Projeto de lei substitutivo prevê R$ 20 milhões para recapeamento

Prefeitura solicita autorização dos vereadores para financiar R$ 60 milhões e resolver antigos problemas do município.

A prefeitura de Rio Claro está retomando com os vereadores a discussão sobre o financiamento de recursos financeiros na Caixa Econômica Federal para investimentos em pavimentação, saúde e saneamento básico. Projeto substitutivo será encaminhado à Câmara Municipal para análise e votação dos parlamentares. Ao invés dos R$ 40 milhões inicialmente anunciados, o município pretende conseguir R$ 60 milhões de financiamento, sendo que os R$ 20 milhões de acréscimo serão destinados para obras de recapeamento asfáltico. O pagamento do financiamento dos R$ 60 milhões será realizado em dez anos, sendo os dois primeiros anos de carência. O financiamento será pago pela prefeitura e as obras não acarretarão cobrança adicional para o munícipe.

“Temos ruas que estão cheias de buracos e o serviço de tapa buraco é insuficiente para resolver o problema. Daí a necessidade do recapeamento para recuperar esses trechos aumentando a segurança e a qualidade de vida da população”, explica o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. A prefeitura conseguiu fazer recapeamento de trechos de ruas em alguns bairros com dinheiro de emendas parlamentares e recursos próprios, mas ainda há muito a ser feito para melhorar nossa malha viária. “Os trabalhos de tapa-buraco são permanentes, mas em locais com asfalto muito danificado, não resolvem o problema”, acrescenta Juninho.

De acordo com o projeto o dinheiro do financiamento será carimbado, ou seja, será usado exclusivamente nas obras previstas no projeto e não pode ser utilizado para outras finalidades. Além disso, os locais que vão receber o recapeamento serão definidos com base em demandas apresentadas pelos vereadores. O prefeito também está propondo a criação de uma comissão de vereadores para acompanhar a montagem e execução do projeto e também para fazer o acompanhamento financeiro das obras. “Sei que os vereadores têm por obrigação fiscalizar os atos do Executivo, mas vamos abrir espaço para que eles acompanhem a execução das obras e os investimentos dos recursos do financiamento”, afirma Juninho.

Essas e outras questões referentes ao projeto foram explicadas previamente aos vereadores. “Conversei individualmente com quase todos os vereadores sobre o projeto e os benefícios que serão revertidos para população”, informa o prefeito, observando que pretende se reunir com todos os parlamentares para discutir a proposta. “Esse não é um projeto do prefeito e sim do governo. Queremos resolver problemas antigos da população e, sem o financiamento, essa solução não seria tão rápida por mais esforços que a administração municipal esteja fazendo”, observa Juninho, frisando que o município tem suporte para contrair o empréstimo e vem recebendo total atenção da Caixa Federal. “Fizemos o dever de casa e limpamos o nome da cidade conseguindo as certidões de regularidade fiscal e financeira. O município teria condições de emprestar até R$ 180 milhões, pois conseguimos recuperar a Certidão Negativa de Débitos que estava suspensa desde 2016, mas optamos por um valor menor que atende as necessidades da população e não prejudica o equilíbrio financeiro da prefeitura”, esclarece Juninho, salientando que o financiamento semelhante já contou com autorização legislativa em outros municípios como Limeira, Cordeirópolis, Assis, Mogi Guaçu, entre outros.

Se aprovado o financiamento pelos vereadores, os recursos vão resolver problemas antigos da cidade, como a falta de asfalto em vários bairros e os buracos nas ruas. Metade dos R$ 60 milhões será destinada para pavimentação. “Temos 18 bairros sem asfalto na cidade e a população não merece continuar sofrendo com lama e poeira. Com esses recursos poderemos atender grande parte desses bairros melhorando a qualidade de vida dos moradores”, declara o prefeito Juninho da Padaria. Muitos desses bairros sem asfalto são antigos e a comunidade aguarda a benfeitoria há décadas. É o caso do Jardim Nova Rio Claro que tem mais de 30 anos. “O financiamento é a alternativa que estamos encontrando para resolver de imediato este problema que se arrasta há décadas, prejudicando o deslocamento da população”, pontua Juninho, lembrando que, quando era vereador, votou a favor do financiamento e empréstimo para a realização de obras contra enchentes no Jardim Inocoop, resolvendo um problema antigo da comunidade. O pagamento das parcelas desse financiamento começa neste ano.

Além de pavimentação e recapeamento, o projeto prevê investimentos de R$ 5 milhões no setor de saúde. Parte do dinheiro será utilizada para criação do Pronto Atendimento Infantil (PAI) para atender exclusivamente crianças, em local separado dos adultos. Hoje os atendimentos de emergência às crianças são feitos nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) da Avenida 29 e do Cervezão, e também no Pronto Socorro Municipal Integrado (PSMI).

Também dentro dos R$ 5 milhões que serão destinados à saúde estão previstas reformas internas na UPA da Avenida 29, criação do “hospital-dia” na UPA do Cervezão, para realização de cirurgias de pequena e média complexidade, o que é importante considerando que as Carretas da Saúde devem deixar o município neste ano e as pessoas que mais precisam não podem ficar sem esse atendimento. Com o financiamento, a prefeitura poderá fazer as adaptações necessárias para implantar leitos de retaguarda em um espaço que há pelo menos seis anos está sem uso na unidade de saúde do Cervezão. Também está prevista a implantação do hospital de apoio em parceria com a Casa de Saúde Bezerra de Menezes, com a criação de leitos hospitalares de internação para pacientes do SUS.

Para o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) serão destinados R$ 5 milhões. Desse montante, R$ 2,5 milhões seriam usados para concluir programa de combate às perdas de água tratada. Hoje as perdas chegam a quase 40% da água distribuída pela autarquia. Esses recursos serão destinados à quitação de contrapartida devida pela gestão municipal anterior, referente a contrato com o Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). Nesse convênio, o Fehidro está repassando ao município quase de R$ 7 milhões para ações contra as perdas de água, incluindo cerca de R$ 2,2 milhões que só serão disponibilizados a Rio Claro quando o Daae quitar a contrapartida. “Se não fizermos essa contrapartida, o município terá que devolver R$ 6 milhões ao Fehidro”, informa Juninho.

Os outros R$ 2,5 milhões que o Daae espera financiar serão investidos em melhorias na infraestrutura, com aquisição de novos equipamentos e renovação da frota de veículos. O projeto prevê compra de três caminhões tipo 3/4, um caminhão basculante, uma retroescavadeira, um trator tipo roçadeira e cinco motocicletas. Também será providenciado conjunto de transformador e disjuntor para as subestações de energia das estações de tratamento de Água (ETA) 1 e 2, garantindo maior segurança operacional e redução de gastos com energia elétrica, além da adequação de equipamentos para automação e controle do tratamento de água. “Isso trará economia já que serão substituídos equipamentos antigos e obsoletos, o que resultará em redução de custos operacionais e manutenção para o Daae”, ressalta Juninho. “Muitas demandas da comunidade e também dos vereadores serão atendidas com esse financiamento. A comunidade aguarda essas benfeitorias e queremos fazer essa parceria com a Câmara para realizá-las”, conclui o prefeito Juninho da Padaria.

‘Muralha eletrônica’ usa leitor de placas para identificar veículos roubados

Equipamentos serão distribuídos em pontos estratégicos da cidade.

Rio Claro terá em breve equipamentos eletrônicos para ampliar a segurança na cidade e auxiliar na localização de veículos furtados ou roubados. Os Leitores Automáticos de Placas (LAP), interligados ao sistema Detecta, serão instalados em pontos estratégicos da cidade. Os equipamentos estão em período de testes e após as avaliações, se estiverem em conformidade com as especificações do município, entrarão em operação em até 30 dias. A prefeitura informará a comunidade com antecedência sobre o início de funcionamento dos equipamentos.

“Estamos estruturando uma muralha eletrônica de segurança, com equipamentos posicionados estrategicamente inclusive nas entradas da cidade, dando mais segurança à população”, destaca o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “A segurança é uma de nossas prioridades e este, com certeza, é mais um ganho importante para Rio Claro. Estamos trabalhando para cuidar das pessoas”, acrescenta o prefeito Juninho.

Os Leitores Automáticos de Placas são essenciais para que o município esteja interligado ao Detecta, sistema inteligente do governo estadual para monitoramento. Por exemplo, assim que um veículo furtado passar pelo leitor, o sistema já receberá a informação, que chegará para Polícia Militar e Guarda Civil. A viatura mais próxima será acionada, o que dará mais rapidez na procura e localização do veículo.

A prefeitura já tinha convênio com o governo estadual para interligação ao sistema Detecta. A partir da instalação de novos equipamentos, o município passa a contar com a estrutura necessária para o funcionamento deste serviço. Serão 24 equipamentos espalhados pela cidade.

“Além de auxiliar policiais e guardas na localização de veículos, a interligação ao sistema contribui muito para ampliar a sensação de segurança, com essa muralha eletrônica protegendo a cidade”, destaca Marco Antonio Bellagamba, secretário municipal da Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário. Qualquer situação criminal que envolva veículos pode ter sua resolução auxiliada por meio do sistema Detecta. “Em assaltos ou sequestros, por exemplo, se houver identificação da placa do veículo usado no crime, ela será inserida no sistema e, quando este veículo passar por um equipamento de LAP, a Polícia e a Guarda Civil receberão a informação em poucos segundos”, explica Bellagamba.

Detecta

O sistema Detecta é uma ferramenta do governo estadual que integra informações dos bancos de dados das polícias civil e militar, do Registro Digital de Ocorrências (RDO), Instituto de Identificação (IIRGD), Sistema Operacional da Polícia Militar (SIOPM-190), Sistema de Fotos Criminais (Fotocrim), entre outros.

Profissionais da educação participam de aula inaugural nesta sexta-feira

Evento marca o início do ano letivo de 2019 na rede municipal de ensino.

A rede municipal de ensino de Rio Claro realiza nesta sexta-feira (1°) a aula inaugural que marca o início do ano letivo de 2019. O evento será realizado a partir das 8 horas no Grupo Ginástico Rioclarense que fica na Rua 2, 941, região central da cidade. A atividade é destinada aos mais de dois mil professores e servidores da Secretaria Municipal da Educação.

O tema da aula inaugural será centralizado nas ações da secretaria. “Vamos apresentar um resumo das ações e projetos realizados no ano passado e o planejamento para 2019”, comenta Adriano Moreira, secretário municipal da Educação. Em 2018, a prefeitura iniciou a construção de cinco novas escolas, investiu em formação continuada e projetos pedagógicos, além de realizar serviços de reforma e manutenção nos prédios escolares.

No total são dez escolas que estão sendo providenciadas pela prefeitura. Uma foi implantada no Jardim Esmeralda em 2017 e nova creche foi construída e entregue à comunidade no bairro Terra Nova no ano passado. Cinco escolas estão sendo construídas e três creches estão com projetos em andamento. “Estamos trabalhando para ampliar cada vez mais o número de escolas, principalmente as creches que atendem as mães que precisam trabalhar fora de casa”, afirma o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

Devido à aula inaugural, as escolas municipais ficarão fechadas no período da manhã desta sexta-feira (1°). O atendimento ao público nas unidades de ensino será feito a partir das 13 horas. 

Setur abre inscrições gratuitas para diversas modalidades esportivas


Iniciar atividade física está entre as promessas que muitas pessoas fazem para o novo ano. E quem pretende colocar em prática a promessa ou quer sair do sedentarismo e cuidar da saúde física e mental, tem a oportunidade nas aulas oferecidas gratuitamente pela Prefeitura de Rio Claro, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur). A partir do dia 4 de fevereiro estarão abertas as matrículas para vagas remanescentes em diversas modalidades esportivas.

As aulas oferecidas gratuitamente são para as seguintes modalidades: Alongamento (a partir de 16 anos de idade); Basquete (de sete a 13 anos); Boxe (de dez a 18 anos); Ciclismo (de sete a 14 anos); Futebol (de seis a 17 anos); Futsal (de sete a 17 anos); Ginástica (a partir de 16 anos); Ginástica Acrobática (de sete a 11 anos); Ginástica Artística (de seis a oito anos); Ginástica Rítmica (de sete a 12 anos); Handebol (de sete a 19 anos); Judô (a partir de quatro anos); Karatê (a partir de sete anos); Krav Magá (a partir de 14 anos); Musculação (a partir de 16 anos); Pilates Solo (a partir de 16 anos); Power Local (a partir de 16 anos); Taekwondo (a partir de seis anos); Tênis de Campo (de sete a 15 anos); Tênis de Mesa (de sete a 14 anos); Voleibol (a partir de sete anos) e Zumba (a partir de 16 anos).

“Essa é uma excelente oportunidade para que adultos e crianças possam iniciar uma atividade física, cuidar de seu bem estar e da sua saúde. E o melhor, gratuitamente. As atividades acontecem de forma descentralizada no município, o que beneficia a comunidade dos mais diversos bairros”, destaca o secretário de Esportes e Turismo, Ronald Penteado.

O diretor de Esportes, Vinícius Sossai, enfatiza que a pratica regular de atividade física é muito importante para a saúde. “Cuidar do corpo não é apenas uma questão estética. É preciso pensar na prevenção de doenças e, conseqüentemente, no bem estar físico e mental”, aponta.

Vale lembrar que, para participar das aulas, é necessário exame médico. O mesmo pode ser feito por profissionais da prefeitura, gratuitamente. As matrículas para as modalidades esportivas têm início dia 4 de fevereiro e podem ser feitas no setor de matrículas que fica no Ginásio de Esportes “Felipe Karam”, à Rua 9, nº 01, Bairro do Estádio. Os documentos necessários são: RG ou CNH; comprovante de endereço e 1 foto 3X4. Menores de idade devem estar acompanhados por um responsável. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3533-5422.

Irmãos Rossi conquistam tri-campeonato na Taça São Paulo de Jiu Jitsu

Irmãos Rossi conquistam tri-campeonato na Taça São Paulo de Jiu Jitsu

No último final de semana, 26 e 27 de janeiro, foi realizada na capital paulista a Internacional Taça São Paulo 2019 de Jiu Jitsu, que reuniu grandes competidores em disputas de alto nível no Ginásio do Ibirapuera. E, entre eles, estavam os irmãos rio-clarenses Matheus e Isaac Rossi, que conquistaram o tri-campeonato na competição. O evento foi realizado pela Confederação Brasileira de Jiu Jitsu. Os irmãos contam com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur).

Faixa Marrom, Matheus Rossi venceu pela categoria Pluma. Seu irmão, Isaac, faixa roxa, conquistou o título na categoria Leve. Assim, pelo terceiro ano consecutivo, os irmãos subiram ao pódio na competição, dando início ao ano de forma positiva.

O titular da Setur, Ronald Penteado, parabeniza a dupla pela conquista. “Novamente os irmãos Rossi demonstraram garra e determinação em uma competição, obtendo mais uma vitória para a carreira deles. Desejo que o ano de 2019 seja de muitas outras conquistas para eles”, destaca o secretário.

Os irmãos também fazem parte da equipe de competição PSLPB Cícero Costha que, neste mês de janeiro, foi bi-campeã no Europeu de Jiu Jitsu, em Portugal.

Focados nos treinamentos, Matheus e Isaac estão se preparando para grandes competições nacionais e internacionais. No mês de março os atletas participam do Pan-Americano, nos Estados Unidos.

Os irmãos seguem em busca de apoio para as despesas com a viagem e, caso empresários ou mesmo pessoas físicas, tenham interesse em ajudar, basta fazer contato pelo Instagram @rossi_bros ou Fanpage Rossi Bros. Nas redes sociais também é possível obter mais informações sobre a carreira dos atletas.

Prefeitura faz limpeza de canaleta no Jardim Quitandinha

Serviço será concluído nesta sexta-feira (1º).

A prefeitura de Rio Claro está fazendo a limpeza da canaleta da Avenida Kennedy, no Jardim Quitandinha. O serviço será concluído nesta sexta-feira (1º) e está sendo executado por equipe da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção. “Durante a limpeza são removidos mato, areia, entulhos e demais resíduos que possam impedir o fluxo das águas das chuvas e causar alagamentos”, explica o secretário de Agricultura, Emilio Cerri.

Os serviços de manutenção e limpeza são contínuos e a realizado em todas as regiões da cidade. Recentemente, a mesma ação foi realizada nos bairros Vila Paulista e Jardim Conduta, de onde grande volume de lixo e entulho foi retirado. Foram removidas 322 toneladas de material jogados de maneira irregular em vias públicas e terrenos. “Pedimos a colaboração da comunidade para que faça o descarte correto dos resíduos e ajude a manter a cidade limpa”, solicita Cerri.

Serviço semelhante foi realizado nos Jardins Novo 1 e 2, de onde foram recolhidas 500 toneladas de material. O bairro Jardim Regina Picelli também recebeu o serviço há cerca de um mês, com o recolhimento de 50 caminhões de entulho. 

Novas unidades de saúde da família atenderão mais de 3 mil famílias em Rio Claro

USFs do Bela Vista, São Miguel e Jardim Brasília já contam com usuários cadastrados.

A Secretaria de Saúde de Rio Claro, por meio de seus agentes comunitários, já concluiu o trabalho de territorialização das famílias que serão atendidas pelas unidades de saúde da família (USFs) dos bairros Bela Vista, São Miguel e Jardim Brasília. Juntas, essas novas unidades deverão atender mais de três mil famílias dos bairros próximos as suas localizações.

Essas novas unidades fazem parte de um total de seis, cujas obras foram abandonadas no governo anterior. “Já entregamos três unidades as quais já estão em pleno funcionamento, a do Santa Elisa, a do Mãe Preta e a do Jardim Progresso. As outras três entregaremos assim que as novas equipes de médicos e enfermeiros estiverem contratadas a partir do concurso que abrimos para a saúde”, explica o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

Vale lembrar que o prédio da USF do Jardim Brasília está sendo ocupado provisoriamente para o atendimento dos usuários da Unidade Básica de Saúde do Jardim das Palmeiras, a qual passa por reformas.

Além da territorialização, os agentes comunitários de saúde também promovem reuniões periódicas com os futuros usuários e algumas atividades como o lian gong, atividade física oriental que previne dores e indisposições.

“Esperamos entregar o mais breve possível, tão logo o resultado do concurso seja homologado e haja a contratação dos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, para compor as novas equipes”, explicou o secretário municipal de Saúde, Djair Claudio Francisco.

Com as seis novas unidades de saúde da família em funcionamento, Rio Claro terá um aumento significativo, de mais de 40%, no atendimento preventivo à população.Todas as novas USFs contam com sala de vacina, consultórios e locais para exames. Entre os serviços a serem oferecidos estão consultas médicas, pré-natal, puericultura, exame de papanicolau, vacinas e entrega de medicações, além de atendimento domiciliar por parte de equipe médica e de enfermagem.

Prefeitura e entidades discutem gratuidade no transporte público para pessoas com deficiência

Assunto foi discutido em reunião no paço municipal.

Representantes da prefeitura e de entidades que atendem pessoas com deficiência se reuniram nesta quarta-feira (30) para discutirem a concessão de gratuidade no transporte público para as pessoas com deficiência, com subsídio da prefeitura de Rio Claro. Na reunião definiu-se a necessidade de fazer um levantamento na cidade sobre a quantidade de pessoas com deficiência.

“Esse é o primeiro passo para que possamos analisar o projeto. Precisamos enxergar esse número para que possamos verificar o impacto financeiro e de onde virá os recursos”, afirmou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Esse número nos ajudará a fazer uma previsão orçamentária para o serviço”, reforçou o secretário de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich.

O vice-prefeito e secretário de Segurança, Marco Antonio Bellagamba, observou que além desse diagnóstico, será necessário alterar a legislação para conceder a gratuidade. “Esse público não está contemplado na lei que precisará ser adequada para conceder o benefício”, destacou.

Além da gratuidade à pessoa com deficiência, também foi discutida a possibilidade de conceder o benefício também aos acompanhantes. “Os casos têm que ser analisados individualmente para verificar a necessidade de cada um“, ressaltou o secretário dos Negócios Jurídicos, Rodrigo Ragghiante.

O vereador Júlio Lopes declarou que a gratuidade no transporte público é uma necessidade para muitas pessoas com deficiência para atividades de lazer, saúde, trabalho etc. “O preço da passagem pode não parecer muito, mas para algumas pessoas o valor gasto com transporte pesa no final do mês”, assinalou.

Paulo Meyer, assessor dos Direitos das Pessoas com Deficiência, e Vilson Andrade, analista de Políticas Públicas, informaram que já estão discutindo a realização do mapeamento e a criação de uma carteira de identificação para as pessoas com deficiência. “Essa carteirinha vai facilitar o atendimento e por meio dela podemos fazer um cadastro com coleta de dados para obter informações sobre as pessoas com deficiência”, disseram.

Rosangela Franco, da Aderc (Associação dos Deficientes de Rio Claro), comentou a necessidade de estabelecer critérios para concessão da gratuidade no transporte, como é feito no Bolsa Família e outros benefícios sociais. “Precisamos definir quem pode usar porque o objetivo é atender aqueles que não têm condições de pagar a passagem”, disse.

Participaram da reunião a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Érica Belomi, e representantes das entidades Aderc, Instituto de Equoterapia, Allan Kardec, Centro de Habilitação Infantil “Princesa Victoria”, Associação dos Surdos de Rio Claro, Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e Apachi-PV (Associação de pais e amigos do Centro de Habilitação Infantil – Princesa Victoria).

Trânsito será interrompido em trecho da Estrada dos Costas para recapeamento

Interdição será no cruzamento da via com as 12JP e 9JP.

As obras de recapeamento na Estrada dos Costas, na região sul de Rio Claro, continuam. Para que os serviços sejam realizados com segurança, será necessário interromper nessa quinta-feira (31) o trânsito no cruzamento da via com as ruas 12JP e 9JP. Com isso, o acesso aos bairros da região do Terra Nova deverá ser feito pelo bairro Jardim Novo ou pela Avenida 10 do Jardim Guanabara. “Pedimos a compreensão e colaboração dos motoristas, a interdição é um breve incômodo para a realização dessa obra que vai beneficiar milhares de pessoas”, solicita o diretor municipal de Mobilidade Urbana, Adilson Marques.

A previsão é de que a interrupção tenha início às 9 horas e de que no início da tarde o trecho seja liberado, se não houver imprevistos. Também para esta quinta-feira está prevista ação em outro trecho da Estrada dos Costas, a partir das 13 horas, do cruzamento com a Avenida 18BR ao cruzamento com a Avenida 26BR. Nesse caso, será fechada apenas meia pista, ou seja, o trânsito não será interrompido, mas é preciso atenção redobrada de quem transitar pelo local.

Prefeitura de Rio Claro busca solução para serviço de radioterapia

Prefeito afirma que situação exige solução urgente para atender pacientes que aguardam tratamento.

O município de Rio Claro busca uma solução definitiva à falta de vagas para pacientes que precisam passar por sessões de radioterapia no tratamento de câncer.

Conforme determinação do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, na terça-feira (29), o secretário municipal de Saúde Djair Francisco tratou do assunto em Piracicaba com o secretário de Saúde daquele município, Pedro Antonio de Mello.

“A situação exige uma solução urgente. Os pacientes oncológicos que precisam do tratamento não podem esperar para começar o tratamento. Por isso, também levaremos o assunto ao conhecimento do Ministério da Saúde e do Governo do Estado, para tratar também de uma possível ampliação nesse atendimento, que garanta as vagas aos pacientes de Rio Claro”, disse Juninho. O assunto também vem sendo acompanhado pelo vereador Ney Paiva.

De acordo com Djair, a reunião foi produtiva. “O Ministério da Saúde encaminha os recursos destinados à radioterapia para que distribua as vagas para pacientes também de Rio Claro”, lembrou Djair.

“Mas ocorre que há uma falta dessas vagas para os pacientes do nosso município. O secretário se comprometeu a apresentar uma solução o mais breve possível, para que nossos pacientes voltem a ser atendidos”, explicou o secretário.