, frisa Maurício Monteiro, secretário de Saúde. Só no drive-thru foram vacinadas 2.200 pessoas na quinta-feira (26).

A distribuição das vacinas aos municípios é feita pelo GVE de Piracicaba, e o município não define o número de doses que recebe, já que o cálculo das doses é feito pelo GVE de acordo com o número de habitantes. Agora o município aguarda posicionamento do governo estadual para a liberação de novas doses da vacina. A campanha vai até o dia 22 de maio. 

Rio Claro vacina em um dia 9.900 pessoas contra a gripe

Município aguarda governo estadual liberar novo lote de vacinas.

As unidades de saúde de Rio Claro tiveram na quinta-feira (26) movimento intenso de idosos e profissionais de saúde que foram ser vacinados contra a gripe. O mesmo aconteceu nos três pontos de vacinação por sistema de drive-thru, onde 2.200 doses da vacina foram aplicadas. Ao todo foram vacinados nesta quinta-feira 9.900 idosos e profissionais de saúde, número que equivale ao total de doses da vacina recebido neste segundo lote pelo município. Com isso as vacinas contra a gripe estão esgotadas.

“A quantidade de doses destinada ao município é determinada pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Piracicaba, órgão da Secretaria de Estado de Saúde”, observa Maurício Monteiro, secretário municipal de Saúde, ressaltando que a procura pela vacina está bem acima do que foi registrado nas campanhas de anos anteriores.

Na segunda-feira (23), primeiro dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, 9.400 doses da vacina se esgotaram em poucas horas nas unidades de saúde da cidade.

Agora o município aguarda posicionamento do governo estadual para a liberação de novas doses da vacina. A campanha vai até o dia 22 de maio. “Todas as pessoas incluídas nos grupos indicados para a vacina serão imunizadas”, destaca o secretário Maurício.

Conforme estabelecido pelo Ministério da Saúde, a segunda fase da campanha ocorrerá entre 16 de abril e 8 de maio. Nessa etapa serão vacinados os professores das escolas públicas e particulares, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade, além dos profissionais das forças de segurança e salvamento, mediante comprovação de que faz parte desse grupo.

De 9 a 22 de maio será realizada a terceira fase da campanha para vacinação de crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes (em qualquer período gestacional), puérperas (até 45 dias após o parto), população indígena, indivíduos de 55 a 59 anos, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, e pessoas com deficiência.