Saúde de Rio Claro recebe mais uma ambulância

Comprada com recursos federais, é a 17º veículo para a rede municipal desde o início da atual administração.

Mais um importante reforço para o setor da saúde de Rio Claro. Com a ambulância recebida na sexta-feira (16) o município soma 17 novos veículos desde o início do atual governo. “Assumimos a prefeitura em janeiro de 2017 com a frota da Saúde em situação precária”, destaca o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, lembrando que esse não foi o único problema herdado ela atual administração. “Esse novo veículo reforça nosso compromisso com a saúde e com a atenção aos que mais precisam”, acrescenta.

Ao custo de R$ 170 mil, a ambulância foi adquirida com recursos federais oriundos de emenda parlamentar do deputado Guilherme Mussi, a partir de solicitação do vereador Júlio Lopes. “É uma ajuda valiosa e ficamos muito satisfeitos em poder contar com o apoio parlamentar para trazer benefícios à população”, comenta o prefeito de Rio Claro. Na mesma linha, o  vereador Júlio Lopes salienta a atenção que o município vem recebendo do deputado Mussi, “que sempre tem apoiado Rio Claro, como mostra essa nova ambulância que vai atender a comunidade”, frisa.

A Secretária Municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer, explica que o veículo está sendo destinado para o setor de Atenção Básica da rede pública municipal. “É mais um passo em nosso trabalho para melhorar e qualificar cada vez mais o atendimento, oferecendo acolhimento e melhores condições de trabalho para nossos profissionais”, comenta.

Com a saúde como prioridade, a prefeitura vem fazendo constantes investimentos no setor, como a entrega de seis novas unidades de saúde da família, reformas em postos de saúde, a implantação do programa Farmácia Todo Dia, com entrega gratuita de medicamentos também aos sábados e domingos, a aquisição de três novos e modernos aparelhos de raios-x para as unidade de urgência e emergência, a implantação de mais uma base do Samu, que reduziu o tempo de espera na região sul, e a montagem do complexo médico-hospitalar do programa Mais Saúde, onde foram realizados 32 mil atendimentos entre consultas, exames e cirurgias de pacientes que estavam na fila de espera do SUS.