Bate-papo Cultural discute cotidiano dos colonos do café

Evento terá lançamento do livro “Colonos do Café”.

Terça-feira (29) tem nova edição do Bate-papo Cultural em Rio Claro promovido pelo Arquivo Público e Histórico do município. Toda a comunidade está convidada a participar do evento que será realizado a partir das 19h30 no Casarão da Cultura com entrada gratuita. O tema em discussão será “Colonos do Café” que vai abordar o cotidiano dos trabalhadores do café e da Fazenda Santa Gertrudes no final do século XIX e primeiras décadas do século XX.

O debate será feito pela historiadora rio-clarense Maria Sílvia Beozzo Bassanezi, pesquisadora do Núcleo de Estudos de População “Elza Bérquo” e professora colaboradora do Programa de Pós-graduação em Demografia IFCH/Nepo-Unicamp. A mediação ficará por conta do historiador Amilson B. Henriques. “Os participantes do bate-papo terão direito a receber certificados”, informa a superintendente do Arquivo Público, Monica Frandi Ferreira.

Após o bate-papo será realizado o lançamento do livro “Colonos do Café”, de autoria da pesquisadora Maria Sílvia Beozzo Bassanezi, que sairá pela Editora Contexto. O lançamento da obra conta com apoio do Arquivo Público. No livro, a pesquisadora fala sobre o cotidiano das famílias que trabalharam nos cafezais da fazenda Santa Gertrudes, no final do século XIX e começo do século XX, época em que a fazenda foi considerada modelo da cafeicultura paulista. “O relato foi feito com base em pesquisa realizada no acervo do Arquivo Público de Rio Claro”, destaca Monica, informando que haverá exemplares do livro disponíveis para venda.

O Casarão da Cultura fica na Rua 7 com Avenida 3, Centro de Rio Claro.