Catadoras de reciclagem são homenageadas por grupo de terceira idade

Grupo Jardim Ipê ofereceu café da manhã às trabalhadoras da Associação Novo Tempo e Cooperviva.

Deixar as famílias, os filhos em casa, para se dedicar ao trabalho é uma rotina difícil para as mães trabalhadoras, especialmente quando se leva em conta que, na maioria das vezes, os serviços de casa também são realizados por elas. Com as catadoras de reciclagem não é diferente. Mães trabalham para que a família possa ter uma renda melhor, e ao mesmo tempo contribuem com a cidade e o meio ambiente, já que sua função é essencial para a destinação correta dos resíduos.

A Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Novo Tempo e a Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Material Reaproveitável de Rio Claro (Cooperviva) contam com 69 catadores, destes 44 são mulheres. Como forma de reconhecimento do importante trabalho realizado, o grupo de terceira do Jardim Ipê ofereceu na quinta-feira (21) café da manhã em homenagem a elas. “É a nossa maneira de agradecer o importante trabalho que as catadoras de reciclagem realizam em prol da cidade”, disse Maria José Cerri, presidente do grupo de terceira idade do Jardim Ipê.

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, enalteceu a iniciativa do grupo do Jardim Ipê. “É uma bela demonstração de carinho e admiração”, afirmou o prefeito. “Estendemos nossos cumprimentos a todas as mulheres, que com perseverança, humildade e garra buscam o melhor para suas famílias e ajudam a construir uma sociedade melhor”, acrescentou o prefeito Juninho, que participou do evento na praça do Jardim Ipê.

“As mulheres devem ser sempre valorizadas pelo que representam. Além do papel de mãe e esposa, muitas vezes cabe a elas a missão de buscar o sustento do lar”, frisa Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade.

A atividade fez parte das comemorações do Mês da Mulher, organizada pela Câmara Municipal. A vereadora Maria do Carmo Guilherme cumprimentou as mulheres e destacou o essencial papel que cumprem na sociedade.

Para o atendimento às mulheres, recentemente o município conseguiu importantes conquistas. Na atual administração a Delegacia da Mulher foi reaberta e a prefeitura criou a Patrulha Maria da Penha, que oferece atendimento personalizado a mulheres vítimas de violência doméstica que possuem medida protetiva expedida pela Justiça. Em breve o município também deverá contar com o Anexo de Violência contra a mulher. “O ideal seria que não tivéssemos casos de violência e não precisássemos destes serviços, mas infelizmente eles ainda se fazem muito necessários para a proteção às mulheres vítimas de violência”, finaliza o prefeito Juninho.