Daae finaliza plantio de mais de mil mudas em área rural

Atividade envolveu mais de 300 alunos de seis escolas do município em sete dias de atividades às margens do rio Corumbataí.

Após uma semana de intenso trabalho, o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro finalizou o plantio de 1.360 mudas de árvores nativas e frutíferas em área rural do município, às margens do rio Corumbataí.

As atividades foram realizadas no início do mês de junho em comemoração à semana do meio ambiente e fazem parte do “Programa de Recuperação de Área de Preservação Permanente do rio Corumbataí”, inserido no Projeto Nascentes, que faz o monitoramento, recuperação e proteção de nascentes no município e conta com o apoio das secretarias municipais da Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção; Educação e Meio Ambiente e também da Casa de Agricultura de Rio Claro e do Consórcio PCJ.

“É um número bastante significativo de mudas plantadas e seguimos recuperando e ampliando a proteção e conservação dos recursos hídricos de Rio Claro”, destaca José Crespo Filho, gerente de preservação do Meio Ambiente do Daae e coordenador do projeto Nascentes, ressaltando que esse trabalho é feito pelo Daae desde 2017, com mudas do viveiro da autarquia.

Seis escolas, sendo quatro municipais e duas particulares, participaram dos plantios, envolvendo no total mais de 300 alunos, que puderam aprender na prática mais sobre o meio ambiente.

“Acreditamos na conscientização e na educação ambiental como agente transformador e as crianças têm esse poder, além de adquirir hábitos que vão beneficiar não só o meio ambiente, mas o futuro de todos”, comenta o superintendente do Daae, Paulo Roberto Bortolotti.

O plantio foi feito em área rural particular próxima à captação da Estação de Tratamento de Água (ETA 2), na Estada do Sobrado, mediante autorização do proprietário. O local foi definido após estudo feito da bacia hidrográfica pela Unidade de Gerenciamento de Projetos de Rio Claro (UGP), com visita de campo e imagens via satélite.

“É fundamental o consentimento e a colaboração dos proprietários para a realização desse trabalho”, acrescenta o superintendente da autarquia, ressaltando que essa ação também é importante para os produtores rurais em termos de adequação ambiental de seus imóveis à etapa posterior ao Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Tanto as escolas interessadas em participar do projeto e plantio, como os proprietários com intenção de aderirem ao programa de recuperação ambiental devem ligar para a gerência de Meio Ambiente do Daae, no telefone 3531-5248, em horário comercial.

A autarquia reforça que as doações de mudas não são para plantio em residências, e sim em Áreas de Preservação Permanente (APPs), chácaras, sítios e fazendas no entorno de cursos d’água e nascentes e são feitas mediante cadastro e agendamento.