Rio Claro inicia nesta quinta-feira a segunda fase da vacinação contra a gripe

Grupos atendidos incluem pessoas com doenças crônicas, profissionais de forças de segurança e motoristas.

Tem início nesta quinta-feira (16) a segunda etapa da campanha nacional de vacinação contra a gripe. Esta fase da campanha segue até o dia 8 de maio e é direcionada a pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, além dos profissionais das forças de segurança e salvamento, motoristas de caminhão e motoristas e cobradores de transporte público.

“Quem faz parte destes grupos prioritários deve procurar uma unidade de saúde para ser vacinado e se prevenir contra a gripe”, observa Maurício Monteiro, secretário municipal de Saúde de Rio Claro. Para receber a dose da vacina é necessário apresentar comprovação de que a pessoa faz parte de um dos grupos.

Nesta etapa também serão vacinados pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional. “Idosos e profissionais de saúde que ainda não foram vacinados também podem receber a dose da vacina”, acrescenta Maurício.

Conforme divulgação mais recente do setor de Vigilância Epidemiológica, feita na segunda-feira (13), em Rio Claro foram vacinados 5.940 trabalhadores da saúde, o que corresponde a 99,97% de cobertura vacinal, e 21.374 idosos, o que corresponde a 84,45% desta população.

“Para a segunda etapa da campanha o Ministério da Saúde não estabelece metas de vacinação, mas o objetivo é vacinar todas as pessoas dos grupos prioritários”, comenta Fabyolla Lourenço, enfermeira da Vigilância Epidemiológica. Em Rio Claro, a vacina contra a gripe é aplicada em todas as unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família, exceto as unidades do Santa Elisa, Jardim Brasília e Vila Cristina. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira de acordo com o horário de funcionamento de cada unidade. A relação de unidades, endereços e telefones pode ser consultada no site da Fundação Municipal de Saúde (www.saude-rioclaro.org.br), no link Atenção Básica.

A Vigilância Epidemiológica orientou os profissionais de saúde das unidades sobre os cuidados preventivos que devem ser tomados durante a vacinação para evitar o contágio pelo novo coronavírus. A orientação inclui evitar aglomeração de pessoas nas unidades e formação de filas e, se houver fila, que seja mantido distanciamento de no mínimo um metro entre uma pessoa e outra. Cada coordenador de unidade deve adequar as medidas de prevenção de acordo com o espaço e infraestrutura disponíveis.

A terceira fase da campanha de vacinação será de 9 a 22 de maio para vacinação de crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes (em qualquer período gestacional), puérperas (até 45 dias após o parto), população indígena, indivíduos de 55 a 59 anos, professores da rede pública e privada e pessoas com deficiência.