Ministro da Saúde recebe prefeito e presidente da Câmara de Rio Claro

Na audiência reivindicaram verbas para o município e fizeram aproximação ao governo federal.


André Godoy, Renata Abreu, Maria Clélia Bauer e Juninho da Padaria.
 

O município de Rio Claro deverá receber novos investimentos no setor de saúde com recursos oriundos do governo federal. O assunto foi tratado nesta quarta-feira (3) em Brasília diretamente com o ministro Luiz Henrique Mandetta pelo prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, pelo presidente da Câmara Municipal, vereador André Godoy, e pela secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer.

“Voltamos a Rio Claro com a certeza de uma viagem muito produtiva, tanto pelo encontro com o presidente do Senado como nesta audiência com o ministro da saúde”, avalia o prefeito Juninho da Padaria.

Pela manhã, a comitiva rio-clarense também participou de encontro de lideranças do Democratas, com o deputado federal Geninho Zuliani, o vice-governador paulista Rodrigo Garcia e o próprio ministro Mandetta. Na audiência da tarde, a deputada federal Renata Abreu (do Podemos) também participou.


André Godoy, Rodrigo Garcia, Juninho da Padaria e Luiz Henrique Mandetta.

Entre as reivindicações apresentadas ao ministro da saúde estão o envio de recursos para a Residência Terapêutica – que hoje é custeada pelo município, a elevação do teto da tabela de referência para procedimentos de média e alta complexidade (MAC), a liberação de emendas parlamentares que embora aprovadas ainda não foram pagas ao município, como a da reforma da Unidade Básica de Saúde do Jardim das Palmeiras. “Também pleiteamos a renovação de convênios para colocar em funcionamento as unidades de saúde da família do São Miguel, Jardim Brasília e Bela Vista”, afirma Juninho. Outra solicitação importante foi o aumento do teto para os serviços de oncologia. O ministério sinalizou com a possibilidade de Rio Claro receber uma motolância e uma van, ambas para o Samu.

O prefeito lembrou que os municípios precisam muito do apoio do governo federal, pois a distribuição de recursos pelo Pacto Federativo é injusta. “Com o novo governo, estamos retomando os contatos com o governo federal e a presença da Câmara Municipal, representada por seu presidente, é muito importante”, destacou Juninho.

“Nos encontros de hoje, tivemos a oportunidade de pedir rapidez do governo federal em relação à liberação das emendas parlamentares, conseguidas a partir do trabalho de nossos vereadores”, afirma o presidente André Godoy.

A secretária Maria Clélia se mostrou otimista com recursos que o município poderá receber, uma vez que o governo aponta os serviços das UPAs, Samu e Atenção Básica como prioritários para investimentos.



Luiz Henrique Mandetta, Renata Abreu, André Godoy,
e Juninho da Padaria.