Após reformas, Cras Independência e Centro Comunitário Beija Flor são entregues à comunidade

Nas duas unidades são atendidas cerca de 900 pessoas por mês. 

Com cerca de 400 atendimentos ao mês, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Jardim Independência é a unidade de atendimento social de referência para cerca de cinco mil moradores daquela região cadastrados no Cras. Para que essas pessoas recebam melhor acolhimento ao procurar pelos serviços oferecidos, a prefeitura providenciou a reforma deste equipamento público. A entrega oficial foi realizada na terça-feira (30).

“Nosso principal compromisso é cuidar das pessoas, principalmente as mais carentes, e estamos investindo em educação, segurança e saúde, para que a população tenha melhor atendimento”, destacou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. A reforma no Cras incluiu adequações para melhor uso do espaço, rampas de acessibilidade, novo paisagismo e melhorias no telhado. Playground foi instalado para que as crianças possam brincar enquanto os pais aguardam o atendimento. “Os espaços públicos devem ser ocupados pela comunidade”, acrescentou o prefeito.

“Os Cras são a porta de entrada para quem busca atendimento social e é fundamental que a pessoa que procura o serviço e já está em situação de vulnerabilidade encontre ambiente acolhedor e atendimento digno”, observou Erica Belomi, secretária do Desenvolvimento Social.

Tais Andreoli, coordenadora do Cras Independência, agradeceu todos os envolvidos para que a reforma pudesse ser realizada, “o que possibilita melhores condições de trabalho e de atendimento”.

O Centro Comunitário Beija Flor, que fica ao lado do Cras, também recebeu melhorias. O prédio ganhou novo forro e pintura. “Mais do que olhar para os espaços essa administração municipal está olhando para a comunidade”, resumiu Carmelita Brescansin, responsável pelo centro comunitário, agradecendo também o apoio da Secretaria dos Esportes e Turismo. Pelo local passam cerca de 500 pessoas ao mês. Ali são realizadas atividades diversas, incluindo ginástica, dança e reuniões de grupos pastorais e de terceira idade.

“Mesmo com dificuldades financeiras, a prefeitura tem se empenhado para levar melhorias para a população”, observou o vereador Paulo Guedes. O vereador Ney Paiva lembrou que “o Cras tem papel fundamental no atendimento à comunidade”.

Também participaram do evento o vice-prefeito e secretário de Segurança, Marco Antonio Bellagamba; os secretários municipais Adriano Moreira (Educação) e Ronald Teixeira (Esportes e Turismo); o ouvidor municipal Ricardo Naitzke; o chefe de gabinete Silvio Martins; os vereadores Adriano La Torre, Júlio Lopes, Geraldo Voluntário e Irander Augusto; Adriano Marchi, presidente da Comissão de Segurança da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); e a ex-vereadora Cidinha da cadeira de rodas.  

Prefeitura entrega reforma do Cras Independência

A prefeitura também providenciou reforma do Centro Comunitário Beija-flor.

Após terem seus prédios reformados pela prefeitura de Rio Claro, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Jardim Independência e Centro Comunitário Beija-flor terão as obras entregues oficialmente à comunidade na terça-feira (30) às 14 horas.

Com a realização das obras, a população atendida no Cras Jardim Independência passou a contar com espaço mais apropriado e acolhedor. “É importante que quem procura pelos serviços possa se sentir bem acolhido e isso inclui um espaço melhor, mais agradável, o que também proporciona melhores condições para a equipe que trabalha no local”, observa o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

A reforma incluiu adequações para melhor uso do espaço e instalação de playground para diversão das crianças. Rampas de acessibilidade foram instaladas e o local também ganhou novo paisagismo e melhorias no telhado. “Tudo foi feito para que a população possa se sentir melhor acolhida quando procurar o equipamento social”, destaca Erica Belomi, secretária do Desenvolvimento Social. A mão de obra teve participação de bolsistas atendidos pelo programa Nova Vida.

O prédio do Centro Comunitário Beija-flor, que fica ao lado do Cras também recebeu melhorias, ganhou novo forro e pintura nova. Os equipamentos públicos ficam na Rua M-7, 490, Jardim Independência. 

Cras Independência recebe melhorias

Obras incluem acessibilidade e adequações de salas.

A população atendida no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Jardim Independência, em Rio Claro, já conta com espaço mais apropriado e acolhedor. A prefeitura está finalizando reforma que incluiu adequações para melhor uso do espaço e instalação de playground para diversão das crianças. “Trabalhamos para oferecer à comunidade o melhor atendimento e isso inclui espaços mais confortáveis e ambiente acolhedor, o que também dá melhores condições de trabalho à equipe”, destacou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, que na terça-feira (16) visitou o local. Faltam apenas alguns detalhes para a finalização das obras.

“Quem procura os serviços de atendimento social normalmente já está em situação vulnerável e é importante que as pessoas encontrem nos equipamentos públicos um ambiente e atendimento que contribuam para amenizar essa situação”, observa Erica Belomi, secretária do Desenvolvimento Social.

Rampas de acessibilidade foram instaladas e o local também ganhou novo paisagismo e melhorias no telhado. A mão de obra teve participação de bolsistas atendidos pelo programa Nova Vida. “O prédio tinha infiltrações e problemas no piso”, lembra Vânia Bueno, auxiliar de serviços gerais no Cras. Com a reforma, realizada com recursos federais, as questões foram solucionadas. “Essa é a primeira administração municipal que olha para a gente e faz alguma coisa para melhorar o espaço”, observa Adriana Correa, que há 16 anos trabalha como atendente no local.

O prédio do centro de convivência que fica ao lado do Cras também recebeu melhorias, ganhou novo forro e pintura nova. O vereador Paulo Guedes vem acompanhando as reivindicações da comunidade daquela região. “A reforma desses espaços era muito aguardada e dá melhores condições para comunidade e funcionários que frequentam os dois locais”, observou o vereador. 

Serviço especializado para pessoas em situação de rua tem novo endereço

Em 2018 mais de 1.100 abordagens foram feitas.

As pessoas em situação de rua contam com um novo espaço de atendimento no município de Rio Claro. O Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas), que antes funcionava no terminal rodoviário, está atendendo em novo endereço. Na terça-feira (16) o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, esteve no local para conhecer as novas instalações do serviço, que é resultado de parceria da prefeitura de Rio Claro com o Instituto Viver e Conviver.

“O trabalho realizado pelo Seas é fundamental para o bom acolhimento dos moradores de rua, e deve respeitar o direito de ir e vir de cada cidadão e também levar em consideração os interesses da população em geral”, observa o prefeito Juninho. “A articulação entre as secretarias de Desenvolvimento Social, Saúde e Segurança tem sido muito importante na realização destes atendimentos”, destaca o prefeito.

A sede do serviço em março foi transferida para imóvel na Avenida 9, no bairro Saúde. “A mudança foi proporcionada pela prefeitura para oferecer melhor acolhimento ao público atendido, o que representa importante ganho para o serviço”, destaca Erica Belomi, secretária do Desenvolvimento Social, acrescentando que a partir de parcerias como essa, o município investe financeiramente no desenvolvimento de trabalho de políticas públicas para o atendimento à população.

O Seas realiza busca ativa à população de rua oferecendo atendimento especializado e encaminhamento aos serviços públicos, quando necessário. “Em 2018 o trabalho de busca ativa realizou 1.140 abordagens”, informa Eliana Vaz, coordenadora do Seas. Durante o trabalho, equipe de profissionais percorre o município, inclusive orientando a comunidade. “A equipe inclui assistente social, psicólogo e educador social”, enumera Isis Rodrigues, educadora social.

Nas próximas semanas, material informativo será distribuído à comunidade reforçando a importância de não se dar esmolas. A recomendação é para que o cidadão em situação de rua seja orientado a procurar pelos serviços oferecidos no município.

Desenvolvimento Social promove capacitação para servidores

Assistentes sociais e psicólogos participam de curso.

Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social, vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Social de Rio Claro, participam de curso de instrumentalização de texto, ministrado por professores da Secretaria da Educação.

“O curso é direcionado a profissionais das áreas de serviço social e psicologia, visando aperfeiçoamento da escrita utilizada em relatórios e outros documentos”, observa Erica Belomi, secretária do Desenvolvimento Social.

A abordagem inclui a atenção na hora de escrever e a escrita em sua forma profissional, destinada a cada finalidade. As aulas tiveram início na semana passada e serão realizadas semanalmente até o mês de julho. Cerca de 50 profissionais participam da atividade. 
Área de anexos

Livro escrito por crianças de projetos sociais é lançado nesta terça em RC

Livro traz experiências e relatos vivenciados pelas crianças.

A prefeitura de Rio Claro, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social, lança nesta terça-feira (9) o livro “Diferentes Porém Iguais”, escrito e ilustrado por crianças atendidas em projetos sociais desenvolvidos pelo setor público e entidades parceiras. O lançamento será realizado às 19 horas no Centro Cultural Roberto Palmari que fica na Rua 2, 2.880, na Vila Operária.

O livro é uma compilação de relatos das histórias de vida e experiências vivenciadas pelas crianças dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) e organizações da sociedade civil. “São relatos emocionantes que nos tocam profundamente”, comenta a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Érica Belomi. “Nosso objetivo com o livro é dar voz a essas crianças que passaram por experiências marcantes já no início de suas vidas”, acrescenta.

Com foco no respeito, a obra literária mostra um pouco das vivências e repertório dos jovens que, por meio do SCFV, são fortalecidos em seus vínculos familiares, buscando o protagonismo das famílias que são acompanhadas pelo Centro de Referência da Assistência Social (Cras). O livro é uma realização da secretaria em parceria com as entidades.

O livro “Diferentes Porém Iguais” foi registrado na Biblioteca Nacional, garantindo os direitos autorais dos pequenos escritores. Érica conta que a ideia do livro surgiu após as crianças participarem do projeto “Como nasce um livro”, da Editora Adonis, no ano passado.

Prefeitura orienta sobre novas regras para repasses públicos

Orientações foram baseadas no marco regulatório do terceiro setor.

A prefeitura de Rio Claro, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social, está orientando as entidades do terceiro setor sobre as novas regras para os repasses de recursos públicos. Reunião com esse objetivo foi realizada na semana passada com representantes de 13 organizações da sociedade civil (OSC), responsáveis pela execução de 33 serviços na área social do município.

“Esses serviços são essenciais para o fortalecimento do convívio familiar dos usuários da rede socioassistencial em suas várias vertentes e segmentos de proteções no âmbito do Suas, que é o Sistema Único de Assistência Social, e também dos programas complementares que são viabilizados por meio de chamamento público”, explica a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Érica Belomi.

As orientações foram feitas com base nas novas posturas estabelecidas pela Lei Federal 13.019/2014, que trata do Marco Regulatório do Terceiro Setor em vigência desde 2017. O marco regulatório dispõe sobre as normas para as parcerias entre a administração pública e as organizações da sociedade civil.

“Falamos sobre as responsabilidades do administrador público e do gestor da entidade parceira, e sobre a necessidade de criar uma comissão de monitoramento e avaliação, responsável por monitorar e avaliar parcerias celebradas entre poder público e entidades”, informa Érica, ressaltando que o objetivo da comissão é garantir a execução dos serviços prestados à comunidade com qualidade e transparência.

Na reunião, foi apresentada aos participantes a estrutura pública do departamento responsável pela fiscalização e zeladoria dos serviços prestados à população via entidades. Essas orientações foram recebidas pela equipe da Secretaria do Desenvolvimento Social no evento “Encontros da Fiscalização 2019”, com o tema Terceiro Setor, realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP).

Manipuladores de alimentos participam de oficinas culinárias

Oficinas orientaram sobre a produção de receitas de alimentos saudáveis.

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social realizou duas oficinas culinárias na semana passada. Uma delas ocorreu no dia 27, no Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) como parte da programação da 24ª Semana da Mulher. A segunda oficina foi realizada no dia 28 no Núcleo Administrativo Municipal (NAM), direcionada aos manipuladores de alimentos dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV) e das Organizações da Sociedade Civil (OSC) parceiras da secretaria.

Os participantes das oficinas tiveram oportunidade de aprender a fazer receitas saudáveis, como torta de abobrinha, brigadeiro de cenoura e suco de casca de abacaxi com hortelã. “A estratégia da oficina culinária é muito interessante, pois permite o preparo prático das receitas e a explicação de seus benefícios, através de informação sobre os alimentos saudáveis e técnicas culinárias”, observa a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Érica Belomi.

As oficinas fazem parte do processo de capacitação de manipuladores que a Secretaria do Desenvolvimento Social realiza bimestralmente. As atividades aconteceram de forma integrada e intersetorial, com participação da nutricionista do Banco de Alimentos, Pamela Amanda Nascimento, que somou esforços com a estagiária em nutrição da secretaria, Ana Beatriz dos Santos Martins, e os gestores municipais da Segurança Alimentar e Nutricional – Larissa Baungartner Zeminian, Proteção Social Básica – Viviane Cristina Geraldo e Proteção Social Especial – Ione Helena Bernardo.

Essa ação faz parte da política de segurança alimentar e nutricional desenvolvida pela Secretaria do Desenvolvimento Social que abrange, entre outros programas, a Reeducação Alimentar nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), a Horta Solidária, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Banco de Alimentos.

Jovens do ProJovem fazem passeio de avião na 5ª-feira

Setenta jovens do programa social conheceram de perto aviões e planadores.

Três adolescentes do programa ProJovem, da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social de Rio Claro, farão passeio de avião na quinta-feira (4). Os vôos começam às 14h30. Jéferson Luís, Júlia da Silva e Fábio Costa estão entre os cinco sorteados dos 70 alunos do ProJovem que visitaram o aeroclube rio-clarense na semana passada. No dia 25, segunda-feira, os outros dois contemplados, Christian de Souza e Huam de Sales, fizeram o vôo.

Os passeios de avião estão sendo realizados com autorização dos pais. Christian de Souza conta eufórico que o passeio foi inesquecível e que os momentos mais emocionantes foram quando o avião fazia curvas e na hora de pousar. “Começamos a descer, as casas que estavam pequenininhas começaram a crescer, passamos bem perto delas” disse. De acordo com  Huan de Sales a decolagem foi bem tranquila e durante o vôo pôde identificar vários pontos da cidade, como o Lago Azul, Floresta Estadual entre outros. “Me senti privilegiado por ter sido sorteado, agradeço muito ao aeroclube e ao ProJovem”, destaca.

Na vista feita ao aeroclube os jovens fizeram um “tour” pelo campo da aviação e receberam informações dos pilotos e monitores. Os 70 jovens conheceram aeronaves e planadores e puderam entrar nos aviões. Durante o passeio os jovens e equipe do ProJovem foram acompanhados pelos instrutores Jean e Maicon.

“Atividades como essa são importantes, pois, além de levar novas informações para os jovens, também podem despertar interesse em diversas carreiras profissionais”, comenta a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Érica Belomi.

O ProJovem é um Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, realizado pela prefeitura por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social. Atende adolescentes de 15 a 17 anos nos períodos da manhã e da tarde, com cursos e oficinas de música, capoeira, desenho e atividades de capacitação profissional. Os jovens atendidos recebem transporte e alimentação. Vinculado aos Centros de Referência de Assistência Social, o ProJovem fica na Avenida 40, 926, bairro Santana.

Rio Claro participa de encontro da fiscalização do terceiro setor

Evento foi realizado pelo Tribunal de Contas do Estado.

Representantes da prefeitura e do terceiro setor de Rio Claro participaram da primeira edição do evento “Encontros da Fiscalização 2019” com o tema Terceiro Setor. O evento foi realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) e contou com o presidente do tribunal, conselheiro Antonio Roque Citadini, que falou sobre as dificuldades de fiscalização na administração pública e a meta do tribunal de realizar encontros para compartilhar conhecimentos e informações sobre procedimentos e mecanismos de fiscalização.

Os conselheiros do TCE orientaram os municípios sobre as novas posturas em relação à Lei 13.019, que dispõe sobre o Marco Regulatório do Terceiro Setor. Também foram discutidos os pontos fundamentais sobre o investimento de recursos públicos repassados às organizações da sociedade civil para atingir o objetivo acordado obtendo resultados satisfatórios à política pública com monitoramento e fiscalização do órgão gestor.

“A lei do marco regulatório começou a valer para os municípios em 2017 e assumimos a secretaria já observando as novas regras. Para isso mudamos a estrutura administrativa e elaboramos um manual de prestação de contas para as entidades”, explica a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Érica Belomi, ressaltando que o município obteve resultados positivos referentes à profissionalização do terceiro setor se tornando referência na região.

Também no encontro foi lançado um novo projeto Audesp (Auditoria Eletrônica de Órgãos Públicos), fase V, com o tema Repasses Públicos ao Terceiro Setor. “É um sistema utilizado pela administração pública que agora será implantado para o terceiro setor”, informa Érica.