Equipes se reúnem na Sala da Dengue para discutir metas e plano de trabalho

Prefeito Juninho da Padaria participou da primeira reunião do ano que fez balanço de 2019 e discutiu ações para 2020.

O município de Rio Claro realizou na manhã desta quinta-feira (16) a primeira reunião do ano da Sala de Coordenação e Controle da Dengue. Representantes das secretarias municipais se reuniram para discutir planos e metas de trabalho para este ano com relação ao combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, Zika vírus e febre amarela. Na oportunidade também foi feito balanço das atividades realizadas no ano passado.

A primeira reunião da Sala da Dengue de 2020 contou com participação do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e da secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer. As reuniões são periódicas com o objetivo de realizar um trabalho integrado no combate e prevenção ao mosquito. “Esse é um trabalho que exige o envolvimento de todas as secretarias e também da sociedade. Cada um tem que fazer a sua parte para eliminar os criadouros do mosquito e controlar a dengue que é um problema de todos”, observa Juninho.

A prefeitura tem feito a sua parte realizando ações educativas, mutirões de limpeza e vistorias em residências e imóveis. Porém, como 80% dos criadouros estão dentro das residências, a ajuda da população é fundamental no controle da doença. “Precisamos unir esforços no combate à dengue que é uma pandemia do mundo”, alerta Clélia. “Temos que dar continuidade ao trabalho de prevenção”, acrescenta.

Diego Reis, gerente do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), observa que é preciso que a população fique em alerta porque tivemos um final de ano chuvoso e janeiro também tem registrado alto índice pluviométrico, o que eleva o risco de proliferação das larvas do mosquito. “O controle mais eficaz é eliminar os criadouros, ou seja, qualquer recipiente que possa acumular água parada”, explica.

As ações contra a dengue continuam. A prefeitura realiza nesta semana a coleta para nova avaliação de densidade larvária no município, e segue fazendo trabalho de rotina com visitas casa a casa e bloqueios contra criadouros. Os mutirões de 2020 devem ser iniciados neste mês.