Rio Claro suspende cirurgias eletivas por causa da pandemia do coronavírus

Suspensão entrará em vigor a partir de segunda-feira (23).

A prefeitura de Rio Claro vai suspender a realização de cirurgias eletivas feitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nas redes pública e privada de saúde. A medida consta de instrução normativa emitida pela Secretaria Municipal de Saúde, e é mais uma das medidas preventivas que vêm sendo adotadas pelo município para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“A medida está sendo tomada para que os leitos cirúrgicos sejam reservados para pacientes com quadros respiratórios graves em caso de introdução do coronavírus na cidade”, explica o secretário municipal de Saúde, Maurício Monteiro. De acordo com ele, somente serão mantidos os leitos para cirurgias de emergência. “A avaliação para o retorno da realização de cirurgias eletivas dependerá do quadro epidemiológico”, completa.

A suspensão de cirurgias eletivas está amparada pela lei federal 13.970, de 6 de fevereiro de 2020, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus. A lei foi regulamentada pela portaria 356 do Ministério da Saúde.

Até as 18 horas desta sexta-feira (20) Rio Claro tinha 24 casos suspeitos de coronavírus e cinco casos descartados, segundo dados divulgados pela Vigilância Epidemiológica.