Prefeitura remove quatro árvores para duplicação da Avenida 32

    A prefeitura deve remover a partir desta terça-feira, 17, quatro árvores que estão localizadas em terreno na esquina da Avenida 32 com Rua Saibreiro I. A remoção deve-se ao fato de que o terreno em que se encontram as árvores deverá ser permutado com outro, nas proximidades, hoje ocupado por um posto de combustível, que está em processo de desapropriação para finalização das obras de duplicação da Avenida32 naquele ponto da cidade. No acordo com a prefeitura, os proprietários do posto solicitaram que o terreno fosse entregue limpo. São duas mangueiras, uma goiabeira e um pereira.

    Também no decorrer desta semana a prefeitura fará novo plantio de espécies nativas na margem do córrego Wenzel, altura da Rua 23 com as avenidas 10 e 13, no Jardim Mirassol. Serão dezenas de mudas, incluindo ingá, jenipapo, mutambo, ipê, peroba, jatobá, sangra d’água, capixingui.

Queda de Árvore

    Na manhã desta segunda-feira, 16, técnicos da Secretaria de Agricultura, membros da Guarda Civil e viatura do Corpo de Bombeiros atenderam ocorrência relativa à queda de árvore no Jardim Novo II. Tratava-se de um fícus, com oito a dez metros de altura, que caiu sobre a rua, impedindo o tráfego de veículos e atingindo em cheio a rede elétrica e de telefonia. Apenas as redes elétrica e de telefonia foram danificadas. Não havia veículos ou pedestres na hora da queda.

    A equipe da prefeitura serrou o tronco em várias partes após a liberação da Elektro, que enviou equipe ao local e realizou os reparos necessários na rede. O mesmo ocorreu com o pessoal da Telefônica.  Parte dos troncos foi removida ainda nesta segunda-feira, para liberar a rua ao trânsito. O restante dos galhos será retirado nesta terça-feira pela prefeitura.

    A árvore tombou sozinha, sem vento. Tinha parte de seu tronco apodrecida e sinais de fogo na base, possivelmente ocasionado por pessoas que usaram o local algumas vezes para fazerem fogueira, protegendo-se do frio.

Curso transforma garrafas pet em fonte de renda e consciência ambiental

    Um grupo de 40 alunos está participando do curso de reciclagem com garrafas pet, iniciado nesta segunda-feira, 16, com encerramento previsto para a próxima sexta, 20, no refeitório do Núcleo Administrativo Municipal (NAM). A iniciativa é do Fundo Social de Solidariedade do Município (FSS) e as aulas são ministradas pela professora Sandra, da APRAECO, uma organização não governamental de São Paulo. A capacitação divide o grupo em duas turmas, com aulas pela manhã e à tarde.

    “O Brasil é um dos líderes na reciclagem mundial, tanto de latinhas de alumínio como de garrafas pet”, lembra a presidente do FSS, Rosana Pinhatti Altimari. “Rio Claro também está engajada nesta luta, que preconiza o desenvolvimento sustentável, livrando o meio ambiente de materiais que podem ser reutilizados e ainda geram renda para a população”, acrescenta.

    No curso, que contempla reivindicação dos artesãos rio-clarenses por este tipo de capacitação, bem como atende pleito dos educadores, que vêem nesta via um estímulo às oficinas ocupacionais direcionadas às crianças, o participante vai aprender a transformar garrafas pet em peças úteis, destinadas aos mais variados fins.

    Além de todos estes aspectos favoráveis, é preciso registrar que “o ato de reciclar é um instrumento eficiente de conscientização social e ambiental, que repercute em perspectivas otimistas de futuro para o planeta e as gerações que nos sucederão”, conclui Rosana.

Curso transforma garrafas pet em fonte de renda e consciência ambiental

Um grupo de 40 alunos está participando do curso de reciclagem com garrafas pet, iniciado nesta segunda-feira, 16, com encerramento previsto para a próxima sexta, 20, no refeitório do Núcleo Administrativo Municipal (NAM). A iniciativa é do Fundo Social de Solidariedade do Município (FSS) e as aulas são ministradas pela professora Sandra, da APRAECO, uma organização não governamental de São Paulo. A capacitação divide o grupo em duas turmas, com aulas pela manhã e à tarde.

“O Brasil é um dos líderes na reciclagem mundial, tanto de latinhas de alumínio como de garrafas pet”, lembra a presidente do FSS, Rosana Pinhatti Altimari. “Rio Claro também está engajada nesta luta, que preconiza o desenvolvimento sustentável, livrando o meio ambiente de materiais que podem ser reutilizados e ainda geram renda para a população”, acrescenta.

No curso, que contempla reivindicação dos artesãos rio-clarenses por este tipo de capacitação, bem como atende pleito dos educadores, que vêem nesta via um estímulo às oficinas ocupacionais direcionadas às crianças, o participante vai aprender a transformar garrafas pet em peças úteis, destinadas aos mais variados fins.

Além de todos estes aspectos favoráveis, é preciso registrar que “o ato de reciclar é um instrumento eficiente de conscientização social e ambiental, que repercute em perspectivas otimistas de futuro para o planeta e as gerações que nos sucederão”, conclui Rosana.

Prefeitura fará novo plantio de espécies nativas no Jardim Mirassol

No decorrer desta semana a prefeitura fará novo plantio de espécies nativas na margem do córrego Wenzel, altura da Rua 23 com as avenidas 10 e 13, no Jardim Mirassol. Serão dezenas de mudas, incluindo capixingui, ingá, jenipapo, mutambo, ipê, peroba, jatobá, sangra d’água e arco-de-peneira, entre outras.

“A ação ambiental dá continuidade ao plantio que já vem sendo realizado desde o ano passado naquela área, garante a recomposição da mala ciliar, fortalece as margens do córrego, proporciona sombra, a melhoria do ar, além de evitar erosões e oferecer condições para que a população tenha uma reserva de mata nativa dentro da cidade”, observa o secretário de Agricultura, Abastecimento e Silvicultura, Carlos Alberto Teixeira De Lucca.

O plantio envolverá dezenas de mudas, todas de bom porte, que encontrarão solo apropriado para rápido desenvolvimento, claro que condicionado às características de cada espécie.

Prefeitura remove quatro árvores para duplicação da Avenida 32

A prefeitura deve remover a partir desta terça-feira, 17, quatro árvores que estão localizadas em terreno na esquina da Avenida 32 com Rua Saibreiro I. A remoção deve-se ao fato de que o terreno em que se encontram as árvores deverá ser permutado com outro, nas proximidades, hoje ocupado por um posto de combustível, que está em processo de desapropriação para finalização das obras de duplicação da Avenida32 naquele ponto da cidade. No acordo com a prefeitura, os proprietários do posto solicitaram que o terreno fosse entregue limpo. São duas mangueiras, uma goiabeira e um pereira.

Também no decorrer desta semana a prefeitura fará novo plantio de espécies nativas na margem do córrego Wenzel, altura da Rua 23 com as avenidas 10 e 13, no Jardim Mirassol. Serão dezenas de mudas, incluindo ingá, jenipapo, mutambo, ipê, peroba, jatobá, sangra d’água, capixingui.

Queda de Árvore

Na manhã de segunda-feira, 16, técnicos da Secretaria de Agricultura, membros da Guarda Civil e viatura do Corpo de Bombeiros atenderam ocorrência relativa à queda de árvore no Jardim Novo II. Tratava-se de um fícus, com oito a dez metros de altura, que caiu sobre a rua, impedindo o tráfego de veículos e atingindo em cheio a rede elétrica e de telefonia. Apenas as redes elétrica e de telefonia foram danificadas. Não havia veículos ou pedestres na hora da queda.

A equipe da prefeitura serrou o tronco em várias partes após a liberação da Elektro, que enviou equipe ao local e realizou os reparos necessários na rede. O mesmo ocorreu com o pessoal da Telefônica.  Parte dos troncos foi removida ainda nesta segunda-feira, para liberar a rua ao trânsito. O restante dos galhos será retirado nesta terça-feira pela prefeitura.

A árvore tombou sozinha, sem vento. Tinha parte de seu tronco apodrecida e sinais de fogo na base, possivelmente ocasionado por pessoas que usaram o local algumas vezes para fazerem fogueira, protegendo-se do frio.

Domingo tem vacinação antirrábica em Ferraz e Batovi

    Neste domingo, dia 22, das 9 às 16 horas, o Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro realizará plantão para a vacinação de cães e gatos em cinco locais, sendo três no perímetro urbano e dois nos distritos de Batovi e Ferraz.

    Devem ser vacinados contra raiva todos os animais acima dos três meses de idade. Também os animais velhos e as cadelas prenhas devem receber a vacina. A vacinação é de graça e está prevista em lei municipal como responsabilidade do dono do animal.

    No final de semana passado, os postos de vacinação montados pela Fundação Municipal de Saúde receberam, em média, 600 animais cada um.

    Neste domingo, os postos funcionarão nos seguintes locais: no pátio da Igreja Santa Edwiges, no Jardim Paulista; na quadra de esportes da UBS Benjamin de Castro; na antiga Estação Ferroviária de Batovi; no Centro Comunitário de Ferraz; e no Lago Azul.

Escola terá novo prédio para ampliar vagas no Grande Cervezão

    A ampliação e adequação das vagas de ensino em Rio Claro continuam como prioridades da administração municipal. A programação de obras no setor prevê investimentos para os próximos dois anos, como é caso do novo prédio que será construído para a escola Sueli Aparecida Marin, que deve entrar em funcionamento em 2012 com mais vagas. Além disso, a obra abrirá espaço para ampliar o atendimento na escola Mitiko Nevoeiro, hoje localizada em espaço contíguo às atuais instalações da Sueli Marin.

    A prefeitura já deu início aos procedimentos para a elaboração do projeto arquitetônico do novo prédio da escola, que ficará no Jardim Progresso, ao lado de uma creche que está sendo construída pela Prefeitura. “Haverá ampliação de vagas em relação ao atendimento de hoje e sensível melhora nas condições de aprendizagem para os alunos e de trabalho para os professores e funcionários”, informa a secretária municipal de Educação, Heloísa do Carmo.

    A escola Sueli Aparecida Marin fica no Jardim São João, também no Grande Cervezão. A unidade de ensino, que atende a 230 estudantes do Ensino Fundamental, foi desmembrada em 2006 da “Mitiko Nevoeiro”, que atende a 377 alunos da Educação Infantil. “Nosso objetivo com o novo prédio é ampliar a quantidade de vagas da “Sueli Marin” em pelo menos 50%”, explica a diretora do departamento de Planejamento e Projetos Especiais, Eva Murbach. “E o prédio em que hoje está essa escola será reincorporado à Mitiko Nevoeiro, que também terá maior capacidade de atendimento”, completa.

    Com novas instalações, a escola Sueli Marin ganhará salas mais amplas, salas para trabalhos pedagógicos diferenciados, espaço mais adequado para a parte administrativa e muito mais. O objetivo da Secretaria Municipal da Educação é de que o projeto fique pronto nos próximos quatro meses, para que as obras aconteçam ao longo do ano que vem e para que o atendimento tenha início em 2012.

Investimentos

    São vários os investimentos da prefeitura pelo aumento e adequação das vagas escolares. No início deste mês a Secretaria Municipal da Educação recebeu definitivamente as chaves de imóvel no Bairro do Estádio que era alugado e, agora, comprado pelo município, será utilizado para a criação de mais 62 vagas de creche, em atendimento às solicitações da comunidade no Orçamento Participativo.

    No local eram atendidos alunos da escola Antônio Maria Marrote, que foi ampliada pela prefeitura e agora pode atender alunos que tinham aula no prédio recém-adquirido. A nova creche deve estar em funcionamento no ano letivo de 2011.

Rompimento de rede do Daae deixa bairros sem água

    O rompimento de uma rede de água do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro, no inicio da manhã desta terça-feira, 17, provocou a interrupção no abastecimento de água para a região dos bairros Vila Cristina, Jardim América, Bandeirantes, BNH, São Miguel e Mãe Preta. Segundo informações da equipe de manutenção, a rede que apresentou problemas está localizada na Avenida Felício Castellano, esquina com a Avenida 58-A, em frente a UBS Vila Cristina. As equipes do Daae estão trabalhando no local e o conserto deverá ser concluído o mais rápido possível. A normalização no abastecimento ocorrerá a partir desse horário.

Rio Claro destina mais de 4 toneladas de alimentos para Alagoas e Pernambuco

    A população de Rio Claro colaborou com 4.500 quilos de alimentos para as famílias vítimas das enchentes nos estados de Alagoas e Pernambuco.

    Os alimentos, arrecadados em julho nas portas dos supermercados, foram empacotados por atiradores do Tiro de Guerra em 205 cestas básicas e embarcados no dia 7 de agosto. O transporte foi realizado pela JLB Transportadora até o Corpo de Bombeiros de Maceió.

    A coleta foi realizada em 14 postos com a presença de atiradores do Tiro de Guerra, entidade que participou da campanha em parceria com o Fundo Social de Solidariedade e Defesa Civil de Rio Claro.

    A arrecadação de alimentos seguiu orientação da Defesa Civil do Estado de São Paulo, que coordenou a campanha de ajuda aos desabrigados. “Uma vez mais pudemos contar com a solidariedade da população aos que mais precisam”, afirma Rosana Pinhatti Altimari, presidente do Fundo Social.

    O trabalho de coleta foi feito nos supermercados Campeão, Covabra, Dia, Enxuto, Frolini, Lavapés, Maxi Atacadista, Mercado das Flores, Mercado Matos II, Papagaio, Paraná e Paulistão.

Música de Rio Claro entre as 3 melhores da MPB

    Em um clima que em muitos momentos lembrou os antigos festivais de rádio e televisão, Rio Claro retomou com sucesso absoluto de público o Festival de MPB após seis anos sem realização do evento. Foram três noites nas quais o público torceu, vibrou e ouviu 30 músicas de alta qualidade, com destaque para Samba de Uma Gota Só, em terceiro lugar, Uma Flor, na segunda colocação, e Estrada, a grande campeã.

    “A boa resposta do público confirma que o circuito cultural de Rio Claro vive um novo impulso”, resume o prefeito Du Altimari. “Realizamos consecutivamente dois festivais que, ao longo dos últimos 40 dias, mobilizou a comunidade em torno de música da melhor qualidade, exaltou nomes conhecidos e criou alternativas para artistas mostrarem seu trabalho ao público”, acrescenta. Antes do Festival de MPB, que aconteceu na sexta-feira, sábado e domingo, Rio Claro realizou o Festival de Música de Inverno, com 19 noites de música no Casarão da Cultura.

    Rio Claro marcou presença entre as três melhores composições. Samba de Uma Gota Só, escrita e interpretada por Daniel Angi, ficou em terceiro lugar. Com cinco composições entre as 30 semifinalistas, o município foi o segundo com mais músicas no festival, seguido pela capital paulista, com seis canções. Uma das paulistanas, Estrada, foi a vencedora do festival na interpretação da compositora Ruthe Glória. Em segundo lugar ficou a música Uma Flor, do campineiro Nando Freitas, interpretada por Tais Reganelli e Diego Moraes.

    O terceiro colocado recebeu R$ 1 mil, o segundo lugar ganhou R$ 1.500,00 e o vencedor do festival teve prêmio de R$ 2.500,00. As 12 composições finalistas também serão agraciadas com uma cópia em DVD do evento.

     “O próximo passo será fazer uma avaliação detalhada do festival para melhorar ainda mais a edição do ano que vem”, comenta o Secretário da Cultura, Ney Fina. “Com a excelente receptividade do público e com o extraordinário nível das composições, ficou claro que esse evento deve ter lugar assegurado no calendário de eventos do município”, completa.

    Foram 155 músicas inscritas no festival. Trinta foram selecionadas para a semifinal, realizadas nas noites de sexta-feira e sábado. Doze foram selecionadas para a final do domingo em uma série de apresentações que também marcaram a estréia do novo palco do teatro do Centro Cultural. O tablado foi substituído após quase 30 anos e, com madeira de lei, está mais adequado a receber as apresentações que voltaram a mobilizar um dos mais nobres espaços culturais do município.