Técnicos apuram o que acontece com as águas do rio Corumbataí

Objetivo é verificar se outros fatores estão elevando a turbidez da água.

Técnicos iniciaram na tarde desta terça-feira (12) minucioso levantamento de amostras e monitoramento para verificar se há outros fatores alterando a turbidez das águas do rio Corumbataí, onde é feita a captação para tratamento antes da distribuição a 60% dos bairros de Rio Claro. Por volta da 18h30 a Estação de Tratamento de Água (ETA 2), que havia sido paralisada no início da tarde desta terça-feira, foi religada. Se não houver novos episódios, o fornecimento de água deverá ser normalizado no início da manhã desta quarta-feira (13). “A falta d’água é ruim, mas temos a responsabilidade de entregar uma água de qualidade para a população”, afirma Paulo Bortolotti, superintendente do Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgoto).

O trabalho para verificar as condições do Corumbataí está sendo feito por técnicos do Daae, Defesa Civil e de empresa especializada num trecho de aproximadamente 16 quilômetros.

Nesta terça-feira a prefeitura fez contato com a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), Promotoria de Meio Ambiente de Rio Claro e Gaema (Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente) de Piracicaba, solicitando apoio na verificação das causas da elevada turbidez do rio. O pedido foi feito pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que determinou urgência na apuração dos fatos e providências para que o abastecimento seja normalizado o quanto antes. 

Trecho da Rua 9 será interditado nesta quarta-feira

A prefeitura de Rio Claro irá realizar serviço de manutenção em trecho da Rua 9, próximo à ponte que dá acesso à estrada de Santa Gertrudes, nesta quarta-feira (13), caso não chova. Os trabalhos seriam realizados na terça-feira (12), mas foram adiados devido às fortes chuvas registradas na cidade. Se não chover, a manutenção será feita na manhã desta quarta-feira. Para realizar o serviço será preciso interromper parcialmente o trânsito. O trecho fica com meia pista liberada durante os trabalhos, o que exige atenção redobrada de motoristas e pedestres. O serviço terá início às 7h30, com previsão de término para o final da manhã.

Grito de Carnaval na Floresta Estadual leva diversão à comunidade no domingo

No próximo domingo, 17 de fevereiro, público de todas as idades têm um encontro imperdível na Floresta Estadual “Edmundo Navarro de Andrade” (Feena), quando será realizado o Abre Alas para o Carnaval 2019. A partir das 15 horas, o evento promete agitar crianças, adultos e idosos, levando muita diversão ao som do grupo Samba D’Aninha e ainda bateria da escola de samba Samuca. A entrada é aberta ao público.

O grito de carnaval na Floresta Estadual contará também com espaço kids gratuito, que terá brinquedos infláveis para que as crianças possam brincar e se divertir ainda mais.

O grupo Samba D’Aninha, liderado pela cantora e instrumentista Aninha Barros, leva repertório variado para colocar todo o público para dançar. Outro destaque fica por conta da bateria da escola de samba Samuca, Ritmo Envolvente. O público vai cair no samba ao som da bateria da Azul e Branco.

De acordo com o titular da Setur, Ronald Penteado, o evento Abre Alas leva ao público um evento diferenciado em meio à natureza. “O evento vai reunir em uma mesmo local música de qualidade, opções de lazer para as crianças e ainda todo o cenário da nossa Floresta Estadual. Será um dia de diversão para toda família e todos estão convidados a prestigiar o grito de carnaval na Feena”, convida o secretário.

O Abre Alas para o Carnaval 2019 será no próximo domingo, 17, a partir das 15 horas, na Floresta Estadual “Edmundo Navarro de Andrade”, com entrada gratuita. O acesso ao espaço kids para as crianças também será gratuito.

A atividade está dentro das programações desenvolvidas na Feena pela equipe responsável pela ação Família na Floresta. O evento é uma realização da Prefeitura, por meio da Secretaria de Esportes e Turismo (Setur), com apoio da Fundação Florestal, Governo do Estado de São Paulo e Loja Luxus.

Rio Claro vai parar ETA 2 novamente e aciona Cetesb e Ministério Público

A alta turbidez no rio Corumbataí novamente impossibilita tratamento da água.

No início da tarde desta terça-feira (12) o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro anunciou que está novamente paralisando a Estação de Tratamento de Água (ETA) 2. “A medida é necessária porque a turbidez da água que vem do Corumbataí está tão alta que não temos condições de tratar a água e distribuir com qualidade para a população”, explica Paulo Bortolotti, superintendente do Daae.

O município já fez contato com a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), Promotoria de Meio Ambiente de Rio Claro e Gaema (Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente) de Piracicaba solicitando apoio na verificação das causas da elevada turbidez. A solicitação foi feita pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que determinou urgência na apuração dos fatos e providências para que o abastecimento seja normalizado o quanto antes.

Na semana passada o mesmo procedimento teve que ser realizado, também pela alta turbidez da água. No final da tarde desta terça-feira, o Daae deverá anunciar previsão inicial para reativação da ETA 2.

A ETA 2, localizada na estrada que liga o Distrito Industrial ao distrito de Ajapi, é responsável pelo abastecimento de 60% do município de Rio Claro. Os outros 40% são abastecidos pela ETA 1, que fica no bairro Cidade Nova e capta água no Ribeirão Claro.

De acordo com Bortolotti, o índice de turbidez das águas do Corumbataí está inicialmente sendo considerado anormal. “Acreditamos que só o fator chuva não seria suficiente para deixar o rio dessa maneira. Por isso, vamos ampliar o monitoramento para identificar possíveis outros fatores”, informa. “A falta d’água é ruim, mas temos a responsabilidade de entregar uma água de qualidade para a população. Isso é questão de saúde pública”, acrescenta.

Técnicos do Daae, Vigilância Sanitária e Defesa Civil já iniciaram trabalho de campo para tentar identificar possíveis outras causas da turbidez do Corumbataí.

A paralisação pode resultar em baixa pressão ou interrupção temporária no fornecimento de água nos Distritos de Assistência e de Ajapi e nos bairros Mãe Preta, Grande Cervezão, Santana, Alto do Santana, Parque das Nações 1 e 2, Distrito Industrial, Vila Industrial, Arco-íris, Alan Grey, Vila Verde, Vila Nova, Vila Martins, Vila Olinda, Floridiana, Jardim América, Progresso 1 e 2, Guanabara, Palmeiras, Jardim das Flores, Bonsucesso, Village, Panorama, Maria Cristina, Cidade Azul, Jardim Azul, Boa Vista, Paulista 2, Centenário, Nova Rio Claro, Bandeirantes, Primavera, Jardim Portugal, Jardim Brasília, Jardim Karan, Figueira, Ipê, São Paulo, Jardim São João, Wenzel, Novo Wenzel, São Miguel, Santa Maria, Santa Elisa, Terra Nova, Recanto Paraíso, São Caetano, Parque Universitário, Parque São Jorge, Parque Residencial, Ipanema, Chácara Rupiara, Matheus Manieiro, BNH, Bom Retiro, Condomínio Residencial São Paulo Home, Residencial Florença, Residencial Regina Picelli, Águas Claras, Paineiras, Santa Clara 1 e 2 e Benjamin de Castro.