Prefeito recebe visita de representantes da Abemel

Entidade rio-clarense responde por 80% das exportações brasileiras de produtos apícolas.

O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e o secretário municipal de Governo, Francesco Rotolo, receberam nesta sexta-feira (12) no paço municipal a visita de dois representantes da Abemel (Associação Brasileira de Entrepostos e Exportadores de Produtos Apícolas), que tem sede no município e representa 80% de todo o volume de produtos apícolas exportados pelo Brasil, principalmente o mel. “A Abemel é uma entidade que nasceu em Rio Claro e projeta o nome da cidade nos cenários nacional e internacional”, destaca o prefeito Juninho da Padaria ressaltando a importância da parceria da entidade com o poder público.

Joel e Joelma Lambertucci entregaram ao prefeito carta de agradecimento pelo apoio da prefeitura à entidade, ajudando a manter a sede da associação no município, inclusive disponibilizando local e estrutura básica na Secretaria Municipal da Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção.

Fundada em 15 de agosto de 2003, a Abemel completou 15 anos de existência e presenteou o prefeito Juninho da Padaria com o livro “Abemel, 15 anos de legados e conquistas”. “O lançamento desse livro eterniza nossa história, mas principalmente será um grande auxílio no caminho para o conhecimento e a conscientização da importância da Abemel e seus associados nessa luta pela valorização do setor apícola brasileiro”, comenta Joelma, também proprietária do Apiário Lambertucci, empresa fundada há 35 anos.

Rio Claro recebe certificado de qualificação do Município Verde Azul

Programa analisa ações ambientais do município em dez diretivas.

Comitiva de Rio Claro participou na quinta-feira (11), na cidade de Bauru, da cerimônia de qualificação para certificação do ciclo 2019 do Programa Município VerdeAzul (PMVA). O município obteve 42,81 pontos e ficou entre as 161 cidades que receberam o certificado nessa etapa.

De acordo com Edison Andrade, coordenador de educação ambiental da Secretaria Municipal da Educação e interlocutor do PVMA, essa é a única etapa do ano de qualificação do programa do governo estadual, que destaca os municípios melhores colocados em ranking das ações em prol do meio ambiente.

Para ser contemplado com o selo de qualificação do Programa Município VerdeAzul, Rio Claro precisou somar mínimo de 40 pontos em ações que são avaliadas dentro das 10 diretivas do programa: município sustentável, estrutura e educação ambiental, conselho ambiental, biodiversidade, gestão das águas, arborização urbana, qualidade do ar, uso do solo, esgoto tratado e resíduos sólidos.

“Estamos trabalhando para conseguir a certificação final e colocar o município como um dos destaques em política de gestão ambiental no estado”, comenta o secretário municipal de Meio Ambiente, Ricardo Gobbi.

No final do ano, uma nova certificação será realizada e para garantir o selo, Rio Claro precisará somar 80 pontos nas 10 diretivas avaliadas. “Conquistando o certificado garantimos prioridade na captação de recursos do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição”, explica Edison Andrade.

Também participaram do evento o gerente de Planejamento Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Leonardo Andrade; o engenheiro Roberto Forestti Jr.; o prefeito de Bauru, Clodoaldo Gazzetta; o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Rodrigues Penido; e o coordenador do PVMA, José Walter Figueiredo Silva.

Lançado em 2007 pelo governo estadual, o PMVA tem o objetivo de auxiliar as prefeituras paulistas no desenvolvimento de ações pela sustentabilidade, cujo selo possibilita às cidades firmarem convênios com entidades e empresas nacionais e internacionais que queiram investir na temática ambiental, além de convênios em âmbito estadual e federal.

Música ao vivo aquece a noite de domingo na Praça Dalva de Oliveira

No próximo domingo (14) acontece mais uma edição do projeto musical na Praça Dalva de Oliveira, que fica na Avenida Tancredo Neves com Rua 14. O músico Amauri leva ao público, das 18h às 20 horas, canções que fizeram e ainda fazem sucesso e marcaram gerações. O retorno do protejo musical na Praça Dalva é uma iniciativa da Prefeitura de Rio Claro, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur).

Para aquecer as noites com temperaturas mais baixas nada melhor que ouvir música de qualidade. A atividade musical leva ao público lazer e entretenimento gratuitos, além de promover momentos de socialização entre os participantes. Começar a semana em alto astral ao som de grandes sucessos eternizados na voz de conhecidos cantores é uma ótima pedida para se divertir. Assim, o músico Amauri embala mais uma noite de domingo por meio do projeto musical na Praça Dalva de Oliveira.

A Praça Dalva de Oliveira é um dos locais de referência em espaço de lazer de Rio Claro, sendo que presta homenagem a uma das maiores cantoras do Brasil, a rio-clarense Dalva de Oliveira, chamada de “O rouxinol do Brasil”.

Equipes disputam a sexta rodada do Campeonato de Futebol Master 5.0

Na tarde deste sábado 12 equipes participam da sexta rodada do Campeonato de Futebol Master 5.0. Os distritais do São Miguel, Vasco da Gama, Fred Beltrame, Santana, Mata Negra e Cidade Nova F.C. recebem os jogos da 10ª edição do tradicional campeonato.

O primeiro jogo será realizado às 14h50 quando, em casa, o Vasco da Gama enfrenta o Juventude F.C.. Os demais jogos ocorrem às 15h50. Assim, o Distrital do São Miguel recebe partida entre A.D.B. Aliança/Massamania x Saltense. No Distrital Fred Beltrame/Ipiranga joga Unidos x Juventus de Cordeirópolis. O Santana recebe em casa o Mancha F.S.. No Mata Negra o anfitrião enfrenta o Itirapina F.C.. Já o Cidade Nova F.C./Cruzeiro joga em casa contra o IX de Julho F.C.. Neste sábado a folga é do Grêmio Bela Vista F.C..

O Campeonato de Futebol Master 5.0 é organizado pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur).

Defesa Civil controla fogo em área no Jardim Santa Maria

Operação De Olho na Queimada prossegue durante todo o período de estiagem.

A baixa umidade relativa do ar, principalmente no período da tarde, segue aumentando o risco de incêndios florestais e em terrenos. Na quarta-feira (11) a Defesa Civil de Rio Claro fez a contenção do fogo em uma grande área no Jardim Santa Maria. “O local possui mata rasteira e as chamas produziram um grande incômodo aos moradores de toda aquela região”, comenta o diretor municipal da Defesa Civil, Wagner Martins Araújo.

O trabalho foi mais um desdobramento da operação De Olho na Queimada, no qual a Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário intensifica o monitoramento contra incêndios, que ficam mais frequentes nesta época de estiagem.

Por isso a prefeitura reforça a importância da comunidade colaborar e não colocar fogo em terrenos e vias. Além do risco de danos ambientais e materiais , outro dos principais problemas é o risco à saúde, principalmente daqueles com problemas respiratórios, crianças e idosos.

Prefeitura retira cinco toneladas de lixo em casa de acumulador

Acumular potenciais criadouros da dengue pode render multa aos infratores.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), vinculado à prefeitura de Rio Claro por meio da Secretaria Municipal de Saúde, enviou equipe nesta semana a um imóvel no Bairro do Estádio de onde foram retiradas perto de cinco toneladas de potenciais criadouros do Aedes aegypti. O morador da residência é considerado acumulador, pessoa que tem dificuldade de se desfazer de objetos, mesmo que não tenham mais nenhuma utilidade.

Foram retirados do local, na quarta-feira (10), móveis velhos e recipientes recicláveis, além de colchões e eletrodomésticos sem condições de uso, como ventilador e televisão velhos. Essa não foi a primeira vez que agentes estiveram no local, pois o morador estava sendo monitorado pelos agentes do Centro de Controle de Zoonoses. Muitos dos objetos entulhados acumulavam água em quantidade suficiente para servir de foco do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Além do perigo da reprodução do mosquito, esse material também podia atrair ratos, baratas e escorpiões, gerando risco para toda a vizinhança.

“Todo o material recolhido foi levado ao aterro sanitário, pois não havia condições de reciclar nada do que retiramos”, explica o gerente do CCZ, Diego Reis, explicando que outras visitas a acumuladores estão na programação de serviços da Secretaria da Saúde. De acordo com Reis, situações de acúmulo de lixo e materiais inservíveis podem gerar notificação e multa inicial de R$ 340,62 que aumenta de acordo com as reincidências até o limite de R$ 34.062,00.

A ação em imóveis de acumuladores conta com participação de outros setores da Saúde municipal, como Vigilância Sanitária, Centro de Atenção Psicossocial e rede de Atenção Básica. Além disso, colaboram com a iniciativa as secretarias municipais do Desenvolvimento Social; Segurança, Defesa Civil Mobilidade Urbana e Sistema Viário; Meio Ambiente; Obras e Serviços; e Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção.

Acostamento da estrada Rio Claro-Ajapi recebe melhorias

Serviço realizado pela prefeitura irá contemplar os dois lados da via.

A prefeitura de Rio Claro começou nesta quarta-feira (10) serviços de manutenção no acostamento da estrada que liga o Distrito Industrial ao distrito de Ajapi. Os trabalhos estão sendo realizados por equipe da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Silvicultura e Manutenção.

Os serviços incluem roçagem de mato, limpeza e também correção de desnível no solo entre o acostamento de terra e o asfalto da pista. “Vamos retirar o ‘degrau’ entre o acostamento e a pista para diminuir os riscos de acidentes”, explica Emilio Cerri, secretário municipal de Agricultura.

Os trabalhos serão realizados nos dois lados da pista e vão levar cerca de dez dias. “A orientação é para que os motoristas que transitam pela via redobrem a atenção e respeitem a sinalização, uma vez que estão sendo utilizadas máquinas nos trechos em obras”, orienta Cerri.

A estrada Rio Claro-Ajapi recebe um grande fluxo diário de veículos e a prefeitura realiza manutenções frequentes para manter a trafegabilidade da via.

Associação dos Moradores do Guanabara realiza obras para ampliação do prédio

Imóvel está ganhando piscina para aulas de natação e hidroginástica.

Há 20 anos atendendo a comunidade, a Associação dos Moradores do Jardim Guanabara (Amorg), na zona sul de Rio Claro, está ampliando seu espaço físico para oferecer mais atividades e melhor atender sua comunidade. “As obras foram iniciadas em setembro do ano passado e estão sendo realizadas com recursos próprios da presidência”, informa o presidente da entidade, Edson Locatelli, que recebeu nesta quarta-feira (10) a visita do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria. “É um belo projeto que com certeza faz a diferença na vida das pessoas atendidas pela entidade”, elogiou Juninho.

Atualmente, a Amorg atende quase 50 crianças com idades entre seis e 12 anos, que recebem aulas de balé clássico, judô, inglês, informática, horticultura e música. A associação também possui uma brinquedoteca para uso das crianças. Com a ampliação de 200 metros quadrados, o prédio vai ganhar piscina, vestiários, entre outros espaços. Com isso, a Amorg passará a oferecer também aulas de hidroginástica para idosos e natação para as crianças.

A Amorg foi fundada em 1999 com o objetivo de reivindicar melhorias para o bairro e a comunidade. As crianças participam do projeto Luquinha no contraturno do período escolar. A associação fica na Avenida 6, número 330, Jardim Guanabara II.

Combatentes da Revolução de 1932 são reverenciados em evento em Rio Claro

Centenas de rio-clarenses participaram do conflito e três soldados morreram.

O município de Rio Claro realizou na terça-feira, dia 9 de julho, evento para celebrar os 87 anos da Revolução Constitucionalista de 1932. A cerimônia prestou homenagem aos combatentes que participaram do conflito armado, incluindo 483 rio-clarenses que se alistaram como voluntários. Quase mil soldados morreram na luta iniciada em 9 de julho e encerrada em 4 de outubro de 1932, inclusive três rio-clarenses: Othoniel Marques Teixeira, Benedito Carlos Brunini e Domingos Mazullo.

Para Pedro Zonta, presidente do Clube 21 Irmãos Amigos, esses valorosos soldados combateram em defesa da Constituição e pela restituição de direitos e liberdade, e esse ato heróico consolidou a democracia e espírito constitucionalista. “Essa homenagem ao movimento sinaliza que os ideais da revolução não morreram e, além de reverenciar os combatentes, também serve como exemplo às novas gerações”, afirmou Zonta na solenidade realizada na entrada do Cemitério Municipal São João Batista.

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, observou que devemos trabalhar com afinco para fazer a diferença no presente e no futuro, porém sem esquecer aqueles que construíram o Estado de São Paulo. “O dia 9 de julho não é um simples feriado e sim uma data para que possamos refletir sobre o movimento e agradecer as pessoas que fizeram e continuam fazendo a diferença em nossa história”, disse Juninho, lembrando que hoje a revolução é outra, principalmente contra a corrupção, e devemos trabalhar para envolver as pessoas na luta em prol da União, estado e município. “Façamos nossa revolução a cada dia para transformar a sociedade”, completou.

Ao lado da esposa Candinha Demarchi, o ex-deputado Aldo Demarchi lembrou que em 1997 votou na Assembleia Legislativa o projeto de lei, que deu origem à lei estadual que tornou o dia 9 de julho feriado no estado. “São Paulo tem que reverenciar esses valorosos combatentes, esses bravos paulistas que lutaram pela Constituição que foi promulgada em 1934”, declarou.

Representando a Câmara Municipal, o vereador Geraldo Voluntário destacou a importância da merecida homenagem aos revolucionários de 1932.

O evento teve ainda apresentação da Banda Sinfônica União dos Artistas Ferroviários, hasteamento de bandeiras ao som da marcha batida, leitura do texto “Os Escoteiros e Revolução de 1932”, declamação da poesia “A Última Trincheira”, execução da canção da Força Pública que deu origem à Polícia Militar e do hino da Revolução de 1932, a música Paris-Belfort.

Também participaram do evento o vice-prefeito e secretário de Segurança, coronel Marco Antonio Bellagamba; o ex-prefeito Du Altimari; o comandante da Guarda Civil Municipal, Luís Fernando de Godoy; tenente-coronel Luís Roberto Moreira Filho, comandante do 37º BPMI; delegado André Luís Alvares Müller; capitão Ludio Veludo, comandante da 1ª Cia. da PM; cabo Jacó, da 2ª Cia. da Polícia Rodoviária; subtenente Wagner Firmino da Silva, chefe de Instrução do Tiro de Guerra; entre outras autoridades e pessoas da comunidade.

Daae trabalha durante madrugada mais fria do ano para manter abastecimento na cidade

Limpeza na canaleta de captação de água da ETA 2 foi feita em dia e horário com menor consumo para afetar o mínimo possível a rotina dos munícipes.
Além da preocupação em manter a qualidade da água fornecida em toda a cidade, o Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) de Rio Claro, também trabalha arduamente para que o abastecimento seja afetado o mínimo possível, principalmente quando manutenções preventivas são necessárias.
Na madrugada de sábado para domingo (7), a equipe da autarquia realizou a limpeza da canaleta de captação de água do rio Corumbataí, localizada na estrada municipal que liga o Distrito Industrial ao distrito de Ajapi.
Para realizar o serviço, a equipe da autarquia precisou, como procedimento padrão e controlado, paralisar a ETA 2, o que poderia causar baixa pressão ou interrupção temporária no fornecimento de água em 60% da cidade que é abastecida por essa Estação de Tratamento de Água.
Mas para afetar o mínimo possível do abastecimento, o serviço teve início às 23 horas de sábado (6), concluído por volta das 4h da manhã de domingo, quando o termômetro utilizado pela equipe do Daae no local registrou 0°C, sendo, até o momento, a noite mais fria do ano na cidade.
“Elaboramos a logística e preparamos o local durante a semana para que tudo transcorresse da melhor maneira possível. Todos os funcionários entenderam a necessidade da realização do serviço nesse horário e estavam devidamente preparados e protegidos do frio, com roupas adequadas”, comenta o diretor técnico, Marcio Frandi, que supervisionou o trabalho. “Também tínhamos chá e café para nos mantermos aquecidos”, acrescenta Frandi.
A temperatura estava tão baixa que ao final da manutenção, havia crostas de gelo formadas nos tetos dos veículos utilizados pela equipe formada por Marcio Frandi, Rodrigo Mura, Rodrigo Bichoff, Eduardo Vale e Demerval Prado, além de três funcionários da empresa terceirizada, operadores das retroescavadeiras e da escavadeira hidráulica.
“O trabalho foi feito durante frio intenso, mas os funcionários do Daae não mediram esforços para que a população não ficasse sem água, pois nesse dia e horário, o consumo é extremamente baixo. São heróis que estavam assegurando a continuidade do abastecimento de água na cidade”, destaca o superintende do Daae, Paulo Roberto Bortolotti.
A limpeza na canaleta é feita periodicamente para não comprometer o tratamento e o abastecimento de água nas regiões abastecidas pela ETA 2, garantindo a qualidade no fornecimento de água da região.