Rio Claro é a 2ª melhor cidade no ranking nacional de saneamento

Pelo segundo ano consecutivo município teve a segunda melhor classificação na análise da universalização do abastecimento de água e saneamento básico.

Rio Claro foi destaque e obteve a segunda colocação na pesquisa de abrangência nacional realizada pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), uma das entidades de maior credibilidade no setor de saneamento básico do Brasil.

A Abes analisou os 5.570 municípios do País, fazendo a classificação de 1.857 cidades das cinco regiões, considerando os índices de abastecimento de água, coleta de esgoto, tratamento de esgoto, coleta de resíduos sólidos e destinação adequada de resíduos, levando em conta também o índice de internações por doenças relacionadas ao saneamento ambiental irregular (DRSAI).

“O investimento no saneamento básico da cidade promove diretamente a melhoria da saúde da população, principalmente para aqueles de maior vulnerabilidade social, e é prioridade total desde o início da nossa gestão”, comenta o prefeito João Teixeira Junior. “A ótima classificação de Rio Claro nesse levantamento mostra que estamos no caminho certo e que nossos esforços estão dando resultados”, acrescenta Juninho.

Rio Claro obteve a pontuação máxima em todos os quesitos referentes aos serviços de saneamento básico, sendo classificada em segundo lugar dentre os 1857 municípios avaliados. Só teve pontuação menor que São Caetano do Sul, a primeira classificada, na taxa de internações por DRSAI.

“Na pesquisa do ano passado Rio Claro também apresentou a mesma pontuação máxima que a primeira classificada nos quesitos de saneamento básico e pontuação menor na taxa de internação por DRSAI, obtendo também o segundo lugar, o que nos dá certeza de que Rio Claro tem água e saneamento básico em níveis entre os mais altos do Brasil”, ressalta o superintendente do Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae), Paulo Roberto Bortolotti.

A atual administração realizou em 2019 a atualização do Plano Diretor de Água e o Plano Diretor de Esgoto, que complementados pelos Plano de Manejo de Resíduos Sólidos e Plano de Manejo de Águas Pluviais, comporão a atualização do Plano Municipal de Saneamento Básico.

“Os Planos Diretores de Água e Esgoto foram concebidos para um horizonte de 20 anos, prevendo a modernização e expansão do Sistema Público de Saneamento correspondente ao crescimento econômico e populacional de Rio Claro nesse período, contemplando as obras e ações ambientais para cada vez melhor atender a população”, destaca o diretor de Gestão, Projetos e Planejamento do Daae, Ricardo Pires de Oliveira.

Com os investimentos programados para este e para os próximos cinco anos, inclusive com ações para redução de perdas nas redes de distribuição de água e combate a fraudes e ligações clandestinas, a situação do saneamento básico de Rio Claro deverá ser ainda melhor, devido também às medidas de recuperação de áreas de proteção permanente às margens dos rios e nascentes que formam os mananciais de captação de água para o tratamento e abastecimento à população, e eliminação de lançamentos irregulares de poluentes nos cursos d’água.