Juninho discute medidas de enfrentamento do coronavírus

Reunião com secretariado e especialistas de saúde foi realizada na noite de sexta-feira (13).

Embora não haja caso confirmado da doença no município, a prefeitura de Rio Claro está tomando providências para enfrentar o coronavírus. “Nossos objetivos são fornecer dados corretos, manter a população informada e tomar medidas preventivas para diminuir os riscos de contaminação da doença. Neste sentido, vamos precisar da colaboração de toda a administração municipal e dos segmentos sociais”, afirmou o prefeito João Teixeira Junior, durante reunião na noite de sexta-feira (13). Além dos secretários municipais, especialistas em saúde também participaram da reunião, realizada para estabelecer ações no combate ao coronavírus.

A maior preocupação é com os idosos, conforme confirmou o médico pneumologista Jair Verginio Junior, gerente da Atenção Básica de Saúde. A orientação é para que as pessoas idosas evitem aglomerações para diminuir os riscos de ficarem expostas ao vírus.

O secretário de Saúde, Maurício Monteiro fez um relato do planejamento do município para enfrentar o assunto. “Já estamos levantando os custos que deveremos ter com mão de obra, insumos, material de limpeza e transporte, e estamos preparando um folheto com informações de prevenção sobre o coronavírus”, informou.

O folheto também será distribuído entre alunos da rede municipal de ensino. Nesta semana professores participaram de atividade na qual receberam orientações sobre a pandemia, com o objetivo de repassar essas orientações a alunos e pais.

O vice-prefeito e secretário de Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário, Marco Antonio seks hapları Bellagamba, ressaltou que a comunicação é primordial num momento como este. “A população precisa estar corretamente informada para que possa se prevenir e auxiliar no combate ao coronavírus”.A Vigilância Epidemiológica do município, reforça a importância das pessoas que chegaram de viagem do exterior nos últimos 14 dias apresentando  febre e sintomas respiratórios como coriza, tosse, dor de garganta, ou que tenham tido contato com caso suspeito ou confirmado para coronavírus, procurarem o serviço de saúde o mais rápido possível para atendimento médico.