Prefeito pede apoio a líderes religiosos para enfrentamento ao coronavírus

Juninho solicitou às igrejas que colaborem na divulgação de informações e orientações oficiais sobre a Covid-19.

O município de Rio Claro realizou na quarta-feira (18) no paço municipal, reunião com líderes religiosos para discutir ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). O prefeito João Teixeira Junior solicitou apoio das igrejas para orientar e informar corretamente a comunidade sobre a importância de se adotar as medidas preventivas para diminuir o risco de disseminação do vírus.

“Só divulguem as informações oficiais para que a população possa se informar de forma correta e não haja pânico”, recomendou Juninho, que agradeceu a participação dos líderes religiosos na reunião. “Isso demonstra que não estamos sozinhos para combater essa doença que é problema de todos nós”, completou o prefeito, reforçando que até o momento Rio Claro não tem caso positivo do coronavírus. Até o final da tarde de quinta-feira (19), eram 24 casos suspeitos. “Devemos tirar o melhor dessa prova difícil que estamos enfrentando e, para vencer essa pandemia, a colaboração de todos é fundamental”, observou.

O secretário municipal de Saúde, Maurício Monteiro, falou sobre as medidas preventivas que vêm sendo adotadas pela prefeitura para evitar a disseminação do coronavírus na cidade. “A recomendação é evitar o máximo possível a aglomeração de pessoas. Temos que sincronizar atitudes e cumprir as medidas preventivas pensando no bem-estar da população”, frisou Monteiro.

Para a médica infectologista Suzi Berbert de Souza, diretora municipal de Vigilância em Saúde, a expressão de ordem é “distanciamento social”. “Quem tiver condições fique em casa. Esse vírus é de transmissão muito fácil e uma pessoa contaminada pode infectar até três pessoas”, alertou Suzi.

Os representantes das igrejas informaram sobre as medidas que já vêm sendo adotadas para proteção dos fiéis, como suspensão de reuniões e atendimento presencial, redução do número de participantes em atividades, atendimento por telefone e até mesmo fechamento de unidades. A reunião contou com participação do vice-prefeito e secretário de Segurança, Marco Antonio Bellagamba, e dos vereadores Irander Augusto e José Pereira.