Prefeitura recolhe mais de 500 toneladas de lixo dos Jardins Novo 1 e 2

A ação intensificada de limpeza nos bairros continua sendo realizada pela prefeitura de Rio Claro. Nesta semana o trabalho foi finalizado no Jardim Novo 1 e Jardim Novo 2 e a quantidade de sujeira recolhida voltou a chamar a atenção. Foram retirados 550 toneladas de materiais jogados de maneira irregular em vias públicas e terrenos. “Voltamos a pedir que a comunidade colabore e jogue lixo e entulho nos locais certos”, orienta o secretário de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção, Emílio Cerri. “Fazemos o serviço de limpeza pública em toda a cidade, mas se não houver empenho da comunidade, a cidade não ficará limpa”, acrescenta.

Há pouco mais de duas semanas a prefeitura concluiu ação similar no Jardim Regina Picelli, de onde foram retirados 50 caminhões de entulho, o equivalente a 600 toneladas de material. Os mesmos serviços foram realizados no mês passado, sempre com apoio da Secretaria de Obras, na região do Jardim Boa Vista, que inclui o Jardim Santa Maria, Nosso Teto e Parque São Jorge.

A situação do descarte incorreto de lixo e entulho é preocupante principalmente quando se leva em consideração este período do ano, em que a combinação de umidade, chuva e calor facilita a proliferação de bichos como escorpiões e o mosquito transmissor da dengue em áreas com sujeira.

Todos os bairros de Rio Claro contam com coleta de lixo três vezes por semana. O município possui seis ecopontos que abrem de segunda-feira a sábado das 8 às 20 horas e nos feriados das 8 às 17 horas. Os ecopontos recebem quase todo o tipo de material, com exceção de material orgânico, que deve ser deixado para coleta domiciliar.

Além disso o município conta com caminhão cata bagulho, que recolhe uma vez por mês, porta a porta, móveis velhos e materiais inservíveis, sem que os moradores precisem sair de casa. Basta deixar o material na calçada em frente de casa pela manhã, no dia em que o caminhão passa no bairro. O calendário do cata bagulho está disponível no site da prefeitura,www.rioclaro.sp.gov.br, onde a comunidade também pode encontrar a programação da coleta seletiva de lixo.

Daae adquire nova máquina roçadeira

O Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro adquiriu uma nova máquina de roçagem de solo a gasolina para realizar o corte de mato nos terrenos da autarquia. No total, os terrenos do Daae abrangem cerca de 260 mil metros quadrados de área, incluindo os imóveis onde estão as duas Estações de Tratamento de Água (ETA 1 e ETA 2), as duas centrais de captação de água, a central de distribuição, a sede da autarquia e mais de 60 reservatórios.

“Com a nova máquina, vamos fazer o serviço mais rápido e de maneira mais segura e eficiente”, comenta o gerente de Preservação do Meio Ambiente do Daae, José Crespo Filho.

A roçadeira a gasolina Shindaiwa modelo B450 entrou em operação já na sexta-feira (28), quando foi utilizada para o início do corte de mato e limpeza em torno da sede da autarquia, nas Avenidas 10-A e 8-A, no bairro Cidade Nova.

“O equipamento é um dos melhores do mercado, de uso profissional, com tecnologia de ponta para realizar esse tipo de serviço”, explica o diretor administrativo e financeiro do Daae, Fábio Sciamana, informando que o investimento da autarquia na aquisição da nova roçadeira foi cerca de R$ 2,5 mil.

Prefeitura recolhe 120 toneladas de materiais jogados ao lado de ecoponto

A prefeitura de Rio Claro recolheu na semana passada 120 toneladas de lixo, resto de poda e recicláveis depositados de forma irregular em uma Área de Preservação Permanente (APP) ao lado do ecoponto do bairro São Miguel. “É falta de educação e respeito com o meio ambiente e comunidade por parte de uma minoria”, comenta o secretário municipal de Meio Ambiente, Ricardo Gobbi, lembrando que essas ações impróprias também oneram os cofres públicos.

A retirada do material foi feita pelo departamento de Resíduos Sólidos, vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, com o apoio da Defesa Civil, da Guarda Municipal e do caminhão do cata bagulho. Essa é a segunda vez em menos de dois meses que a limpeza é feita nesse terreno, que fica na antiga Estrada da Bomba.

Assim como os demais, o ecoponto ao lado do terreno em que foi recolhido o descarte recebe quase todo o tipo de material. Limpos diariamente, os ecopontos funcionam de segunda à sábado, das 8 às 20 horas e nos feriados, das 8 às 17 horas. Os bairros de Rio Claro também contam com coleta de lixo domiciliar três vezes por semana e a cidade possui coleta de recicláveis e serviço mensal de cata bagulho, com calendário disponível no endereçowww.rioclaro.sp.gov.br.

Apesar das pessoas que ainda insistem em fazer o descarte incorreto de lixo, entulho e materiais inservíveis, a prefeitura de Rio Claro tem conseguido reduzir pontos de descarte irregular de resíduos. Dos 180 locais diagnosticados como focos de despejo irregular de resíduos no início de 2017, quando a atual gestão assumiu a prefeitura, 100 pontos deixaram essa condição, o que representa uma redução de 55,56%.

“Conseguimos expressiva melhora nesse setor, mas a situação ainda não é a ideal. Por isso continuamos trabalhando firme para reduzir ainda mais os pontos em que há descarte incorreto de resíduos”, comenta o secretário de Meio Ambiente.

De acordo com Willian de Oliveira, diretor do departamento de Resíduos Sólidos, para que o trabalho tenha melhor resultado, é necessária a colaboração dos munícipes. “Um dos focos do nosso trabalho é fomentar a conscientização das pessoas em relação aos temas ambientais. O município precisa que as pessoas ajudem, só assim a cidade poderá sanar definitivamente essa situação”, diz.