Prefeitura faz nova pavimentação em via movimentada do Recanto Paraíso

Trabalho está sendo feito na Rua 17, paralela à Rua Jacutinga, uma das mais movimentadas da região.

A prefeitura de Rio Claro está finalizando a recolocação de asfalto em trecho da Rua 17 no Recanto Paraíso. As equipes da secretaria de Obras redobram esforços para a concluir a obra nesta semana, para evitar novos imprevistos com chuvas, que já haviam prejudicado parte do serviço. “Se necessário, teremos equipes trabalhando no local nessa quinta-feira (18), mesmo não havendo expediente regular na prefeitura”, explica o secretário municipal de Obras, Paulo Roberto de Lima.

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, explica que a obra é mais um exemplo dos cuidados que a prefeitura vem tomando para melhorar as condições das vias públicas. “Quando iniciamos nossa administração, em 2017, o problema do asfalto velho há anos já era motivo de reclamações da comunidade”, relembra. “Por isso estamos fazendo tudo o que as condições financeiras da prefeitura permitem para amenizar a situação, enquanto continuamos buscando alternativas para viabilizar os enormes investimentos necessários para solucionar definitivamente o problema”, observa Juninho, que acompanhou parte das obras no Recanto Paraíso na quarta-feira (17). O vereador Júlio Lopes também esteve presente.

O novo asfalto está sendo feito em trecho de aproximadamente 60 metros lineares, na Rua 17 a partir do cruzamento com a Avenida 68 do Recanto Paraíso. A via é paralela à Rua Jacutinga, uma das mais movimentadas daquela região. Na quarta-feira (17) o serviço estava na fase de colocação da base, de pedra, que será coberta com uma capa antes de receber a massa asfáltica.

“Já fizemos as guias e sarjetas”, informa o diretor do departamento municipal de Obras Públicas, Carlos Eduardo Manfrinatti. “O trecho no qual estamos trabalhando é um acentuado declive, o que dificulta o trabalho”, explica, acrescentando que as chuvas das semanas anteriores também atrapalharam parte da execução do serviço.

A recomposição asfáltica é necessária pois o trecho ficou intransitável devido aos buracos, a ponto do antigo pavimento naquele segmento praticamente desaparecer.