Daae faz reparo emergencial em adutora no bairro Jardim Brasília

O Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro informa que na manhã deste domingo (29), houve o rompimento da adutora de 300 milímetros na Estrada dos Costa, com a Avenida 20, no bairro Jardim Brasília.

A autarquia aconselha que o munícipe redobre a atenção e os cuidados e evite transitar nas proximidades, procurando rotas alternativas, para diminuir riscos de eventuais acidentes.

Uma equipe de manutenção da autarquia já está no local realizando os trabalhos necessários para sanar o problema e para isso, foi necessário interromper o abastecimento de água.

Por esse motivo, pode ocorrer baixa pressão ou interrupção temporária no fornecimento de água nos bairros Jardim das Palmeiras, Jardim das Nações 1 e 2, Jardim Guanabara, Terra Nova e condomínios localizados na Estrada dos Costas.

A previsão inicial de conclusão da manutenção emergencial e normalização da pressão e abastecimento da pressão é para a tarde deste domingo. Nesse período, a autarquia orienta que os consumidores redobrem a atenção ao uso racional da água, principalmente nos imóveis que não possuem reservatório (caixa d’água), cuja instalação é obrigatória, como determina o Código Sanitário Estadual, Decreto nº 12342/78, em seu artigo 10º.

Caso o munícipe visualize algum vazamento na cidade, deve ligar, utilizando telefone fixo, para a Central de Atendimento, no telefone 0800-505-5200, que funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, inclusive feriados, informando o endereço completo do local. Uma equipe de obras e manutenção será enviada para averiguar o vazamento.

Mais informações podem ser obtidas pela central de atendimento do Daae, no telefone 0800-505-5200.

Rio Claro tem novo secretário de Meio Ambiente

O advogado Ricardo Gobbi e Silva assume interinamente a Secretaria Municipal de Meio Ambiente em substituição a Antonio Henrique Dantas da Gama Penteado, que pediu exoneração por motivos pessoais.

A mudança na pasta foi anunciada no início da noite desta sexta-feira (27) pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que agradeceu o trabalho realizado por Penteado.

O secretário interino é diretor do Departamento Municipal de Proteção Animal de Rio Claro, cargo que assumiu em fevereiro deste ano e pelo qual também continua respondendo.

Ricardo Gobbi tem 42 anos, formou-se em Direito pela Unimep, foi um dos fundadores da Comissão de Direito Ambiental da OAB/Rio Claro, tem inúmeros cursos de direito ambiental e é docente cadastrado no Centro de Estudos Ambientais da Unesp.

Implantação do curso de agroecologia é tema de reunião em Rio Claro

Rio Claro trabalha para viabilizar a possível implantação do curso de agroecologia no município. Reunião de trabalho para discutir o assunto foi realizada nesta sexta-feira (27) entre representantes da prefeitura, do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza e do Centro de Pesquisa Mokiti Okada/Fundação Mokiti Okada. O curso seria implantado por meio de parceria entre a prefeitura e as duas instituições na Escola Municipal Agrícola “Engº. Rubens Foot Guimarães”.

“As iniciativas que trazem benefício ao nosso município terão sempre o nosso apoio”, declarou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Temos que pensar na qualidade do ensino e também no interesse dos alunos”, assinalou o secretário municipal da Educação, Adriano Moreira.

O deputado estadual Aldo Demarchi destacou que a região tem vocação para a agricultura orgânica e natural, por isso a importância de implantar o curso em Rio Claro. “O curso de Rio Claro poderá se tornar modelo e referência para o país”, frisou Demarchi, lembrando que o governo estadual publicou documento recente criando regras para o setor.

Bárbara Mantovani, do Centro Paula Souza, observou que será necessário adaptar a matriz curricular para o curso de agroecologia. Também falou sobre as estruturas física e humana necessárias para implantar a formação.

Também participaram da reunião o secretário municipal da Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção, Emilio Cerri; o diretor municipal de Silvicultura, Sérgio Litholdo; o vereador Val Demarchi; Sakae Kinjo, da Fundação Mokiti Okada; a engenheira agrônoma Tainá Madeira; Jeferson Alves, diretor da Escola Técnica Estadual “Prof. Armando Bayeux da Silva”; e a professora Rosimeire Archangelo, que representou a Escola Agrícola.