Laboratório Municipal realiza mais de 50 mil exames somente no mês de janeiro

Com equipamentos de última geração, unidade está entre os melhores laboratórios de análises clínicas da região.

Com investimentos realizados desde o início de 2017, em aquisição de novos equipamentos e ampliação da equipe técnica, o Laboratório de Análises Clínicas da prefeitura de Rio Claro realizou somente no mês de janeiro deste ano mais de 51 mil exames.

“Já no início do nosso governo, em 2017, ampliamos de maneira expressiva os investimentos no laboratório municipal. E desde então tudo melhorou, desde a qualidade no acolhimento aos pacientes, local específico para atendimento de crianças, até na qualidade e confiabilidade dos exames”, afirmou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

Investimentos de mais de R$ 2 milhões resultaram na aquisição de equipamentos e máquinas que automatizaram as análises das amostras no laboratório, sem contato humano, com precisão dos melhores laboratórios de Rio Claro e região.

Uma das aquisições mais recentes são as etiquetadoras automáticas, que irão agilizar a identificação das amostras no sistema informatizado da Fundação Municipal de Saúde. Quem explica é Sandra Nunes de Castro, chefe de núcleo responsável pelo laboratório municipal.

“Ao chegar ao laboratório o material precisa ser recepcionado no sistema de informática e, assim, é feita a emissão/impressão das etiquetas. Antes das etiquetadoras, nossa equipe tinha que lançar as identificações das amostras nesse sistema uma a uma, pois as máquinas que as processam necessitam de um código de barras identificador”, afirma Sandra.

“Além de diminuir sensivelmente qualquer risco relativo às amostras, torna o processo de análise e emissão de resultado muito mais ágil”, acrescentou o secretário municipal de Saúde, Djair Claudio Francisco.

A equipe do laboratório municipal faz coletas em pacientes de todas as unidades públicas municipais de saúde e exames de HIV, por exemplo, que hoje podem ser realizados em apenas dois dias. Hemograma, urina, fezes, colesterol, glicemia, ácido úrico, sódio, potássio, tipagem sanguínea, uréia, entre outros, são exemplos de exames realizados no local.

O laboratório municipal conta com 31 funcionários trabalhando diretamente na coleta, realização e análise dos exames, sendo seis biomédicos, além dos técnicos, pessoal do atendimento e setor administrativo.

Quanto à produtividade, graças aos novos e modernos equipamentos, o laboratório municipal analisa uma média de 250 amostras por hora com um tempo de análise de dois a sete minutos. Nos laboratórios convencionais, segundo Sandra, essa média passa de 10 minutos.

“Uma das vantagens que influenciam diretamente no paciente é a utilização de menor quantidade de amostra e alto índice de precisão com menor margem de erro e rapidez na conclusão do resultado”, explica Sandra.

Quanto ao acolhimento dos pacientes que vão diretamente ao laboratório para a coleta, a unidade conta hoje com local específico para as crianças, com uma sala com brinquedos. Também há disponível um total de oito boxes individuais para as coletas. Aos pacientes são servidos café, suco e bolachas.