IBGE inicia Censo 2010 e simula aplicação do primeiro questionário com prefeito Altimari

    O prefeito de Rio Claro, Du Altimari respondeu nesta segunda-feira, 2, a título de simulação, o primeiro questionário relativo ao Censo 2010, que começa a ser aplicado nesta data pelo IBGE em todo o Brasil. A aplicação do questionário ocorreu no Paço Municipal e marcou também o início oficial do Censo no município e em outras quatro cidades da região: Santa Gertrudes, Itirapina, Ipeúna e Corumbataí. Ao final da simulação, Altimari desejou sucesso às equipes de recenseadores que percorrerão a cidade e o país inteiro nos próximos três meses, visto que a previsão do IBGE é encerrar o levantamento até o final de outubro. Os primeiros resultados do Censo 2010 começam a ser divulgados no final de novembro deste ano, segundo previsões do IBGE.  

    Compareceram à prefeitura representando o IBGE Fábio Nori Chiossi, supervisor, e Eliana Aparecida Gomes Gallina, agente censitária municipal, ambos do Posto I, uma das três unidades que concentrarão as atividades do Censo em Rio Claro. Fábio e Eliana aproveitaram a ocasião para explanar ao prefeito alguns detalhes desta operação singular, que acontece em intervalos de 10 anos, envolvendo todo o universo populacional brasileiro, que se aproxima de 200 milhões de habitantes. De sua parte, Altimari reconheceu a “envergadura impressionante do Censo”, notou a “importância das informações a serem levantadas” e previu que o resultado do levantamento “mostrará um Brasil de menos desigualdades e preparado para chegar ao final desta década como uma das mais fortes economias mundiais, mas também amparado em grandes avanços sociais”.

    No Brasil, o Censo 2010 estará presente em 5.565 municípios, sendo 645 deles no Estado de São Paulo. Em Rio Claro, a equipe é composta por 32 pessoas e 190 recenseadores. Corumbataí (oito recenseadores), Itirapina (32), Ipeúna (oito) e Santa Gertrudes (19) completam a subárea de Rio Claro.

    Em 2009, Rio Claro foi incluída no Censo Experimental junto com outras quatro cidades brasileiras, mas foi a única do grupo a ter o teste experimental estendido à totalidade da população. A experimentação realizada ano passado testou todo o processo, servindo como referência para o trabalho que começa a ser aplicado agora em todo o território nacional.

    Para o IBGE, a escolha de Rio Claro para o Censo Experimental em 2009 não foi fortuita. O município, de acordo com a instituição, presta-se como excelente laboratório para esta finalidade. O Brasil tem população ligeiramente superior a 190 milhões de habitantes e Rio Claro pouco mais de 190 mil. Além disso, reflete também, proporcionalmente, as mesmas características sócio-econômicas, culturais, de transportes etc, o que permite uma projeção destes dados para um cenário maior, de Brasil.

Definida empresa para as obras do Samu em Rio Claro

 

Definida empresa para as obras do Samu em Rio Claro
Definida empresa para as obras do Samu em Rio Claro

   O Diário Oficial do Município de sexta-feira, 30, publicou a homologação do resultado da licitação sobre a contratação da empresa responsável pela construção da Central de Regulação Médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Rio Claro.

    Estimada em R$ 715 mil, a obra será feita pela Construtora Rodrigues e Penteado Ltda, vencedora da licitação com a oferta de serviços no valor total de R$ 537.165,73. Deste valor, R$ 100 mil são do governo federal, que destinou o repasse de recursos na ordem de R$ 212 mil ao município.

    Do montante enviado pelo Ministério da Saúde, R$ 100 mil serão investidos na construção do prédio, R$ 16 mil no mobiliário e, R$ 96.800,00 em equipamentos de tecnologia da informática e rede. Rio Claro fará a contrapartida de R$ 437.165,73, valor que excede os R$ 100 mil disponibilizados pelo governo federal para a edificação.

    O prédio do Samu será construído em área nas imediações do Corpo de Bombeiros, na Avenida Brasil. De acordo com o diretor geral de administração da Fundação Municipal de Saúde, Edson Rodrigues Filho, a obra deve ter sua ordem de serviço expedida nos próximos dias. “A intenção é começar o quanto, pois as ambulâncias do Samu já foram entregues ao município no final de março”, ressalta.

    O Samu funcionará 24 horas por dia com médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atenderão as urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população. O socorro é feito depois de chamada gratuita para o telefone 192 e tem como principal característica a rapidez do atendimento, feito desde o início com acompanhamento médico.

    Em Rio Claro, os serviços também atenderão as cidades de Analândia, Corumbataí, Ipeúna, Itirapina e Santa Gertrudes. “A vinda do Samu deve promover uma agilidade significativa nos atendimentos, além de diminuir o fluxo de pacientes nos hospitais públicos de Rio Claro e da região. O Samu ampliará a qualidade no atendimento oferecido à população”, destaca o médico Marco Aurélio Mestrinel, presidente da Fundação Municipal de Saúde.

Prefeitura de Rio Claro recupera duas pontes na zona rural

    A Prefeitura de Rio Claro concluiu os serviços de recuperação de duas pontes na zona rural, devolvendo as condições de tráfego para moradores e proprietários da região do Bairro dos Lopes.

    Feitas em madeira, as duas pontes estavam com os tablados fragilizados pela ação das chuvas e sol, pondo em risco a segurança dos usuários. “Fizemos a troca por madeira garapeira, que bastante resistente e certamente suportará o uso por muitos anos”, afirma Ivan De Domênico, secretário municipal de Obras. Os serviços foram realizados por funcionários da prefeitura.

    Construídas sobre o rio Ribeirão Claro e um riacho próximo, as pontes ficam na estrada velha Rio Claro-Araras e são bastante utilizadas por moradores da região da Vila Industrial.

Jukebox leva som instrumental dos anos 60 ao Casarão na terça-feira

    O melhor da surf music, do twist e do som instrumental e romântico dos anos 60 poderá ser conferido pelo público que comparecer na noite desta terça-feira (3) ao Casarão da Cultura de Rio Claro. O show da banda Jukebox começa às 20 horas, é gratuito e faz parte do Festival de Música de Inverno que acontece até o próximo dia nove.

    A banda tem 16 anos de estrada. Começou em 1994 e hoje é formada por Eliano D’Antoni (guitarra solo), Maria (guitarra), Flávio (guitarra solo), Fernando (teclados), Bertinho (bateria) e Luiz (baixo).

    The Shadows, The Ventures são alguns dos nomes do rock instrumental que aparecem nas versões da banda Jukebox, que promete um show especial para quem curte o som da era clássica do rock, executado com energia e grande domínio técnico.

Festival

    Neste ano são 19 apresentações no Festival de Música de Inverno. Os mais variados estilos musicais estão contemplados na programação, do samba ao jazz, do rock ao chorinho, da música clássica à MPB. O público que comparece às apresentações também pode visitar duas salas montadas no Casarão mostrando um pouco da vida e obra do poeta e músico Sidney Barreto e da Rainha do Rádio Dalva de Oliveira.

   O Casarão da Cultura fica na avenida três na esquina com a rua sete, em frente à Praça da Liberdade.

Retratos Musicais

    A exposição Retratos Musicais, aberta na noite de 22 de julho também segue no Casarão da Cultura, com novas obras do artista Luciano Gama feitas a partir de inspiração musical.

    No ano passado, Gama mostrou retratos de artistas da música durante a primeira edição de festival. O sucesso foi grande e agora novos trabalhos poderão ser conferidos pelo público.

    Quadros de Noel Rosa, Tom Jobim, Dalva de Oliveira, Vinícius de Moraes e outros, em um total de 15 quadros, afinam a mostra com a temática musical do festival de inverno no Casarão da Cultura. A exposição pode ser vista diariamente, inclusive aos sábados e domingos, das 10 às 22 horas, até o dia nove de agosto.

Realização

    A realização do segundo Festival de Música de Inverno de Rio Claro é da prefeitura de Rio Claro por intermédio da Secretaria de Cultura, em parceria com a Orquestra Filarmônica de Rio Claro. O apoio é da Secretaria Municipal de Turismo, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Arquivo Público Histórico Oscar de Arruda Penteado.

    A série de eventos tem a colaboração da Cia. do Tempo Antiguidades, Circo Festa, Diretoria Regional do Ciesp em Rio Claro, Germânia Chopperia, Outras Histórias Sebo & Livraria, Jog Music, Maurício Nadin, Mercado da Qualidade, Semearte Arquitetura e Paisagismo, Supermercado Papagaio e Versalhes Locações para Festas.

Programação do 2º Festival de Música de Inverno de Rio Claro

03 de agosto – terça-feira

20h – Banda Jukebox. Surf music, música instrumental e romântica dos anos 60.

21h – Banda Cocktail Blue. Baladas, pop e rock.

04 de agosto – quarta-feira

20h – Grupo Simplesmente Saudade

05 de agosto – quinta-feira

20h – Viagem musical com Jorge Soares & Banda

06 de agosto – sexta-feira

20h – Noite de Jazz e Bossa. Luciano Filho, Rogério Cerri e convidados fazem jam session.

07 de agosto – sábado

10h30 – Ensaio aberto dos alunos da Orquestra Filarmônica de Rio Claro. Professor Fábio Engle

20h – Recital de Piano – Especial Dia dos Pais. Homenagem ao pianista Eugênio Benetti, com produção de Vagner LLari e realização da Secretaria Municipal de Turismo

08 de agosto – domingo

20h – Duo Frenesi e convidados. Adriano Nogueira (piano) e Mariana Pires de Oliveira (canto).

09 de agosto – segunda-feira

20h – Baladas e Boleros. Voz e violão: Vagner LLari. Violino: Oswaldo Lima.

21h – Lançamento do CD “O Gaiteiro”, com composições de Sidney Barreto e show de encerramento do segundo Festival de Música de Inverno de Rio Claro, com Anderson Rossetti, Edson Barreto e convidados.

Workshops

Durante o Festival de Música de Inverno de Rio Claro haverá workshops realizados no Casarão da Cultura. Com exceção do workshop do dia 30 de julho, os demais são gratuitos.

Programação dos workshops

07 de agosto – sábado

15h às 17h –“O Universo da Guitarra Elétrica”. Professor Aquiles Faneco (guitarrista), do Instituo de Guitarra & Tecnologia da EM&T de Campinas.

03 de agosto – terça-feira,

04 de agosto – quarta-feira,

06 de agosto – sexta-feira

14h às 16h – Oficina dos sons – Percepção e interpretação de estímulos sonoros, com a professora doutora Georgina Faneco Maniakas (UFSCar) com a participação do ator Cláudio Lopes.

Cocktail Blue fecha noite de 3ª-feira do Festival de Inverno

    A banda Cocktail Blue fecha a noite desta terça-feira (3) do Festival de Música de Inverno de Rio Claro, com show aberto ao público no Casarão da Cultura, com início às 21 horas.

    O quarteto começou a carreira explorando as possibilidades do rock e do rhythm & blues e hoje direciona o repertório para uma vertente mais pop, sem perder a influência de bandas dos anos 70.

    Deep Purple, Pink Floyd, Creedence, Beatles, Stepenwolf, Eric Clapton, Rita Lee, Cássia Eller, The Doors, Raul Seixas, Santana e David Bowie, entre muitos outros, são algumas fontes de onde o grupo de Rio Claro busca os elementos de seu repertório.

    Maria Helena (voz), Jorge (guitarra e voz), Joubert (baixo e voz) e Vinícius Padula (bateria) formam o Cocktail Blue. Todos têm grande experiência nos palcos e vasta formação teórica.

Festival

    Neste ano são 19 apresentações no Festival de Música de Inverno. Os mais variados estilos musicais estão contemplados na programação, do samba ao jazz, do rock ao chorinho, da música clássica à MPB. O público que comparece às apresentações também pode visitar duas salas montadas no Casarão mostrando um pouco da vida e obra do poeta e músico Sidney Barreto e da Rainha do Rádio Dalva de Oliveira.

    O Casarão da Cultura fica na avenida três na esquina com a rua sete, em frente à Praça da Liberdade.

Retratos Musicais

    A exposição Retratos Musicais, aberta na noite de 22 de julho também segue no Casarão da Cultura, com novas obras do artista Luciano Gama feitas a partir de inspiração musical.

    No ano passado, Gama mostrou retratos de artistas da música durante a primeira edição de festival. O sucesso foi grande e agora novos trabalhos poderão ser conferidos pelo público.

    Quadros de Noel Rosa, Tom Jobim, Dalva de Oliveira, Vinícius de Moraes e outros, em um total de 15 quadros, afinam a mostra com a temática musical do festival de inverno no Casarão da Cultura. A exposição pode ser vista diariamente, inclusive aos sábados e domingos, das 10 às 22 horas, até o dia nove de agosto.

Realização

    A realização do segundo Festival de Música de Inverno de Rio Claro é da prefeitura de Rio Claro por intermédio da Secretaria de Cultura, em parceria com a Orquestra Filarmônica de Rio Claro. O apoio é da Secretaria Municipal de Turismo, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Arquivo Público Histórico Oscar de Arruda Penteado.

    A série de eventos tem a colaboração da Cia. do Tempo Antiguidades, Circo Festa, Diretoria Regional do Ciesp em Rio Claro, Germânia Chopperia, Outras Histórias Sebo & Livraria, Jog Music, Maurício Nadin, Mercado da Qualidade, Semearte Arquitetura e Paisagismo, Supermercado Papagaio e Versalhes Locações para Festas.

Programação do 2º Festival de Música de Inverno de Rio Claro

03 de agosto – terça-feira

20h – Banda Jukebox. Surf music, música instrumental e romântica dos anos 60.

21h – Banda Cocktail Blue. Baladas, pop e rock.

04 de agosto – quarta-feira

20h – Grupo Simplesmente Saudade

05 de agosto – quinta-feira

20h – Viagem musical com Jorge Soares & Banda

06 de agosto – sexta-feira

20h – Noite de Jazz e Bossa. Luciano Filho, Rogério Cerri e convidados fazem jam session.

07 de agosto – sábado

10h30 – Ensaio aberto dos alunos da Orquestra Filarmônica de Rio Claro. Professor Fábio Engle

20h – Recital de Piano – Especial Dia dos Pais. Homenagem ao pianista Eugênio Benetti, com produção de Vagner LLari e realização da Secretaria Municipal de Turismo

08 de agosto – domingo

20h – Duo Frenesi e convidados. Adriano Nogueira (piano) e Mariana Pires de Oliveira (canto).

09 de agosto – segunda-feira

20h – Baladas e Boleros. Voz e violão: Vagner LLari. Violino: Oswaldo Lima.

21h – Lançamento do CD “O Gaiteiro”, com composições de Sidney Barreto e show de encerramento do segundo Festival de Música de Inverno de Rio Claro, com Anderson Rossetti, Edson Barreto e convidados.

Workshops

Durante o Festival de Música de Inverno de Rio Claro haverá workshops realizados no Casarão da Cultura. Com exceção do workshop do dia 30 de julho, os demais são gratuitos.

Programação dos workshops

07 de agosto – sábado

15h às 17h –“O Universo da Guitarra Elétrica”. Professor Aquiles Faneco (guitarrista), do Instituo de Guitarra & Tecnologia da EM&T de Campinas.

03 de agosto – terça-feira,

04 de agosto – quarta-feira,

06 de agosto – sexta-feira

14h às 16h – Oficina dos sons – Percepção e interpretação de estímulos sonoros, com a professora doutora Georgina Faneco Maniakas (UFSCar) com a participação do ator Cláudio Lopes.

Oficina dos Sons é workshop desta terça-feira no Casarão

    “Oficina dos Sons – percepção e interpretação de estímulos sonoros” é uma série de oficinas que começa nesta terça-feira (3) na programação do Festival de Música de Inverno de Rio Claro. A atividade é aberta ao público e acontece no Casarão da Cultura das 14 às 16 horas.

    O workshop será comandado pela professora Georgina Faneco Maniakas, da UFSCar e pelo ator Cláudio Lopes. “Vamos fazer um trabalho para aguçar a percepção sonora e mostrar como traduzir esses estímulos através da expressão corporal”, explica Georgina Faneco.

    A atividade, que será repetida nessa quarta (4) e sexta-feira (6), pode ser feita por pessoas adultos e crianças. “Nesse contexto de acentuada poluição sonora, o exercício que propomos também tem esse objetivo de estimular a sensibilidade para os diversos tipos de sons, seja de instrumentos musicais, ruídos, da água, fogo e outros, sempre buscando a espontaneidade corporal”, acrescenta a professora.

Realização

    A realização do segundo Festival de Música de Inverno de Rio Claro é da prefeitura de Rio Claro por intermédio da Secretaria de Cultura, em parceria com a Orquestra Filarmônica de Rio Claro. O apoio é da Secretaria Municipal de Turismo, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Arquivo Público Histórico Oscar de Arruda Penteado.

    A série de eventos tem a colaboração da Cia. do Tempo Antiguidades, Circo Festa, Diretoria Regional do Ciesp em Rio Claro, Germânia Chopperia, Outras Histórias Sebo & Livraria, Jog Music, Maurício Nadin, Mercado da Qualidade, Semearte Arquitetura e Paisagismo, Supermercado Papagaio e Versalhes Locações para Festas.

Programação de workshops do 2º Festival de Música de Inverno de Rio Claro

Workshops

    Durante o Festival de Música de Inverno de Rio Claro haverá workshops realizados no Casarão da Cultura. Com exceção do workshop do dia 30 de julho, os demais são gratuitos.

Programação dos workshops

03 de agosto – terça-feira,

04 de agosto – quarta-feira,

06 de agosto – sexta-feira

14h às 16h – Oficina dos sons – Percepção e interpretação de estímulos sonoros, com a professora doutora Georgina Faneco Maniakas (UFSCar) com a participação do ator Cláudio Lopes.

07 de agosto – sábado

15h às 17h –“O Universo da Guitarra Elétrica”. Professor Aquiles Faneco (guitarrista), do Instituo de Guitarra & Tecnologia da EM&T de Campinas.

Pedalinhos passam a funcionar nas tardes de segunda a sexta-feira

    Devido ao enorme sucesso que os pedalinhos do Lago Azul vêm fazendo desde que foram reativados pela prefeitura de Rio Claro, há 15 dias, a administração do parque estendeu o funcionamento dos equipamentos. Inicialmente previstos para serem utilizados somente aos sábados, domingos e feriados, os pedalinhos também passam a ficar em atividade nos demais dias de semana, de maneira definitiva.

    “O funcionamento de segunda a sexta-feira iria acontecer somente durante o recesso escolar, mas a resposta da comunidade ao retorno dos pedalinhos superou todas as expectativas”, comenta o administrador do Lago Azul, Francisco Marcucci, informando que, até a tarde de segunda-feira (2), já foram registrados 2.780 pagantes desde que os veículos foram reativados, no último dia 18.

    “Se lembrarmos que no dia da ‘reestréia’ os passeios eram gratuitos e foram feitos por mais de 300 pessoas, e que crianças até quatro anos não pagam, podemos afirmar que muito mais que três mil passeios foram feitos nessas duas semanas”, destaca Marcucci.

    Para que as filas não sejam tão grandes e a espera seja menos demorada, os passeios de pedalinho agora duram 15 minutos. Aos sábados, domingos e feriados o atendimento é das 9 às 17 horas e de segunda a sexta-feira, das 14 às 17 horas. Crianças até quatro anos não pagam e pessoas até 12 anos só podem utilizar os veículos acompanhadas de um adulto. Cada passeio custa R$ 2,00, que são repassados ao Fundo Social de Solidariedade.

    “Além de proporcionarem momentos de lazer e alegria a crianças e adultos, os pedalinhos também contribuem para o trabalho que desenvolvemos em prol dos mais necessitados”, comemora Rosana Altima, presidente do FSS.

De volta

    Após quatro anos inativos, a prefeitura, com colaboração da Foz do Brasil, colocou de volta dez pedalinhos à disposição da comunidade, totalmente reformados e pintados. Para garantir a segurança dos usuários, 50 coletes salva-vidas foram adquiridos, 25 para adultos (até 110 quilos) e 25 para crianças. Além disso, os passeios nos pedalinhos acontecem somente em condições climáticas adequadas, ou seja, sem chuva e sem ventos muitos fortes.

    O monitoramento dos passeios é feito em um barco para que todos possam desfrutar dos pedalinhos com tranqüilidade. O píer – estrutura que fica sobre o lago para acesso aos pedalinhos – foi totalmente recuperado e recebeu novo madeiramento, com madeira de lei. E na área em volta à passarela, um novo paisagismo foi implantado.

Prefeitura recebe nesta 3ª-feira prédio que será nova creche

    A prefeitura de Rio Claro recebe nesta terça-feira (3) as chaves de prédio no Bairro do Estádio que será transformado em creche municipal. “É mais solicitação da comunidade feita através do Orçamento Participativo que estamos atendendo”, comenta a vice-prefeita e Secretária de Governo, Olga Salomão, lembrando que o aumento de vagas de creche na região foi reiteradamente pedido em reuniões do OP. A cerimônia de entrega das chaves esta marcada para as 14 horas, no próprio imóvel, localizado na rua 17, 135, Bairro do Estádio.

    A Secretária da Educação, Heloísa do Carmo, vai receber as chaves de representantes do Sindicato dos Metalúrgicos – Regional de Limeira, sub-sede de Rio Claro, do qual a prefeitura adquiriu o imóvel. Nos últimos três anos a prefeitura alugou as instalações para atividades de pré-escola. “Com o remanejamento desses alunos para a escola Antônio Maria Marrote, que foi ampliada com seis novas salas, vamos utilizar o prédio que acabamos de adquirir para criar mais 62 vagas de creche”, explica.

    A Secretaria da Educação explica que as salas de creche têm dinâmica diferenciada em relação às de Educação infantil Etapa 2, referente às pré-escolas. “Devido a essas diferenças e à necessidade de atender corretamente crianças na faixa etária de quatro meses e três anos, as instalações recém-adquiridas pela prefeitura passarão por adequações”, explica a diretora de Planejamento e Projetos Especiais da Secretaria da Educação, Eva Murbach. O projeto das obras está em fase de elaboração.

Investimentos

    Para adquirir o imóvel, a prefeitura fez investimento de R$ 300 mil. O prédio pertencia ao Sindicato dos Metalúrgicos – Regional de Limeira, sub-sede de Rio Claro. Mensalmente, a Secretaria da Educação pagava R$ 1.757,42 de aluguel para poder utilizar as instalações.

    A intenção do governo municipal é de que a nova creche esteja em funcionamento para o ano letivo de 2011. No caso das creches, as ações do governo municipal em adequações e ampliações renderam até agora mais 60 vagas, às quais serão somadas mais 62 com o prédio adquirido pelo município no Bairro do Estádio, além da creche em construção no Jardim Progresso, que terá outras 125 vagas. E com a mudança da creche Santa Rosa, no Grande Cervezão, para prédio próprio, serão outras 30 vagas a mais.

    Em outra frente, a creche Sebastião Ambrósio ganhará instalações mais adequadas ao ser transferida para o Complexo Educacional do Jardim Novo I, obra que está sendo finalizada pela prefeitura.

Rio Claro tem sete projetos pré-selecionados no PAC-2

“Tivemos sete projetos pré-selecionados e saímos da reunião com a certeza de que conseguiremos novos recursos financeiros para Rio Claro, ficamos satisfeitos com os resultados desta viagem”, afirmou o prefeito Du Altimari logo após participar, em Brasília, de reunião com representantes do governo federal para discutir a inclusão de Rio Claro no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) 2.

No próximo dia 10, os representantes do governo municipal terão nova reunião de trabalho em Brasília, desta vez para a apresentação de projetos em ordem de prioridade. “Iremos, então, conhecer quais os projetos de Rio Claro serão aprovados”, informa a vice-prefeita Olga Salomão, que acompanhou o prefeito, juntamente com o secretário de Obras – Ivan De Domênico, o superintendente do Daae – Geraldo Gonçalves Pereira, e Raquel Bovo, diretora da secretaria de governo.

O município pleiteia recursos nas modalidades de saneamento, drenagem, contenção de encostas e pavimentação. “Temos a expectativa de aprovar alguns projetos a fundo perdido”, informa o prefeito Du Altimari. Os recursos a fundo perdido não precisam ser devolvidos pelo município.

“A vinda destes recursos para Rio Claro só é possível porque, no ano passado, pagamos dívidas herdadas, o que nos permitiu conseguir a Certidão Negativa de Débito (CND), sem a qual o município não recebia um centavo de outras esferas de governo”, relembra o prefeito Altimari.

Da reunião com o Grupo Executivo do PAC, também participaram representantes dos ministérios do Planejamento e Orçamento, das Relações Institucionais e das Cidades e da Caixa Econômica Federal. Os técnicos da área de planejamento acompanharam as discussões para referenciar a elaboração do Orçamento 2011.

Os dirigentes rio-clarenses foram recebidos por Miriam Belchior, assessora especial da Presidência da República, responsável por coordenar as ações do PAC.

Limpeza de praças começa com força redobrada na segunda-feira, 2

A Prefeitura inicia na segunda-feira, 2 de agosto, na Avenida Castelo Branco, próximo à Rua 14,  uma operação de limpeza nos canteiros e praças da cidade, colocando em ação seis equipes especializadas neste tipo de serviço, cada qual com 11 profissionais, num total de 66 pessoas.  O efetivo envolvido no trabalho é de responsabilidade da empresa Altec, que venceu concorrência pública realizada recentemente pelo município. Além dos operários, a Altec fornece os uniformes dos trabalhadores, os caminhões (um por equipe) e ceifadeiras costais, cabendo à Prefeitura, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Silvicultura a coordenação e supervisão do trabalho.

A jornada de limpeza na Av. Castelo Branco começará às 6h e se estenderá até as 16h, com intervalo de uma hora para almoço. Este horário será mantido ao longo dos próximos 12 meses, conforme prevê o contrato assinado com a Altec, garantindo assim a execução de toda a programação de limpeza planejada pela prefeitura. Com este reforço, o prefeito Du Altimari afirma que será possível cuidar de todas as principais praças da cidade em intervalos de 25 a 30 dias, assegurando excelente manutenção a esses espaço públicos.

“A população tem razão quando valoriza o bom aspecto das nossas praças e este é também o motivo de nosso empenho, como confirmam os investimentos que acabamos de fazer neste sentido”, explicou. Segundo Altimari, a freqüência com que a limpeza será feita, a partir de agora, “vai mostrar resultados imediatos e, certamente, é isso o que nossos munícipes esperam”, observou.

Manter as praças limpas e adotar ações que tornam mais vistosos os canteiros das principais vias públicas da cidade tem sido um compromisso do governo municipal. Obras de paisagismo em frente ao Shopping de Rio Claro, na via e praça de acesso à Floresta Estadual, no canteiro da Rua 14 e em outros pontos da cidade e dos distritos ratificam esta postura da administração rio-clarense. “É, sobretudo, uma forma de melhorar o acolhimento, humanizar a cidade, aproximar as pessoas dos espaços públicos e do lazer”, sublinha Altimari.