Prefeitura recorre à Justiça para manter figueira em escola municipal

Decisão judicial para remoção da árvore gerou protestos de alunos da Diva Marques.

A prefeitura de Rio Claro está tentando reverter a decisão judicial que determinou a retirada de uma grande figueira que há anos está no pátio da escola municipal Diva Marques Gouvêa, no bairro Consolação, área sul da cidade. A Justiça acatou pedido de morador vizinho à escola, que alegou que seu imóvel estava sendo prejudicado pelas raízes da árvore.

A prefeitura removeu pequena parte das raízes, para que não haja possibilidade de danos em imóveis vizinhos e, após avaliação detalhada, expediu laudo técnico apontando que a árvore permanece saudável e não oferece riscos. “Esse trabalho de retirada de parte das raízes foi realizado de modo a não comprometer a saúde da figueira, por isso entendemos não ser necessária a retirada da árvore”, explica o secretário municipal de Meio Ambiente, Ricardo Gobbi.

A determinação da Justiça para que a figueira seja removida gerou comoção entre alunos e professores da escola Diva Marques. Além de se destacar entre as demais árvores da unidade de ensino, o exemplar tem forte valor simbólico naquela comunidade escolar pelo que representa para o meio ambiente e para a educação ambiental daqueles estudantes.