Curso sobre história do esporte dará subsídios para o desfile cívico

A prefeitura realiza até o dia 6 de junho o curso gratuito de capacitação “Rio Claro e seus jogos – Aspectos da história do esporte na cidade”, promovido pelo Arquivo Público e Histórico e a Secretaria da Educação e a Secretaria dos Esportes e Turismo. A formação é destinada a professores e demais interessados no tema. Até o momento foram realizadas três aulas que acontecem às quartas-feiras, das 19h30 às 21h30, no auditório da Secretaria Municipal da Educação que fica no Núcleo Administrativo Municipal (NAM).

Depois de discutir a história do esporte, a capacitação começou a abordar as modalidades esportivas falando sobre esportes aquáticos e adaptados. Na aula desta quarta-feira (11), os participantes vão aprender um pouco mais sobre ginástica rítmica, ginástica artística e judô e, na próxima aula no dia 18 de abril, sobre caratê e atletismo. “As aulas são ministradas por profissionais que conhecem, estudam ou vivenciam a história do esporte na cidade”, informa Bruno Nascimento Alleoni, coordenador pedagógico de Educação Física da Secretaria da Educação.

Alleoni explica que o esporte foi o tema escolhido para o curso por causa dos Jogos Abertos do Interior que serão realizados de 18 a 29 de setembro em Rio Claro. Outro objetivo da formação é utilizar a aprendizagem para incrementar a prática pedagógica dos professores e também para nortear as atividades do desfile cívico em comemoração ao aniversário da cidade no dia 24 de junho. “O projeto incentiva a reflexão dos professores sobre a maneira de utilizarem o conhecimento adquirido em sala de aula”, afirma Monica Christofoletti, diretora do Departamento Administrativo da Secretaria da Educação.

Essa reflexão também deve ser feita pelos professores da área de esporte, de forma a inserir ou modificar suas aulas aproveitando as informações recebidas. “Os professores devem fazer um projeto pedagógico que será entregue no final do curso”, explica Monica Frandi Ferreira, superintendente do Arquivo Público. Com relação ao desfile cívico, a formação tem dado suporte para definir escolha de materiais, sequência de eventos, entre outras ações relacionadas ao evento.

O curso de capacitação tem duração de 30 horas e os participantes receberão certificados de formação pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP).

Procon Móvel estará em Rio Claro nessa quinta-feira

Para receber reclamações e orientar a população, Rio Claro terá na quinta-feira (12) serviço do Procon-SP no Jardim Público. Unidade móvel estará na Rua 4 com a Avenida 1, das 9 às 16 horas.

“Quatro especialistas irão realizar os atendimentos e receber as reclamações, que serão relatadas em fichas para que as empresas sejam notificadas”, observa Thiago Falcão, diretor do Procon de Rio Claro.

Além de representar importante instrumento no auxílio aos consumidores, o serviço tem como objetivo divulgar o trabalho realizado pelo Procon. “Muitas vezes o consumidor não sabe como proceder diante de um problema e o Procon está à disposição para auxiliá-lo no que é possível”, acrescenta Falcão.

Para formalizar a reclamação o consumidor deve apresentar documento de identidade e comprovantes fiscais, como nota fiscal e pedido de compra.

Em conjunto com os Procons municipais, o Procon Móvel leva especialistas para orientarem a população sobre os seus direitos em áreas como telefonia, bancos, locação e planos de saúde. O Procon-SP é vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado.

Adolfo Lutz confirma mortes por H1N1 em Rio Claro

Os resultados dos exames feitos pelo Instituto Adolfo Lutz de dois pacientes que faleceram no Hospital da Unimed, em decorrência de problemas respiratórios graves, deram positivo para o vírus da Influenza H1N1. A informação chegou na tarde desta terça-feira. Na segunda-feira (9), o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, fez pedido para que o Adolfo Lutz acelerasse a conclusão das análises, o que foi feito em menos de 24 horas.

Desde que foi informada sobre os dois casos, na semana passada, a Vigilância Epidemiológica de Rio Claro está tomando todas as providências que fazem parte do protocolo de ações do Ministério da Saúde para suspeitas ou confirmações de Influenza.

As ações de controle e prevenção estão sendo desenvolvidas com a supervisão do Grupo de Vigilância Epidemiológica e demais componentes da equipe estadual.

A Secretaria de Saúde de Rio Claro esclarece que não há motivo para alarme, uma vez que a cidade não vive um surto da doença. O secretário municipal de Saúde, Djair Francisco, ressalta que cuidados simples ajudam a evitar a doença, conforme orienta o Ministério da Saúde. Entre as ações recomendadas, as pessoas devem lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto, não compartilhar objetos de uso pessoal e evitar locais com aglomeração de pessoas.

No dia 23 deste mês, o Ministério da Saúde lançará campanha nacional de vacinação contra a gripe. Rio Claro já está organizada para sua participação na campanha. A Secretaria Municipal de Saúde divulgará à população os critérios e recomendações para a vacinação, conforme diretrizes do Ministério da Saúde.

Projeto aborda inclusão de pessoas com deficiência no ambiente de trabalho

Para incentivar a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, a prefeitura de Rio Claro realiza o projeto Empresa Inclusiva, que inclui atividades nas empresas. Na sexta-feira (6) foi desenvolvido trabalho com profissionais da Unimed de Rio Claro.

“O objetivo é demonstrar as potencialidades de pessoas com deficiência em diversas funções e a importância de atitudes cooperativas para inclusão dessas pessoas no ambiente de trabalho”, destaca Carlos Alberto Trevisan, diretor de Políticas Especiais da Secretaria da Cultura.

As atividades incluíram dinâmicas relativas ao trabalho e a inclusão da pessoa com deficiência, além de palestra sobre as potencialidades, a importância da acessibilidade e de mudanças de atitudes para a realização da inclusão. “É muito importante que levemos este conteúdo para os profissionais das empresas”, observa Paulo Meyer, assessor dos Direitos da Pessoa com Deficiência, acrescentando que cada um tem sua responsabilidade enquanto sociedade para que o processo de inclusão ocorra. “Foi muito bom verificar neste encontro o envolvimento dos profissionais em busca deste  objetivo”, finaliza Meyer, que ministrou as atividades.

A reunião foi pautada por informações preliminares obtidas com a empresa, que fez os apontamentos de quais seriam as formações e ações importantes para avançar na inclusão de pessoas com deficiência em seu quadro laboral.

O analista de políticas públicas Vilson Andrade, que também colaborou com a atividade, lembra que o projeto Empresa Inclusiva está aberto para a adesão de novas empresas. O contato deve ser feito por meio da Diretoria de Políticas Especiais, que está localizada no Centro Cultural. O telefone é 3532-2425.

“A Unimed de Rio Claro dedica-se à ação de conscientizar o seu quadro de colaboradores sobre a importância e necessidade da inclusão social e profissional de pessoas com deficiência e esta atividade veio contribuir com o trabalho que realizamos”, afirma Luiza Helena Rocha, da Unimed.

Para Mariana Vieira Catista, do setor de Recursos Humanos da Unimed, o desenvolvimento de atividades do tipo é muito importante para as empresas. “Vários foram os comentários positivos dos colaboradores da Unimed Rio Claro sobre a palestra, principalmente no que diz respeito à admissão, adaptação e desenvolvimento dos profissionais com deficiência”, frisou Mariana.

Crianças atendidas por serviço social têm histórias publicadas em livro infantil

A noite de sábado (7) foi especial para quatro pequenos escritores do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) Jardim das Flores. Eles estiveram no Auditório Vermelho da Unisal, em Americana, onde participaram do lançamento da 8ª edição do livro Letra Viva. O evento mostrou a importância do incentivo à leitura e emocionou os presentes.

A partir do projeto “Como nasce um livro”, a Editora Adonis, responsável pelo evento, selecionou 100 histórias escritas por crianças e adolescentes para integrarem o livro Letra Viva. Os participantes do SCFV Jardim das Flores, Renan Henrique Marangoni dos Santos, de 10 anos, Jhonnata Santos Antunes Barbosa (14), Ketlyn Naiara Dutra Souza (11) e Nicolle Fernanda dos Reis Macedo Felizardo (13) tiveram seus textos selecionados e publicados no livro. Durante o evento de lançamento, os pequenos escritores receberam singela homenagem junto com seus familiares.

A participação das crianças de Rio Claro no projeto “Como nasce um livro” foi possível devido ao apoio da Editora Adonis e e suporte da prefeitura de Rio Claro, por intermédio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social.

Um dos escritores mirins, Renan Henrique Marangoni dos Santos, mostrou-se grato ao público presente. “Agradecemos por esta oportunidade”.

A 8ª Edição do livro pode ser adquirida por meio de venda de catálogo, no site da editora:http://www.projetos.editoraadonis.com.br/

Pontilhão da Avenida Jacutinga ganha nova pintura

Quem transita pela Avenida Jacutinga, na região dos bairros Boa Vista e Santa Maria em Rio Claro, já pode perceber que o pontilhão que dá acesso aos bairros está ganhando novo visual. A prefeitura está realizando nova pintura na estrutura de proteção. Os trabalhos estão sendo feitos por integrantes do programa Nova Vida, que capacita e emprega pessoas em situação de risco social.

O pontilhão é o principal acesso de entrada e saída dos bairros para motoristas e pedestres. “São serviços simples que mudam o aspecto do bairro e deixam a cidade mais bonita e agradável”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

A melhoria conta com aprovação dos moradores. “Agora ficou mais bonito, pois antes era só concreto e deixava o pontilhão feio”, destaca Antonio da Silva que transita pelo local todo dia com sua bicicleta para ir ao trabalho. Os serviços estão sendo realizados pela secretaria municipal de Obras e serão concluídos nos próximos dias, conforme informa o diretor municipal Alexandre Luis Falararo, o boiadeiro.

A prefeitura tem realizado ações similares em outros pontos da cidade, como no pontilhão do Cervezão e nos bairros Jardim das Palmeiras, Jardim Maria Cristina e Jardim Inocoop. No final do mês passado, a prefeitura realizou serviços de limpeza, pintura de solo e ampliação da iluminação pública na Rua Batista Russo, no trecho entre o limitador de altura na Rua 4-PF e a linha férrea, até a rodovia Constantino Peruche, que dá acesso ao município de Santa Gertrudes.

Prefeitura inicia instalação de semáforos na Av. Tancredo Neves com a Rua 18

A prefeitura de Rio Claro iniciou intervenção viária no cruzamento da Avenida Tancredo Neves com a Rua 18, no bairro Jardim Claret. Os trabalhos começaram nesta terça-feira (10) com a instalação de três semáforos para disciplinar o tráfego de veículos e melhorar o fluxo do trânsito. O serviço está sendo realizado por equipe do departamento de Mobilidade Urbana, que também fará a sinalização de solo nas imediações do local. “O cruzamento tem grande circulação de veículos, o que aumenta o risco de acidentes. O semáforo vai ordenar o trânsito e proporcionar mais segurança para motoristas e pedestres”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

O cruzamento terá as duas vias da Tancredo Neves e a Rua 18 controladas pelos semáforos. “Hoje, o motorista que trafega pela Rua 18 espera longo tempo para acessar a avenida. O semáforo vai disciplinar o trânsito estabelecendo um tempo de travessia para cada um, tanto para quem trafega pela Rua 18 quanto pela Tancredo Neves”, explica Marco Antonio Bellagamba, vice-prefeito e secretário da Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário.

De acordo com o diretor de Mobilidade Urbana, Adilson Marques, a decisão de instalar semáforos no cruzamento foi tomada com base em análises técnicas. “Estudos comprovam a necessidade do dispositivo no cruzamento para dar maior fluidez ao trânsito”, afirma. A expectativa é que a instalação dos semáforos seja concluída nesta semana.

Além do semáforo, as obras nesse trecho incluem outras melhorias, como recapeamento asfáltico da avenida e das ruas do entorno, novo paisagismo nos canteiros centrais e serviços de pintura. A Praça 21 Irmãos Amigos, onde está instalada a Central de Segurança Integrada (CSI), ganhará reforço na iluminação e playground para as crianças.

Essas melhorias são resultado de parceria entre a prefeitura e a Construtora Caprem que, atendendo a legislação municipal, está investindo na região como compensação ao impacto de vizinhança conseqüente da construção do Residencial Bellas Artes, condomínio vertical com duas torres que está sendo construído pela empresa.

Goleadas do Boa Vista, Inter Mãe Preta e Santa Maria marcam 2ª rodada do Amador

No último domingo (8) as redes balançaram pela segunda rodada do Campeonato Municipal de Futebol Amador Série Ouro de Rio Claro. Ao todo, nas 11 partidas realizadas nos bairros Vila Paulista, Santa Maria, Wenzel, Jardim das Palmeiras, Cidade Nova, Arco-íris, São Miguel, Cervezão e distrito de Ajapi, as redes balançaram 37 vezes para a alegria dos torcedores. A competição, que é organizada pela Liga Municipal de Futebol, conta com apoio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur).

A rodada dupla no campo da Lagoa Seca do Cervezão teve início com empate de 1 a 1 no jogo entre Família CVZ e Santana. Já o Pisos Nice venceu a partida contra o América por 1 a 0.

No Distrital do São Miguel também teve rodada dupla. O Novo Wenzel levou a melhor e marcou 3 a 1 contra o Minativa. No jogo de fundo, o Juventus venceu o Ribeirão Claro por 3 a 0.

Na Vila Paulista quem comemorou a vitória foi o Boa Vista que venceu por 5 a 1 em jogo contra o Paulistão. Em casa, o Santa Maria venceu o Panorama por 5 a 2. Já no distrital do bairro Wenzel, o jogo entre Unidos do Parque Universitário (UPU) e Juventude terminou em 1 a 1.

No Distrital do Juventus, o Inter Mãe Preta goleou o Jardim Novo por 5 a 0. No Distrital do Cidade Nova, o time da casa empatou em 1 a 1 contra o IX de Julho. Em casa, o Vasco da Gama venceu o Unidos por 1 a 0. E, em Ajapi, quem comemorou a vitória foi o São Paulinho que marcou 3 a 1 no CSA Ajapi.

Escola da Sinfônica ultrapassa os 500 alunos neste semestre

A escola de música Fábio Marasca, da Orquestra Sinfônica de Rio Claro, ultrapassou a marca de 500 alunos em atividade nos mais de 15 cursos de música oferecidos gratuitamente à população. As aulas começaram em fevereiro e os estudantes aprendem instrumentos nos cursos de cordas (violino, viola, violoncelo e contrabaixo); sopro (flauta, oboé, clarinete, fagote, trompa, trompete, trombone e tuba) e de percussão.

Para este semestre as turmas estão lotadas. Quem tem o interesse em conhecer as aulas para se matricular futuramente pode comparecer à escola de segunda à sexta, nos períodos da tarde e noite, ou aos sábados pela manhã. A sede da escola de música e da orquestra fica na Rua 1B, 415, bairro Cidade Nova. A cada semestre são abertas cerca de 100 vagas para novos alunos, sempre com grande procura.

Um dos patrimônios musicais do município, a Orquestra Sinfônica está em atividade há 35 anos, enriquecendo o cenário musical de Rio Claro e fazendo da escola Fábio Marasca uma ótima oportunidade para quem quer aprender música.

“Também oferecemos aulas de musicalização infantil para crianças a partir dos quatro anos e violão popular, que são muito procuradas, além do canto coral”, explica Kassyo Tonello, coordenador da escola de música. “Não há a necessidade de ter o instrumento musical para fazer a maioria das aulas, exceto para o curso de violão”, acrescenta, enfatizando que para os alunos menores de idade, as inscrições são feitas apenas com autorização de responsável.

A escola de música da Orquestra Sinfônica de Rio Claro atua como projeto de formação de músicos com aulas para alunos a partir dos quatro anos de idade. Com excelência no ensino, nos últimos quatro anos mais de 25 alunos foram aprovados em vestibulares para cursos na área musical de universidades públicas como USP, Unicamp e Unesp. Atualmente há mais de 100 músicos profissionais espalhados pelo mundo que começaram na Orquestra Sinfônica de Rio Claro, sendo cinco maestros.

“A Orquestra Sinfônica mantém um trabalho de qualidade na formação e difusão cultural, com professores dedicados e métodos coletivos de ensino que proporcionam aprendizado diferenciado”, comenta a secretária da Cultura, Daniela Ferraz.

O regente André Müzel, presidente e diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Rio Claro, explica que tanto a orquestra quanto a escola de música vêm desenvolvendo intenso trabalho e que, em 2017, foram 35 apresentações entre concertos oficiais da Sinfônica, eventos da Orquestra Experimental, apresentações didáticas e apresentações de alunos. “Para nós, isso é motivo de grande orgulho, pois evidencia que nosso trabalho tem sido apreciado pela comunidade”, afirma, acrescentando que o apoio do poder público tem sido essencial para o progresso e sucesso da Sinfônica e escola Fábio Marasca.

Judocas de Rio Claro comemoram vitórias na fase regional do Paulista

Mais de 120 atletas de Limeira, Americana, Pirassununga, Araras, São Carlos, São João da Boa Vista, Hortolândia, Piracicaba, Leme, Santa Bárbara D’Oeste e Araraquara estiveram em Rio Claro no último sábado (7), no Ginásio Municipal de Esportes Felipe Karam, para a etapa regional do Campeonato Paulista de Judô nas classes sub-15, sub-18 e sub-21.

O evento esportivo foi organizado pela Federação Paulista de Judô por meio do delegado regional Sidney Paris e do professor Rodolfo Mathias. Também contribuíram para o evento a professora Marilaine Ferranti, na arbitragem, e o professor Maurício Cesário. A solenidade de abertura contou com a presença do secretário municipal de Esportes e Turismo (Setur) Ronald Penteado e do vereador Geraldo Voluntário.

“Rio Claro tem tradição no judô. A realização da etapa regional do Campeonato Paulista fortalece todas as academias que realizam excelente trabalho na formação de esportistas”, comentou Ronald Penteado.

Para Geraldo Voluntário, além de desenvolver o espírito esportivo, o judô contribui também na formação de pessoas responsáveis. “A disciplina está presente na vida destas crianças e jovens. Parabenizo todos os professores responsáveis pelo trabalho”, disse o parlamentar.

Encerrada a solenidade, atletas tomaram o tatame em busca de medalhas. A Associação Shinrai/Setur comemorou a conquista de medalhas de ouro com os atletas Luiz Guilherme Santos Guimarães e Eduarda Guimarães. Isabela Bassani e Gustavo Nogueira conquistaram medalhas de prata. Matheus Amarante e Emerson Filintro ficaram com medalhas de bronze. A associação contou ainda com Lucas Fuji e Lucas Fracacio, na quinta colocação.

Associação de Judô Rio Claro/Setur participou com oito atletas, no qual cinco foram campeões e três ficaram em terceiro lugar.  Na Sub-15 masculino, Eduardo Henrique Barcellos Vazzoler (categoria meio-pesado, ouro) destacou-se ao vencer duas lutas por ippon.

Na Sub-15 Feminino, medalha de ouro para Gabriela Cristina P. Zuin (categoria médio). Na Sub- 18 masculina, Renan Soares Matias  foi medalha de bronze na categoria ligeiro, Richard Caio da Silva Sales também foi bronze na Categoria ligeiro, Gabriel de Olinda Soares Aprobato foi bronze na categoria pesado e Luiz Paulo Toledo de Moura conquistou a medalha de ouro na categoria meio-pesado.

Na classe Sub-21 feminina Manuely Durães Nicoletti foi medalha de ouro na categoria pesado e Júlia Von Villon Guimarães sagrou-se campeã na categoria meio-pesado. Os atletas da associação de judô de Rio Claro tiveram como técnico Rodolfo Matias, professor da secretaria de Esporte, junto com a professora Patrícia Diniz.

A equipe Léo Cassab também participou da competição com a atleta Júlia Casella Pereira que sagrou-se campeã na Sub-21. Classificados, os judocas se preparam agora para a segunda fase do Campeonato Paulista, a fase inter-regional, que será em Cosmópolis no próximo dia 21 de abril. “Rio Claro superou as expectativas e teve excelente aproveitamento na competição. Este tipo de evento recoloca o nosso município no cenário do judô paulista”, assinalou o professor Rodolfo Mathias.