Prefeito Juninho reafirma que comércio não será fechado

Decreto com ampliação de horário comercial no fim de ano já foi publicado.

Ao contrário do que vinha sendo afirmado em boatos, Rio Claro não terá o fechamento do comércio no dia 28. Ao invés disso o município terá a ampliação do horário comercial nesse fim de ano. A partir do dia 4 de dezembro o comércio funcionará em horário especial, conforme decreto já assinado pelo prefeito João Teixeira Junior.

“Como tem acontecido desde o início da pandemia, essa é mais uma decisão baseada em critérios técnicos”, destacou o prefeito Juninho em coletiva de imprensa realizada na quarta-feira (25). “O comércio será mantido aberto e com horário ampliado de atendimento, porém é importante que as pessoas evitem aglomerações e respeitem as medidas preventivas, que incluem uso obrigatório de máscara, higienização das mãos”, frisou Juninho.

O maior tempo de funcionamento do comércio permite que as pessoas escolham o melhor horário para evitar aglomerações, já que o fluxo de pessoas deve ser diluído ao longo do dia.

“As curvas de novos casos de Covid-19 e também de óbitos continuam crescendo no município, conforme apontam as testagens que estão sendo realizadas, e a ampliação do horário do comércio ajuda a minimizar as aglomerações que são um dos principais fatores de disseminação do coronavírus”, disse o médico Jair Verginio Junior, diretor de Atenção à Saúde. Atualmente a ocupação de leitos no município está em torno de 40 a 50%, o que permite o horário ampliado do comércio. “A curva de transmissão é constantemente analisada e de acordo com o andamento da pandemia no município, a situação pode mudar”, acrescenta o médico.

As cirurgias eletivas no município também continuam sendo realizadas. Os equipamentos e estrutura de atendimento instalados durante a pandemia não foram desmobilizados, o que dá segurança ao município para as decisões tomadas. Ao final da pandemia o município passará a contar com novo centro hospitalar no Cervezão, conforme parceria assinada com o Claretiano Faculdade.

“Esse é um marco na saúde pública de Rio Claro, que além de atender 80% das demandas de cirurgia, oferecerá retaguarda importante para os atendimentos de urgência, com leitos e equipamentos hospitalares”, frisou Maurício Monteiro, secretário de Saúde.