Prefeitura retira mais de 40 toneladas de lixo próximo da Escola João B. Negrão

Limpeza feita no Jardim Guanabara faz parte das ações da Prefeitura em manter a cidade limpa.

A Prefeitura de Rio Claro segue realizando ações de limpeza de descarte irregular na cidade. Na quinta-feira (18), equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente fez a recolha de aproximadamente 40 toneladas de lixo em terreno ao lado da escola estadual Professor João Baptista Negrão Filho, no bairro Jardim Guanabara.

A multa para quem for pego descartando resíduos de maneira irregular é progressiva, começando por R$ 542,20.

As secretarias de Agricultura e Obras também têm feito constante e intenso trabalho de limpeza na cidade. Além disso, não há motivos para o descarte irregular na cidade, já que a prefeitura disponibiliza uma série de serviços gratuitos para o descarte correto de materiais, como a coleta de lixo domiciliar, feita três vezes por semana em todos os bairros; o serviço mensal de cata bagulho; a coleta seletiva, realizada uma vez por semana nos bairros; e sete ecopontos, que abrem todos os dias da semana.

Os ecopontos de Rio Claro ficam abertos de segunda a sexta-feira das 8 às 20 horas. Aos sábados, das 8 às 17 horas e aos domingos e feriados, das 8 horas ao meio dia.

Estão localizados nos bairros São Miguel (anel viário, perto da Avenida 62-A), Inocoop/Guanabara (Avenida Tancredo Neves com a rodovia Fausto Santomauro), Jardim Figueira (Avenida 54 em frente à Rua 27), Jardim das Palmeiras (Avenida 3-JP, ao lado da Estação de Tratamento de Esgoto), no Cervezão (Rua 6-A, Avenida M-21) e Jardim São Paulo (Rua 1-A) e no distrito de Ajapi (quilômetro 16 da estrada Ajapi-Ferraz na esquina da Avenida 15).

Nos ecopontos podem ser depositados até um metro cúbico de galhos, restos de podas de árvores e entulhos de materiais de construção; móveis, eletrodomésticos, madeiras MDF, colchões e outros objetos velhos; pilhas e materiais recicláveis, lâmpadas e óleo de cozinha. Lixo orgânico, hospitalar e de empresas não são aceitos nos ecopontos, pois têm outros modelos de descarte.