Rio Claro está entre as cidades paulistas com maior índice de isolamento na pandemia

Entre os 645 municípios, Rio Claro é o nono município paulista que mais aderiu ao isolamento, com 61%.

O governo do estado de São Paulo divulgou boletim que mostra como foi a adesão da população ao isolamento preventivo ao coronavírus, nesta segunda-feira (13). Entre todos os 645 municípios paulistas, Rio Claro ficou em nono lugar, com 61% de adesão. “Recebemos com satisfação essa notícia, mas gostaríamos que o índice fosse maior para que mais vidas possam ser salvas nesta pandemia”, afirma o prefeito João Teixeira Junior. O prefeito Juninho lembra que Rio Claro já registrou três óbitos por coronavírus, tem outros dois óbitos em investigação, dez casos confirmados da doença e 46 casos em investigação. “Se mais pessoas tivessem seguido as recomendações das autoridades de saúde e ficado em casa nesta quarentena, poderíamos estar vivenciando um quadro melhor”, observa Juninho, lembrando que desde o dia 24 de março a prefeitura mantém carros de som nas ruas orientando a população a ficar em casa.

O índice de isolamento alcançado por Rio Claro na segunda-feira (13) consta nos dados do Sistema de Monitoramento Inteligente do governo de São Paulo, que é atualizado diariamente. Nesta segunda, o governador João Dória fez publicação em página de rede social elogiando Rio Claro e os outros 11 municípios que chegaram a índice superior a 60% de isolamento. Para o prefeito Juninho, isso é mais um estímulo para que o município permaneça firme nas medidas contra o coronavírus. “Parabenizo e agradeço a todos os que estão participando do isolamento e peço a quem ainda não aderiu, que por favor colabore, em benefício da saúde de toda a comunidade“, destaca o prefeito. De acordo com o governo estadual, o ideal é que se chegue aos 70% de isolamento.

Para medir o índice de isolamento, o sistema de monitoramento do governo estadual analisa os dados de telefonia móvel, indicando tendências de deslocamento e apontando a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível identificar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.