Rio Claro compra mais 50 testes para  acelerar diagnóstico de coronavírus

Objetivo é dar uma resposta mais rápida aos pacientes suspeitos e suas famílias.

Depois de anunciar a compra de 12.500 testes rápidos, a prefeitura de Rio Claro adquiriu mais 50 testes de laboratório (PCR) para agilizar o diagnóstico de pacientes internados com suspeita de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19). O PCR é o exame utilizado para detecção do vírus causador da Covid-19. O objetivo da medida é acelerar o diagnóstico da doença já que há atraso na divulgação dos resultados dos exames realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, laboratório estadual de referência para a pandemia. 

“Precisamos dar uma resposta mais rápida aos pacientes e suas famílias que vivem a angústia dessa longa espera pelos resultados dos exames”, observa o prefeito Juninho, que anunciou a compra dos testes em live realizada na tarde desta quinta-feira (9) com o secretário municipal de Saúde, Maurício Monteiro. 

Os testes PCR foram adquiridos de laboratório local e começaram a ser utilizados na quarta-feira (8) em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A estimativa é de que os resultados desses testes saiam em até cinco dias. “Os exames serão realizados em casos graves da doença para elucidação mais rápida”, explica Monteiro. “A celeridade na definição do quadro do paciente permite às equipes de saúde fazer um tratamento mais acertivo no combate à doença”, acrescenta,

Na segunda-feira (6) o prefeito anunciou a compra de 10 mil testes rápidos para diagnóstico de coronavírus. Nesta quinta-feira (9) a informação foi atualizada. O município está adquirindo um lote com 12.500 testes rápidos com recursos próprios, a chamada receita fonte 1. Os kits serão destinados aos profissionais de saúde com sintomas da Covid-19 e pacientes internados com quadro clínico grave. 

“Devemos garantir a segurança dos profissionais de saúde, que estão na linha de frente e são essenciais para o atendimento à população”, frisa Juninho. A ideia é detectar rapidamente os profissionais com sintomas da doença para que eles possam ser rapidamente isolados dos demais membros da equipe. “Essa ação rápida preserva os doentes e diminui as perdas de nossa força de trabalho tão importante nesse momento”, assinala Monteiro.

Desde o início da pandemia, Rio Claro recebeu 86 notificações de casos suspeitos de coronavírus, dos quais 33 foram descartados, conforme boletim divulgado na tarde desta quinta-feira (9) pela Secretaria Municipal de Saúde. Até o momento, Rio Claro tem cinco casos confirmados de Covid-19, sendo um óbito. O município tem 48 casos suspeitos, com 22 internações, sendo seis na UTI, das quais duas são crianças. Outros três óbitos estão em investigação aguardando resultados de exames.