Prefeito e vereadores se reúnem com comando da Polícia Militar

Reunião abordou temas relacionados à corporação e segurança pública.

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e vereadores se reuniram nesta terça-feira (18) com o comandante do 37º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I), tenente-coronel Luís Roberto Moreira Filho, que falou sobre a situação da corporação no município. O comandante explicou como é feita a distribuição de homens e viaturas e os critérios utilizados pelo comando da Polícia Militar para fazer essa divisão.

O 37º BPM/I é composto por oito municípios, sendo que o maior é Rio Claro que também apresenta a maior demanda de serviços. “O efetivo é determinado de acordo com o número de habitantes, levando em consideração também indicadores criminais e peculiaridades do local”, explicou o comandante.

Já o número de viaturas é definido com base no efetivo policial. “Precisamos trabalhar para ampliar esses números. Com mais homens e viaturas nas ruas aumenta a sensação de segurança da população”, avalia o prefeito Juninho da Padaria.

Atualmente a corporação faz estudo para atualizar o QPO (Quadro Particular de Organização) que define o efetivo das unidades. O QPO de Rio Claro estaria defasado em relação à população. Outro assunto discutido foi a Atividade Delegada que está sendo implantada no município. Com isso, a prefeitura poderá utilizar policiais militares, em dias de folga, no policiamento ostensivo e no apoio às atividades municipais de fiscalização.

O vereador Rogério Guedes destacou a importância da população registrar as ocorrências para colaborar com ampliação do efetivo. “A polícia trabalha em cima de números. Se os crimes não são registrados dificulta o aumento de homens e viaturas”, disse Guedes, lembrando que o registro de ocorrências pode ser feito pessoalmente na delegacia e também pela internet no endereço http://www.ssp.sp.gov.br/nbo/.

O vereador Geraldo Voluntário questionou a possibilidade de implantar o botão do pânico. “Esse dispositivo é usado no combate a violência, onde aciona o equipamento acionando a policia em caso de risco”, explicou.

Além desses assuntos, também foram discutidos a queda nos indicadores criminais em Rio Claro e o trabalho integrado realizado pelas forças de segurança no município. A vereadora Carol Gomes foi representada pelos assessores Fernanda Mutiak e Murylo Muller.