Cemitérios de Rio Claro terão orientação contra dengue

Secretaria de Saúde colocará agentes nos três cemitérios para lembrar que pratinhos e embalagens devem ser retirados.

Agentes de saúde da prefeitura de Rio Claro estarão nos três cemitérios do município no próximo sábado (2), Dia de Finados, das 8 às 17 horas, fazendo orientação contra o Aedes aegypti. Seis profissionais estarão no cemitério municipal São João Batista, quatro no cemitério Parque das Palmeiras e dois no cemitério Evangélico. Os profissionais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) alertarão os visitantes sobre cuidados essenciais para a eliminação dos criadouros do mosquito, como a retirada de pratinhos de plantas nos túmulos e a das embalagens plásticas nos vasos de flores. Qualquer objeto que acumule água parada pode ser criadouro do Aedes.

“O período de chuvas está começando e é fundamental a colaboração de todos, pois além da dengue, esse mosquito transmite outras doenças, como zika, chikungunya e febre amarela”, alerta o gerente do CCZ, Diego Reis.

O boletim mais recente da Vigilância Epidemiológica aponta 1180 casos de dengue em Rio Claro desde janeiro, e um registro de chikungunya. A Secretaria Municipal de Saúde reforça o pedido para que a comunidade seja ativa na luta contra o Aedes, pois quase 90% dos criadouros estão em imóveis habitados. Manter os quintais limpos e fazer o descarte correto de materiais são atitudes essenciais para eliminar o mosquito da dengue.

Rio Claro recebe R$ 250 mil para equipamentos de saúde

Recursos são oriundos de emenda parlamentar.

O setor de saúde de Rio Claro conquistou mais uma emenda de R$ 250 mil para investir na compra de equipamentos para a rede municipal. Os recursos são oriundos de emenda parlamentar do deputado federal Celso Russomanno e já estão disponíveis para utilização do município.

“Quero agradecer o apoio do deputado por lembrar de Rio Claro e destinar essa verba que vai nos ajudar a melhor atender a comunidade”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Essa ajuda que vem de fora é muito importante já que a capacidade de investimento do município é pequena”, acrescenta Juninho ressaltando que a emenda soma aos esforços da prefeitura, que vem investindo maciçamente na melhoria dos serviços públicos municipais de saúde.

Instrumentos médicos, móveis e computadores estão entre os itens que serão adquiridos com esses recursos. “Os equipamentos irão qualificar ainda mais o atendimento prestado à população e dar melhores condições de trabalho aos profissionais da rede municipal de saúde”, destaca a secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer.

A emenda foi destinada a Rio Claro pelo deputado Russomanno a partir de solicitação do vereador Irander Augusto. “Agradeço o deputado por atender meu pedido. Esse dinheiro veio na hora certa, num momento em que o município está precisando de apoio financeiro e vai ajudar o município a melhor atender a comunidade na rede pública de saúde”, destaca Irander, informando que, com mais esse recurso, seu trabalho junto a parlamentares estaduais e federais já rendeu R$ 1 milhão em emendas para o município.

Farmácias Todo Dia atendem no fim de semana e feriado

Unidades ficam no Cervezão e Bairro do Estádio e abrem das 8 às 17 horas.

O programa Farmácia Todo Dia de Rio Claro fará atendimento normal no sábado, domingo e segunda-feira, Dia do Servidor Público. O atendimento é das 8 às 17 horas, no Bairro do Estádio (Avenida 29, 1.311, anexa à Unidade Básica de Saúde) e Cervezão (Rua M-9, número 50, vizinha à UPA do Cervezão).

O programa Farmácia Todo Dia foi criado pela prefeitura em 2017 para que a distribuição gratuita de remédios não fique restrita aos dias úteis da semana, proporcionando mais comodidade aos usuários e agilidade no atendimento. A iniciativa faz parte do programa Mais Saúde, com uma série de outras ações e investimentos voltados à melhoria do setor.

Os medicamentos fornecidos gratuitamente nas unidades do programa Farmácia Todo Dia são destinados exclusivamente aos pacientes que apresentam receita prescrita por médico.

UPA do Bairro do Estádio e do Cervezão mantêm plantão na segunda-feira

Samu e Farmácia Todo Dia também terão atendimento normal no ponto facultativo.

Nesse fim de semana e na segunda-feira (28), Dia do Servidor Público, o atendimento médico na rede pública municipal de saúde de Rio Claro será feito nos plantões 24 horas da prefeitura. Quem precisar de cuidados nessa área deve procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cervezão, na Rua M-9, 66, telefone 3533-7272, ou a UPA do Bairro do Estádio, na Avenida 29, entre ruas 12 e 13, telefone 3522-1818.

Além das UPAs, a rede municipal de saúde também atende no feriado prolongado as emergências psiquiátricas no Centro de Atendimento Psicossocial (Caps III), localizado na Rua M-9, 50, vizinho à UPA do Cervezão. Os telefones são 3525-4940 e 3525-4941. Além disso, o Samu atende emergências 24 horas pela linha 192. O programa Farmácia Todo Dia também atenderá normalmente, das 8 às 17 horas durante o fim de semana e ponto facultativo.

Doença falciforme é tema de palestra nesta sexta-feira no Centro Cultural

Atividade é gratuita. Haverá certificado.

A palestra “Doença Falciforme – o maior perigo é você não saber que ela existe”, que será realizada em Rio Claro nesta sexta-feira (25), aborda a necessidade de se ampliar o alcance das informações sobre essa doença. Com entrada gratuita, a atividade está marcada para as 13h30, no teatro do Centro Cultural “Roberto Palmari”. “É um assunto muito importante e esse evento é uma excelente oportunidade de mais informações e orientações para a comunidade sobre o tema”, comenta a secretária municipal de Cultura, Daniela Ferraz.

As palestrantes são Gabriella Soares de Souza, bacharel em fisioterapia, especialista em neuropediatria e fisiologia do exercício, mestre e doutora em ciências e docente do curso de medicina do Claretiano Faculdade, e a assistente social Sheila Ventura Pereira, coordenadora legal da Associação Pró Falcêmicos de São Paulo, vice-coordenadora do Fórum dos Portadores de Patologias do Estado de São Paulo e integrante do Conselho de Saúde do Estado de São Paulo. “Haverá certificado para os participantes”, destaca a assessora municipal dos Direitos Raciais, Josiane Martins.

O vereador Geraldo Voluntário, que apresentou proposta para que seja instituído no calendário de eventos oficiais de Rio Claro o Dia de Luta pelos Direitos das Pessoas com Doença Falciforme, a ser celebrado em dia 27 de outubro, destaca a importância da orientação à comunidade sobre o assunto.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença falciforme é causada por um defeito na estrutura da hemoglobina que faz com que hemácias assumam forma de lua minguante, ao invés de manter o formato esférico, quando expostas a condições como febre alta, baixa tensão de oxigênio  e infecções. O paciente apresenta anemia hemolítica, crises vaso-oclusivas, crises de dor, insuficiência renal progressiva, acidente vascular cerebral, maior susceptibilidade a infecções. Podem ocorrer alterações no desenvolvimento neurológico.

A palestra “Doença Falciforme – o maior perigo é você não saber que ela existe”, é realizada pela prefeitura de Rio Claro e Câmara Municipal.  A organização é da Assessoria dos Direitos Raciais, vinculada à Secretaria Municipal de Cultura por intermédio da Diretoria de Políticas Especiais, e Núcleo de Educação em Saúde, Treinamento e Desenvolvimento (Nestd), vinculado à Secretaria Municipal de Saúde.

Maiores informações sobre a palestra podem ser obtidas pelo telefone (19) 3522-8000.

Rio Claro realiza vacinação contra o sarampo neste sábado

Campanha é destinada a crianças de seis meses a quatro anos.

Campanha de vacinação contra o sarampo será realizada neste sábado (19) em Rio Claro. É o Dia D de imunização contra a doença que será realizado em todo o país destinado a crianças de seis meses a quatro anos. O município terá 18 postos de vacinação que vão funcionar das 8 às 17 horas. Somente as unidades de saúde da Vila Cristina, Santa Elisa e Jardim Brasília não vão funcionar neste sábado (19). Também não haverá posto móvel.

“Os pais ou responsáveis devem levar as crianças de seis meses a quatro anos para tomarem a vacina tríplice viral que protege contra sarampo, caxumba e rubéola”, recomenda a secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer, ressaltando que a vacina é um direito da criança e a maneira mais eficaz de protegê-la contra doença.

A orientação é para que os pais ou responsáveis confiram a carteira de vacinação da criança. Se ela já tomou a primeira dose da vacina deve tomar a segunda, e se não tomou nenhuma dose deve tomar a primeira e em seguida a segunda. “Vamos fazer atualização da caderneta de vacinação e regularizar as vacinas em atraso”, explica Dinorá dos Santos, enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica.

Rio Claro recebeu 1.800 doses da vacina tríplice viral para a realização da primeira etapa da campanha de 7 a 25 de outubro. Não há meta de imunização estabelecida. “Como é uma campanha seletiva não tem meta estipulada. A campanha contribuirá para o aumento da cobertura vacinal do município e prevenção contra o surgimento de novos casos de sarampo”, esclarece Dinorá.

Os endereços dos postos de vacinação podem ser consultados no site www.saude-rioclaro.org.br. O Dia D faz parte da primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo que prossegue até o dia 25 de outubro. Na segunda etapa da campanha, que será realizada de 18 a 30 de novembro, o foco será em pessoas de 20 a 29 anos.

Novo levantamento mostra índice larvário ‘satisfatório’ em Rio Claro

Período de chuvas está chegando e população deve redobrar cuidados contra o Aedes.

Nova análise da densidade larvária aponta Rio Claro com índice 0,6, considerado satisfatório pelos critérios da Organização Mundial de Saúde. O levantamento aponta dados relativos à infestação pelo Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e outras doenças. No levantamento anterior, de julho, o índice foi 0,4, também classificado como satisfatório. Os números de abril (1,7) e janeiro (1,6) colocaram o município em situação de alerta. De acordo com OMS os índices inferiores a 1% são considerados satisfatórios; 1% a 3,9% indicam situação de alerta; e índices superiores a 4%, risco de surto.

Na mais recente vistoria, realizada na primeira semana deste mês, foram analisados 2.456 imóveis, escolhidos de forma aleatória em todas as áreas do município, seguindo o sistema da Superintendência do Controle de Endemias (Sucen).

“Conseguimos reduzir o número de larvas do mosquito no segundo semestre graças ao importante trabalho de nossos agentes de endemias e a essencial participação da comunidade, mas a guerra contra o Aedes não pode parar”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “Pedimos que a população se mantenha engajada pela eliminação de criadouros”, frisa.

Além das vistorias e mutirões feitas pelas equipes da rede de saúde, o setor de Educação e Informação da Secretaria Municipal de Saúde, realiza palestras educativas e envia material de  orientação aos meios de comunicação e redes sociais, visando a conscientização da população na eliminação da água parada e remoção de objetos inservíveis que possam servir de criadouros para o mosquito transmissor.

Boletim da Vigilância Epidemiológica divulgado nesta semana aponta 1178 casos confirmados de dengue em Rio Claro neste ano, além de um de chikungunya. Não há registros de zika vírus e febre amarela.

Para a secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer, a aproximação do período de chuvas exige que todos redobrem a atenção para que os potenciais criadouros do mosquito sejam eliminados. “Constatamos que 88% dos criadouros estão em imóveis habitados, o que mostra o papel fundamental que cada um pode desempenhar tomando cuidados básicos contra a dengue”, comenta. Duas ações muito simples são totalmente eficazes: não jogar lixo nas ruas e terrenos e não deixar qualquer quantidade de água acumular, em casa ou na rua.

Para o descarte correto de materiais, a prefeitura mantém seis ecopontos, coleta de lixo domiciliar em todos os bairros, coleta seletiva e serviço de cata bagulho.

Prefeitura de Rio Claro forma nova turma para uso de drones

Profissionais de 12 municípios já participaram do curso realizado pela Defesa Civil rio-clarense.

A prefeitura de Rio Claro concluiu nesta semana mais um ciclo de treinamento do curso de operações com aeronaves remotamente pilotadas, mais conhecidos como drones. A formatura da sexta turma foi realizada sexta-feira (18), na sede da Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário. Referência no uso desses equipamentos como auxílio a atividades do serviço público, Rio Claro já atendeu com o curso 141 profissionais de 29 órgãos públicos e 12 municípios.

“É uma imensa satisfação e uma grande responsabilidade compartilhar  o conhecimento técnico da prefeitura nessa área e poder ajudar outras cidades e instituições a usarem essa versátil ferramenta que são os drones”, comenta o secretário municipal de Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário, Marco Antonio Bellagamba, que participou da solenidade de formatura na sexta-feira.

O curso mais recente foi realizado ao longo desta semana e administrado a 24 profissionais de secretarias municipais de Rio Claro, da Guarda Civil de Limeira, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Científica e da Secretaria Estadual da Administração Penitenciária.

“A versatilidade desses equipamentos é enorme, o que faz dos drones instrumentos muito eficientes, com aplicações em vários setores”, explica o diretor municipal da Defesa Civil de Rio Claro, Wagner Martins Araújo. “Para o sucesso das operações com essas aeronaves, é essencial constante atualização técnica e do conhecimentos de legislação e procedimentos de segurança de voo”, acrescenta, reforçando a importância do curso realizado em Rio Claro. Desde que começaram a ser utilizados pela prefeitura, em agosto do ano passado, os drones estão sendo usados em mapeamento e monitoramento de áreas de risco, ações em apoio a órgãos da administração municipal e da segurança pública.

Rio Claro aguarda doses da vacina pentavalente do Ministério da Saúde

Tão logo receba as vacinas, o município fará atualização da caderneta das crianças.

O Ministério da Saúde ainda não conseguiu regularizar a distribuição da vacina pentavalente aos municípios. O abastecimento da vacina está irregular desde julho quando um lote importado da vacina foi reprovado nos testes de qualidade. Por isso, as compras com o antigo fornecedor foram interrompidas e foi solicitada a reposição. A expectativa do Ministério da Saúde é que o abastecimento comece a ser normalizado a partir de novembro.

Rio Claro, assim como outras cidades brasileiras, aguarda a reposição da vacina pentavalente pelo Ministério da Saúde, que é o único órgão público autorizado pelo Programa Nacional de Imunização a adquirir essa vacina. A vacina protege contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenza tipo B, responsável por infecções no nariz, meninge e na garganta.  

“Tão logo a vacina seja recebida, o município seguirá as estratégias determinadas para atualizar a caderneta de vacinação das crianças”, informa a secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer. As crianças devem tomar três doses da vacina, aos 2, aos 4 e aos 6 meses de vida.

De acordo com o Ministério da Saúde, a distribuição da vacina começou a ser regularizada neste mês. “De um total de 800 mil doses previstas para regularizar a distribuição nacional, a pasta já enviou 440 mil doses no início de outubro e o restante está previsto para ser enviado no final do mês. A expectativa é que a partir de novembro, o Ministério da Saúde consiga regularizar a distribuição aos estados”, diz nota emitida pelo governo federal.

O governo estuda ainda iniciar produção nacional da vacina pentavalente para garantir o abastecimento da vacina no Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, o Brasil não produz a vacina que é adquirida de laboratórios internacionais.

Justiça mantém transferências de médicos do PSMI para as UPAs

Profissionais tiveram pedido de liminar indeferido pela Justiça do Trabalho.

A Justiça do Trabalho indeferiu pedido de liminar feito por um grupo de médicos que pedia o retorno ao Pronto-Socorro Municipal Integrado (PSMI). No mês passado, os médicos do quadro da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Claro que davam expediente no PSMI passaram a atender nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Cervezão e do Bairro do Estádio.

“A mudança faz parte da reestruturação da rede municipal de urgência para melhorar o atendimento aos usuários”, explica a secretária municipal de Saúde, Maria Clélia Bauer. De acordo com ela, a terceirização do serviço médico do PSMI vai gerar economia aos cofres públicos, além de suprir as necessidades de escalas das UPAs.

Parte dos médicos ingressou com ação na Justiça do Trabalho, com pedido de liminar e tutela antecipada, solicitando o retorno aos seus antigos postos no PSMI. O pedido de liminar foi indeferido pela Justiça que mantém as mudanças realizadas pela Secretaria de Saúde até que o processo seja julgado. A decisão foi publicada na quarta-feira (17).

“É fato que os médicos não fizeram concurso para trabalhar em um local específico, sendo que alguns deles iniciaram o trabalho na UPA. Não há necessidade de motivação do ato administrativo de transferência, sendo certo de que é caso de se presumir que a alteração se deu por causa de demanda de serviço público e tal procedimento encontra amparo no poder diretivo – jus variandi – do empregador”, diz a juíza Karine da Justa Teixeira Rocha na decisão, observando ainda que “não cabe ao Judiciário rever os critérios adotados pelo administrador em procedimentos que lhe são privativos, cabendo-lhe apenas dizer se aquele agiu com observância da lei, dentro da sua competência”.