Programa de combate às drogas forma 50 alunos do Colégio Dom Bosco

Cinquenta alunos do quinto ano do Colégio Dom Bosco de Rio Claro receberam na quarta-feira (20) os certificados de conclusão do Programa Juventude, Educação e Cidadania, o Projec, que atua no incentivo à educação e cidadania com foco no combate e prevenção ao uso de drogas. A cerimônia de formatura foi realizada no teatro do Centro Cultural “Roberto Palmari” e contou com a presença do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria; do secretário da Educação, Adriano Moreira; pais e familiares dos formandos; professores e convidados.

“É uma alegria participar de ações como essa, um projeto para orientar crianças sobre os malefícios das drogas. Esse ensinamento é uma semente plantada que deve ser regada pela família e pela escola para que essas crianças se tornem cidadãos de bem”, declarou Juninho da Padaria, destacando a iniciativa do colégio de abrir as portas para implantação do projeto e discussão do tema.

O Projec foi idealizado pelo vereador Ruggero Seron que atua como instrutor nas escolas. “Esse diploma é um reconhecimento do trabalho desenvolvido pelas crianças em sala de aula. No entanto, a família precisa ser a base da educação. Não basta apenas ter políticas públicas se a família não estiver presente na formação das crianças”, afirmou Seron.

Eraldo Henrique Joanoni, diretor do colégio, destacou a importância do projeto e de manter o tema drogas em pauta na escola e em casa para manter vivo o aprendizado. O vereador Yves Carbinatti salientou aos formandos a importância de lembrar ao longo da vida do juramento feito na cerimônia de formatura de se manterem longe das drogas. Para o vereador Val Demarchi, as drogas são uma triste realidade, principalmente entre os jovens, e todas as pessoas devem ajudar no combate a esse mal e na construção de um mundo melhor. Já o vereador Geraldo Voluntário enalteceu o projeto que proporciona importante aprendizado para as crianças.

Antes de receber os diplomas, os formandos fizeram juramento se comprometendo a ficar longe das drogas, cultivar a cidadania e não praticar a violência. As crianças cantaram a música do Projec e também a canção “Raridade” em homenagem à família. Os alunos Isabela Calore Sampaio e Júlio Aparecido Antunes receberem prêmio por terem vencido o concurso de redação do projeto. O grupo Shekinah brindou o público com apresentação da peça de teatro “Lifehouse”, que fala sobre segundas chances.