Uma tonelada de materiais recolhidos em mutirão da dengue

Agentes percorreram imóveis no Jardim Boa Vista no sábado.

Como parte dos esforços da prefeitura de Rio Claro para prevenir a dengue, mutirões são realizados aos sábados. No último sábado (4) cerca de uma tonelada de materiais foi recolhida no Jardim Boa Vista, onde os agentes da Secretaria de Saúde realizaram vistorias nas residências e orientaram a comunidade.

“A soma de materiais recolhidos nos mutirões realizados neste ano chega a 19 toneladas e sem esse trabalho, possivelmente, todo este material estaria sendo utilizado pelo mosquito Aedes aegypti para se reproduzir”, observa Paula Kanebbley, diretora de Vigilância em Saúde.

Durante o mutirão de sábado (4) foram percorridos quase 1.100 imóveis e o trabalho teve o apoio do caminhão cata bagulho. “A colaboração da comunidade no combate à dengue é fundamental e é preciso que todos estejam conscientes de que para evitar o mosquito é necessário descartar corretamente os materiais e impedir o acúmulo de água”, destaca Diego Reis, gerente do Centro de Controle de Zoonoses. Além da dengue o Aedes transmite zika vírus, chikungunya e febre amarela.

O trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Saúde inclui ainda orientações à comunidade e visitas casa a casa durante a semana. A mais recente Análise de Densidade Larvária (ADL) registrada no município apontou índice de 1,7, situação de alerta segundo escala da Organização Mundial de Saúde. Para o levantamento foram visitadas 2.500 residências e em 441 delas foram encontradas larvas do mosquito. Neste trabalho também foram identificados 4.549 recipientes que poderiam acumular água e se tornarem criadouros do mosquito.

Boletim divulgado na quinta-feira (2) pela Vigilância Epidemiológica mostra que o número de casos de dengue confirmados em Rio Claro chegou a 138 neste ano.