Codasp conclui recuperação de trecho da Estrada Mata Negra

O prefeito Du Altimari (PMDB) visitou na manhã desta quarta-feira, 24, o término das obras de recuperação da Estrada da Mata Negra, na zona rural do município, numa extensão de 5.500 metros, aproximadamente. O trabalho foi realizado com recursos no montante de R$ 502.248,72 repassados à prefeitura por meio de convênio assinado com a Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp), da Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento. Técnicos da Codasp aguardavam o prefeito na Mata Negra para a inspeção prévia do serviço pela autoridade municipal. O diretor de agronegócios da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Silvicultura de Rio Claro, Emílio Cerri, que acompanhou de perto toda execução da obra e acompanhou o prefeito ao local, nesta quarta-feira, confirma que restou apenas um trecho de 300 metros da via para ser completado. O titular local da secretaria de Agricultura, Carlos Alberto Teixeira De Lucca, informou, contudo, que a finalização do trecho ficará sob a responsabilidade da prefeitura. “Vamos iniciar o serviço nesta quinta-feira, 25, e deveremos concluir o trabalho em poucos dias”. Segundo De Lucca, as pedras para a finalização serão fornecidas pela Codasp, conforme acordo entre as partes. A obra realizada pela Codasp envolveu construção de tanques de contenção de concreto às margens da via, para captação de águas pluviais, bem como linhas de tubos que também colaboram neste processo, retirando água da estrada e evitando o desgaste da cobertura da via. A estrada, aliás, foi revestida com cascalho compactado, uma tecnologia que assegura a durabilidade do serviço.

Prefeito Du Altimari visita obras de recuperação da Estrada da Mata Negra
Prefeito Du Altimari visita obras de recuperação da Estrada da Mata Negra

 Por conta do valor conveniado, não foi possível recuperar, agora, toda a extensão da estrada da Mata Negra, que tem 16 km, aproximadamente. “No entanto, continuamos conversando periodicamente com a Codasp para negociar a recuperação do restante da estrada”, sublinhou Altimari. Ele creditou sua confiança ao bom relacionamento que tem com o presidente da companhia estadual, Edinho Araújo. Com raízes bem fincadas na região da Mata Negra, José Valentin Tonan completa 58 anos nesta quinta-feira, 25, lembrando que se instalou na área quando tinha quatro anos apenas. Feliz com a estrada recuperada, José registra que as famílias residentes na região já fizeram muitas reivindicações sobre a situação da estrada ao longo dos anos, “mas tivemos dificuldades em obter retorno”, explica. Na atual administração, no entanto, a resposta “veio rapidamente e o trabalho tão desejado foi executado”, acrescentou o produtor rural. José nota que a recuperação da estrada tem impacto direto na vida de sua família, que depende das boas condições da via para cuidar de seus interesses. Caso, por exemplo, de uma filha do produtor, que trabalha na cidade e tem de cumprir horário, não podendo se sujeitar a atrasos provocados por uma via que não ofereça condições adequadas de tráfego. Importante lembrar, ainda, que a definição dos 5,8 mil metros que deveriam ser objeto da recuperação, foi determinada pelos próprios produtores da Mata Negra. Eles foram reunidos pelo secretário De Lucca, que explicou as limitações financeiras determinadas pela Codasp e, a partir daí, optaram por priorizar a recuperação do trecho que começa na encruzilhada próxima ao túmulo do Barão de Grão Mogol, fazendo depois um percurso em forma de triângulo, que retorna ao ponto de origem.