Rio Claro atinge 100% de ocupação de leitos por Covid

Município registra aumento no número de hospitalizados e está tentando abrir novos leitos.

Pela primeira vez nesta pandemia de Covid-19, o município de Rio Claro está com todos os leitos ocupados por pacientes contaminados pelo coronavírus. “A situação é muito preocupante, e já iniciamos algumas ações para tentar minimizar este quadro”, afirma o secretário municipal de Saúde, Marco Aurélio Mestrinel. “Precisamos de mais leitos com urgência total”, ressalta.

O boletim divulgado no início da noite desta terça-feira (2) aponta que Rio Claro tem 130 pessoas hospitalizadas, sendo 48 em unidades de terapia intensiva. A faixa etária que mais apresentou novos casos foi a de 21 a 40 anos, com 39 pessoas contaminadas.

O prefeito Gustavo Perissinotto já determinou o pedido de esforços no Departamento Regional de Saúde, em Piracicaba, para que Rio Claro tenha novos leitos. Outra preocupação é com a contratação de médicos, uma vez que a Secretaria Municipal de Saúde tem enfrentado dificuldades para compor as escalas de plantões médicos. A prefeitura já iniciou ações para contratar mais profissionais, por intermédio de concurso público, licitação e pregão de urgência.

“Tudo o que é possível estamos fazendo para ampliar a estrutura de atendimento. Em 60 dias da atual gestão municipal, pusemos mais 26 leitos em funcionamento, sendo 18 de enfermaria no Cervezão e oito de UTI na Santa Casa. Nossas equipes estão trabalhando como nunca. Infelizmente, os números cresceram rapidamente na última semana e não sabemos como ficarão nos próximos dias. Mais do que nunca, precisamos da colaboração da comunidade nas atitudes preventivas ao coronavírus”, afirma o secretário Mestrinel.

Na manhã desta terça-feira (2), o comitê da Secretaria Municipal de Saúde de enfrentamento à pandemia se reuniu de forma emergencial frente à gravidade da situação, e decidiu encaminhar documento para reiterar a solicitação ao Departamento Regional de Saúde sobre vagas de leitos em outras unidades de saúde. O comitê também decidiu encaminhar ao Conselho Municipal de Saúde e à Câmara Municipal relato sobre a situação para que as autoridades e o controle social auxiliem na contenção da disseminação do vírus.