Região de Rio Claro tem nova variação positiva na geração de empregos

     O nível de emprego industrial na diretoria regional do Centro da Indústria do Estado de São Paulo (CIESP), com sede em Rio Claro, apresentou resultado positivo no mês de março/2010. A variação ficou em 4,73%, o que significou um acréscimo de aproximadamente 2.750 postos de trabalho.
     No ano, registrou-se acumulado de 7,58%, representando um acréscimo de aproximadamente 4.250 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o acréscimo é de 18,73%, o que equivale a aproximadamente 9.550 trabalhadores na região.
    O índice do nível de emprego industrial da Diretoria Regional do CIESP em Rio Claro foi influenciado pelas variações positivas dos setores de Produtos Alimentícios (13,02%), Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos (5,99%), Produtos de Borracha e Plástico (0,91%) e Produtos de Minerais não Metálicos (0,57%), que são os setores que mais influenciam no cálculo do índice total da região.
    As que mais se destacaram entre as 23 Diretorias que apresentaram variações positivas foram: Rio Claro (18,73%); Matão (15,86%) e Franca (11,76%). Para São Paulo – Capital a variação foi positiva em 2,54%. A Grande São Paulo teve aumento de 1,30%, o interior do Estado variou 2,15% e o Estado de São Paulo como um todo teve crescimento de 1,64%.

Rio Claro participou de etapa da Conferência Nacional de Tecnologia

    Rio Claro esteve representado na etapa regional sudeste da 4ª Conferência Nacional de Tecnologia, realizada em Vitória (ES) nos dias 30 e 31 de março.  A fase nacional está programada para o período de 26 a 28 de maio. 
    Na capital capixaba, o secretário de Desenvolvimento Econômico, João Zaine integrou o grupo de debates que se concentrou nos seguintes temas propostos: Plano Nacional de Inovação e os Municípios; Programas Orientados aos Municípios; Programa DECOLAR de Apoio e Orientação de Jovens Talentos Locais; O Desenvolvimento Local na Convergência das Leis Gerais e de Inovação; Inovação Social, Incubadoras e Parques para o Desenvolvimento Local e Regional; e Popularização, Divulgação e Massificação do Conhecimento Técnico e Científico.

Secretário João Zaine e prefeito de Vitória, João Cozer
Secretário João Zaine e prefeito de Vitória, João Cozer

    Zaine definiu a sua participação no evento como uma “oportunidade de troca de experiências” e identificou na conferência “um canal ideal para levar as reivindicações do município e ter acesso às políticas de desenvolvimento, ciência e tecnologia”. Ele acrescentou que, com isso, “torna-se mais fácil consolidar o conhecimento e encurtar a distância entre as desigualdades sociais, ao mesmo tempo em que se busca o crescimento sustentável”.
   Na abertura da conferência regional, o secretário executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Luiz Antonio Rodrigues Elias, disse que o País “já adquiriu grande visibilidade internacional em termos científicos, mas que ainda precisa se firmar mais neste aspecto, devendo escolher o caminho da educação de qualidade para chegar ao objetivo desejado”. Elias também destacou “que o Brasil não pode manter seu desenvolvimento atrelado à exploração dos recursos naturais”.

Rio Claro no lançamento do PAC II, em Brasília

      A vice-prefeita Olga Salomão e o secretário de Desenvolvimento Econômico de Rio Claro, João Zaine, participaram, dia 29 de março, em Brasília, do lançamento do segundo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II), anunciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela até então ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.
     Olga e Zaine representaram o município naquela solenidade, considerando que “o governo federal tem sido parceiro constante e importante no atendimento às reivindicações locais, como no caso da retirada dos trilhos da área central de Rio Claro e relativamente aos projetos do    Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, o Pronasci”, observou Olga. 
     O PAC II, conforme o governo federal terá foco em obras de saneamento básico nas cidades brasileiras, dedicando também atenção especial à construção de creches, entre outros aspectos. O viés social do programa é, portanto, renovado nesta segunda versão.

Pesquisa aponta crescimento do emprego na indústria em Rio Claro

O nível de emprego industrial na Diretoria Regional do CIESP em Rio Claro apresentou resultado positivo no mês de fevereiro/2010. A variação ficou em 2,35%, o que significou um acréscimo de aproximadamente 1.350 postos de trabalho. No ano, verificou-se um acumulado de 2,72%, que representa acréscimo de aproximadamente 1.550 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o acréscimo é de 14,55% e equivale a aproximadamente 7.350 admitidos na região.
O índice do nível de emprego industrial da Diretoria Regional do CIESP em Rio Claro foi influenciado pelas variações positivas registradas nos setores de Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos (5,82%), Produtos Alimentícios (3,41%) e Produtos de Borracha e Plástico (3,01%). O resultado só não foi melhor, devido às variações negativas verificadas nos setores de Produtos de Minerais não Metálicos (-1,01%) e Produtos de Metal, exceto Máquinas e Equipamentos (-0,66%), que também influenciam no cálculo do índice.
Abaixo, o comportamento setorial dos meses de fevereiro de 2009 e 2010 e os acumulados no ano e em 12 meses. Quando comparados os meses de fevereiro nos anos de 2009 e 2010, observa-se um cenário melhor, pois em fevereiro/2009 o resultado foi negativo em 2,70%.
12 Meses
Entre as Diretorias Regionais que mais se destacaram com dados positivos obtidos em 12 meses estão: Matão (17,08%); Rio Claro (14,55%); Araraquara (14,23%) e Presidente Prudente (9,24). Já entre as que apresentaram variações negativas aparecem São José do Rio Preto (-7,90%); Sertãozinho (-7,20%); Mogi das Cruzes (-6,60%) e Cubatão (-6,51%). Para São Paulo – Capital, a variação foi positiva em 1,27%. A Grande São Paulo teve retração de -0,38%, enquanto o interior do Estado variou 0,53% e o Estado de São Paulo, como um todo, teve crescimento de 0,05%.