Rio Claro tem seis novos casos de dengue

População deve eliminar possíveis criadouros do Aedes nas residências.

Depois de três semanas sem registrar novos casos de dengue, Rio Claro confirmou em boletim desta sexta-feira (30) seis novos casos da doença. Neste ano são 175 casos de dengue no município, além de cinco casos de chikungunya. Ambas as doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, que também é vetor de zika vírus e febre amarela, que não tiveram registro neste ano no município.

O trabalho preventivo continua sendo realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, com ações nos bairros. Nesta semana os agentes do Centro de Controle de Zoonoses realizaram visitas casa a casa e orientações aos moradores da Vila Nova, Vila Indaiá, Vila Paulista, Centro, Vila Aparecida, Santa Maria, Alto do Santana e Vila Operária. Também houve nebulização na Vila Nova, Vila Cristina e Vila Alemã. Paralelamente a este trabalho é fundamental que a comunidade faça a sua parte e elimine os possíveis criadouros de sua residência. Qualquer local que acumule água pode ser utilizado como criadouro. Manter os quintais e terrenos limpos é também muito importante.

Algumas outras ações da comunidade são fundamentais no combate ao Aedes aegypti, entre elas colocar areia nos pratinhos dos vasos de plantas; tampar baldes e bacias; manter pneus em local coberto; deixar garrafas com a boca virada para baixo; limpar calhas para não acumular água; tratar água de piscina e fontes com produtos adequados; limpar e manter caixas d’água bem fechadas; e lavar regularmente os bebedouros de animais com água e sabão. O descarte correto de materiais é outra ação essencial na luta contra o mosquito.