Rio Claro consegue cirurgias cardíacas com apoio do Ministério Público Federal

Pacientes já começaram a ser chamados e todos que estavam na fila serão atendidos.

Um problema que se arrastava há meses foi resolvido pelo Ministério Público Federal a partir de uma representação da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Claro. “O prefeito Juninho nos pediu uma solução para o assunto e, com a interferência do Ministério Público conseguimos resolver, assegurando atendimento para 50 pacientes que estavam na fila de espera para cirurgias cardíacas”, afirma a secretária municipal da Saúde, Maria Clélia Bauer.

Em reunião com a Procuradora da República, Heloisa Maria Fontes Barreto, a Secretaria de Saúde de Rio Claro apresentou relatório apontando que havia um saldo financeiro para o setor de saúde do município da ordem de R$ 1,7 milhão para cirurgias de alta complexidade e relatou que, apesar disso, Piracicaba vinha negando o atendimento aos pacientes rio-clarenses. Diante destes fatos, a procuradora Heloisa Barreto encaminhou ofício ao Departamento Regional de Saúde para que atenda a solicitação de Rio Claro, o que já começou a ser feito. “Dezesseis pacientes já passaram por avaliação e outros 30 já têm vagas garantidas e começarão a ser chamados”, informa Eleny Freitas de Almeida, diretora de Gestão do SUS.

“Era um problema que não dependia apenas do município e felizmente encontramos apoio do Ministério Público Federal, conseguindo atendimento para dezenas de pessoas”, afirma o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “São vidas que estão sendo salvas”, ressalta.

Além de atender quem estava na fila, a solução conseguida pela prefeitura de Rio Claro em conjunto com o Ministério Público Federal permitirá que até o final do ano sejam atendidas todas as demandas que surgirem para cirurgia cardíaca.