Pessoas com deficiência que recebem BPC podem se vacinar contra Covid-19

Até o momento, 20% das pessoas com deficiência que recebem BPC foram vacinadas no município.

Pessoas com deficiência permanente que recebem BPC (Beneficio de Prestação Continuada), a partir de 18 anos, podem ser vacinadas contra a Covid-19. As aplicações são feitas no Centro Cultural e Faculdade Anhanguera das 8 às 15 horas, ou nos pontos de drive-thru das 8 horas ao meio dia, apresentando demonstrativo de crédito ou extrato bancário do benefício ou Cartão BPC.

Pessoas com Síndrome de Down, a partir dos 18 anos, também podem se vacinar e, nesse caso, não precisam receber BPC. 

No dia 20 de maio foram feitas alterações no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, e incluídas pessoas com doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico, ataque isquêmico transitório e demência vascular); com doenças neurológicas crônicas que impactem a função respiratória; com doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; com deficiência neurológica grave, paralisia cerebral, esclerose múltipla ou condições similares. E ainda, pessoas com alzheimer; atrofia muscular espinhal (AME), e esclerose lateral amiotrófica (ELA). Assim, estas pessoas também  podem ser vacinadas a partir de 18 anos, mesmo não recebendo BPC.

Para Paulo Meyer, assessor dos Direitos da Pessoa com Deficiência, “é fundamental a vacinação contra Covid-19”, acrescentando que pessoas acamadas, sem condições de se dirigir aos pontos de vacinação, podem entrar em contato com a unidade de saúde mais próxima da sua casa para agendar a visita.

De acordo com levantamento da assessoria dos Direitos da Pessoa Com Deficiência, apenas 20% das pessoas com deficiência que recebem BPC foram vacinadas até o momento no município.

Fabyolla Lourenço, enfermeira da Vigilância Epidemiológica ressalta que “a vacinação é um ato coletivo e todos os grupos já liberados devem procurar os pontos de vacinação o mais rápido possível.”

O município está priorizando a utilização do programa Incluir para as pessoas que necessitam se dirigir até um dos pontos de vacinação. O programa Incluir é o transporte de cadeirantes (deficiência física severa), em sistema “porta a porta”, através de Vans adaptadas.

O município também disponibiliza linhas de ônibus específicas para a vacinação. Linha com dois horários, saindo do terminal urbano às 10h30 e às 12h30, passando pelos pontos de vacinação do Centro Cultural e da Faculdade Anhanguera. O trajeto é realizado de segunda a sexta-feira e Rio Claro possui  frota de veículos do sistema de transporte coletivo urbano adaptados para o transporte de cadeirantes. Pessoas com deficiência física severa e cegos possuem o direito ao cartão transporte, garantindo a gratuidade no transporte coletivo urbano.