Fora das áreas de risco, Rio Claro não terá campanha contra febre amarela

O Departamento Regional de Saúde informou nesta terça-feira (23) que em Rio Claro não terá vacinação em massa contra a febre amarela, uma vez que o município não está na lista de áreas de risco. A orientação para a população rio-clarense é que só tome a vacina quem for viajar para alguma área considerada de risco, conforme determina o Ministério da Saúde.

A vacina é recomendada para moradores ou pessoas que se deslocam para áreas com circulação do vírus no Brasil, moradores de áreas rurais e aos viajantes para os países com risco de transmissão de febre amarela.

Na rede pública municipal de saúde de Rio Claro a vacina contra a febre amarela é aplicada no horário das 9 às 14h30, às segundas-feiras na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Avenida 29 e Unidades de Saúde da Família (USFs) de Ajapi e Jardim Panorama; às terças-feiras na UBS do Wenzel e USFs do Benjamin de Castro e Jardim Novo 1; às quartas-feiras na UBS do Cervezão e USFs do Bonsucesso, Palmeiras e Assistência; às quintas-feiras nas USFs do Boa Vista, Jardim das Flores e Mãe Preta; e às sextas-feiras na UBS da Vila Cristina e USFs do Guanabara e Jardim Progresso.

No mês de dezembro do ano passado foram vacinadas 270 pessoas no município. Entre 1 e 20 de janeiro deste ano, já foram vacinadas 2.800 pessoas em Rio Claro, segundo dados contabilizados pela Vigilância Epidemiológica da Fundação de Saúde e Rio Claro.

No Estado de São Paulo, 54 municípios participarão da campanha, com previsão de vacinar 8,3 milhões de pessoas, sendo 6,3 milhões com a dose fracionada e 2 milhões com a padrão.

A lista de municípios com recomendação para a vacina está no link do Ministério da Saúde na internet: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/listavacinacaofa.pdf , e lá é possível ver Rio Claro como cidade fora da área de risco.

A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro alerta que a vacina pode ter efeitos colaterais graves, ainda que raros. A vacina é contraindicada para crianças menores de 6 meses, pessoas imunossuprimidas e com reação alérgica a ovo. Pessoas acima dos 60 anos, gestantes, pessoas portadoras do vírus HIV ou com doenças hematológicas devem consultar um médico antes de se vacinar.

A febre amarela é transmitida pelo mosquito Haemagogus em área silvestre e pelo Aedes aegypti no perímetro urbano. O Haemagogus se reproduz em ambientes naturais, buracos ou copas de árvore e casca de frutas e sua reprodução se dá na época mais chuvosa. Os sintomas da febre amarela são febre alta, dores de cabeça e musculares, calafrios, náuseas, vômitos e fraqueza. Quem tem esses sintomas deve procurar ajuda médica. Quando a doença evolui para formas mais graves há comprometimento do fígado e dos rins.

Mais de 13 mil parcelas do IPTU impressas no site da prefeitura

De acordo com levantamento do Departamento de Informática da prefeitura de Rio Claro, 13.834 parcelas do IPTU 2018 já foram impressas pelo site da prefeitura até a tarde de terça-feira (23).

Do total de carnês, 92.622 estão sendo entregues pelos Correios, e o prazo máximo para concluir a distribuição é de cinco dias antes do vencimento da primeira parcela e parcela única, que vencem no dia 20 de fevereiro. Outros 2.847 serão enviados pela prefeitura às imobiliárias. As entregas começaram na segunda-feira (22).

Quem preferir se antecipar, pode imprimir as guias de pagamento diretamente do site da prefeitura, pelo endereçowww.rioclaro.sp.gov.br, pelo link “IPTU 2018” no alto da página.  Basta inserir o código reduzido ou a referência cadastral do imóvel, encontrados nos carnês anteriores de IPTU e em seguida optar entre o parcelamento ou o pagamento à vista, imprimir o documento e pagar em alguma unidade da rede credenciada.

Neste ano a prefeitura ampliou as opções de pagamento do IPTU e o imposto está sendo recebido no Banco do Brasil, Caixa Federal, Itaú, Bradesco, Santander, casas lotéricas e na cooperativa de créditos Sicoob Crediacirc. “Foi tomado algumas providências para que o contribuinte não encontre dificuldades em pagar o tributo em dia”, observa o secretário municipal de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich.

O contribuinte que pagar o IPTU 2018 no prazo terá descontos. A parcela única dá desconto de 10% no valor total do carnê, quando paga em dia. Nos parcelamento, a prefeitura dá 3% de desconto em cada parcela paga no prazo. Se todos os carnês do IPTU 2018 forem pagos até o final do ano, a arrecadação deste ano em Rio Claro será de aproximadamente R$ 91 milhões.

Não houve aumento real no valor do IPTU em relação ao ano passado, apenas a atualização monetária, de 2,54%, relativa à inflação aferida entre outubro de 2016 e setembro de 2017 pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do IBGE.

​​Novos membros do Conselho de Saúde tomam posse na 5ª-feira

Após eleição realizada no final do ano passado, os novos membros do Conselho Municipal de Saúde de Rio Claro tomam posse na quinta-feira (25). A cerimônia será realizada às 18h30 no paço municipal. O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, nomeou os novos integrantes pelo decreto 11025, assinado na semana passada.

A entidade é dividida por segmentos e tem poder deliberativo. O SUS (Sistema Único de Saúde) prevê a participação da sociedade no processo de fiscalização dos recursos e do andamento dos trabalhos realizados na área. “A importância da atuação do conselho municipal é grande, porque inclui diretamente a população no controle e elaboração de políticas para a gestão de saúde na cidade”, afirmou o secretário de Saúde de Rio Claro, Djair Francisco.

O Conselho Municipal de Saúde de Rio Claro é formado por prestadores de serviço, representantes do governo, profissionais da saúde e usuários, que têm direito à metade das cadeiras da entidade. Assim como na esfera municipal, existem os Conselhos Estaduais e o Conselho Nacional de Saúde.

A nova composição do Conselho Municipal de Saúde de Rio Claro terá os seguintes conselheiros: Aretuza Nagata, (titular, Pastoral da Criança) e Cacilda Lopes (suplente, Associação dos Aposentados da Fundação Cesp); Maria Helena Romualdo (abrigo da velhice São Vicente de Paulo) e José Albano Figueiredo (Conselho Maçônico Rio-clarense); José Manoel Martins (pastoral da saúde) e Geraldo Luiz Gandolpho (projeto Despertai); Julio Cândido (União de Amigos) e Benedita Graziani (instituto Allan Kardec); Gustavo Roberto Fink (Nosso Lar), sem suplente; Leila Pizzotti (movimento LGBT), sem suplente; Aldo de Oliveira (Sindicato dos Metalúrgicos), sem suplente; Eliana Cristina da Silva (rede Rio-clarense de combate ao câncer “Carmen Prudente” e Clube Siri) e Maria Cristina Esposti (associação Lute pela Vida – Grupo de Assistência e Cuidados – Gacc); Vicente Claro (Apae) e Rosangela da Fonseca (associação de pais e amigos do Centro de Habilitação Infantil Princesa Victoria – Apachi); José Domingos de Almeida (conselho gestor da USF Ajapi) e Benedita Izzo (conselho gestor da USF Bela Vista); José Elieser Andrade (conselho gestor do PA do Cervezão), sem suplente; Alvaro Camarinha (Associação Paulista de Medicina), sem suplente; Talita Pedroso (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 3ª Região – Crefito 3), sem suplente; Nádia Maria Augusta de Oliveira Joaquim  (USF Bela Vista) e Elias Dias (setor de transporte da Fundação de Saúde); Marta Bianchi (Caps ad) e Deise Elucyd Matos (Cead); Francisco Nadai Jr (RH da Fundação de Saúde) e Paula de Souza Rodrigues (Sepa); Ariane Zamariola (casa de saúde Bezerra de Menezes) e  Márcio da Silva (Unimed Rio Claro); Eduardo Kokubun (Instituto de Biociências da Unesp) e Danilo Ciriaco (Ação Educacional Claretianas); Luiz Carlos Jardim  (dispensário municipal de medicamentos) e Arnaldo Di Trani (setor municipal de manutenção); Djair Francisco (secretário municipal de Saúde) e Antonio Flavio Archangelo Junior (chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Saúde).