Pessoas em situação de rua fazem testes para Covid no Jardim Público

Exames foram realizados na sexta-feira (5) pela prefeitura de Rio Claro.

Pessoas em situação de rua em Rio Claro estão realizando testes rápidos para Covid-19. Na sexta-feira (5) equipe da prefeitura realizou testes na região central da cidade, no Jardim Público, com estrutura que permitiu a testagem com resultado na hora. 

“O município dispõe de abrigos para acolher esta população, mas não pode ser algo imposto, cabendo a cada um a decisão de aceitar ser acolhido em um desses locais”, destaca o prefeito João Teixeira Junior, que acompanhou a realização do testes no Jardim. “Essas pessoas merecem respeito e cuidado e a oferta dos testes representa esse cuidado a mais que estamos tendo com esta população, que infelizmente fica nas ruas e tem uma vida itinerante”, acrescenta o prefeito Juninho.  

A estratégia de testar a população em situação de rua visa identificar precocemente possíveis casos positivos da Covid-19, o que possibilita o cuidado necessário com a pessoa que está com a doença e também impede que ela transmita o novo coronavírus para outras pessoas. “É importante que a pessoa com resultado positivo seja colocada em isolamento, o que é necessário para evitar a transmissão”, observa Maurício Monteiro, secretário de Saúde.

Trinta pessoas realizaram os testes no Jardim Público. A coleta foi feita por equipe do laboratório municipal, com o apoio de estrutura que possibilitou que os resultados fossem emitidos em minutos e não houve casos positivos.

Na quinta-feira (4) pessoas em situação de rua que estão nos abrigos municipais também foram submetidas ao exame. Os exames foram feitos em 20 pessoas abrigadas no Centro Dia do Idoso e na Casa de Passagem.

“O município está unindo esforços neste momento para auxiliar todos que possam estar enfrentando dificuldades por conta da pandemia, especialmente as pessoas em vulnerabilidade”, comenta Paula Silveira Costa, presidente do Fundo Social de Solidariedade.

Desde março, quando as atividades para os idosos foram paralisadas, a prefeitura destinou os centros dias para o acolhimento desta população. “Além de evitar aglomerações, a medida ajuda a proteger do frio esta população que está mais vulnerável”, observa Érica Belomi, secretária de Desenvolvimento Social.

Ao todo o município está realizando 14 mil testes rápidos, sendo que dez mil testes foram comprados pela prefeitura e o restante repassado ao município pelo governo federal. Os exames também estão sendo feitos em profissionais das áreas de saúde e segurança.